A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Exercícios de Nazifascismo e Segunda Guerra

Pré-visualização | Página 1 de 2

1. (Pucsp 2003) A viagem levou uns vinte minutos. O caminhão parou; via-se um grande 
portão e, em cima do portão, uma frase bem iluminada (cuja lembrança ainda hoje me 
atormenta nos sonhos): ARBEIT MACHT FREI - o trabalho liberta. Descemos, fazem-nos entrar 
numa sala ampla, nua e fracamente aquecida. Que sede! O leve zumbido da água nos canos da 
calefação nos enlouquece: faz quatro dias que não bebemos nada. Há uma torneira e, acima, 
um cartaz: proibido beber, água poluída (...). Isto é o inferno. Hoje, em nossos dias, o inferno 
deve ser assim: uma sala grande e vazia, e nós, cansados, de pé, diante de uma torneira 
gotejante, mas que não tem água potável, esperando algo certamente terrível acontecer, e 
nada acontece, e continua não acontecendo nada. 
 (LEVI, Primo. "É isto um homem?" Rio de Janeiro: Rocco, 1988. p. 20). 
 
A descrição acima - de um prisioneiro chegando a Auschwitz - revela angústia e horror. Os 
campos de concentração nazistas eram 
a) lugares de reabilitação de doentes mentais, criminosos comuns e prisioneiros políticos, 
adversários do Nazismo. 
b) instalados apenas na Alemanha e, neles, foram alojados, durante a Segunda Guerra 
Mundial, judeus, homossexuais e comunistas. 
c) lugares de execução sumaria e imediata de inimigos nacionais alemães e de pessoas que se 
recusavam a trabalhar. 
d) instalados para acolher os imigrantes que, vindos da Europa Oriental, tentavam penetrar no 
território do Terceiro Reich sem autorização. 
e) lugares onde os considerados indesejáveis eram submetidos a humilhações, trabalhos 
forçados ou execuções em massa. 
2. (G1 - utfpr 2007) Em 1935, a Alemanha havia reiniciado a produção de armamentos e 
restabelecido o serviço militar obrigatório, contrariando o Tratado de Versalhes. Em 1938, 
anexou a Áustria; logo em seguida incorporou a região dos Sudetos, que abrigava minorias 
alemãs, na Tchecoslováquia, e assinou um acordo de não-agressão e neutralidade com a União 
Soviética. Estava plantada a semente da Segunda Guerra Mundial, que eclodiu em 01. de 
setembro de 1939, com o (a): 
a) participação efetiva de tropas nazistas na Guerra Civil Espanhola, por meio da invasão de 
Madri. 
b) invasão da Polônia por tropas nazistas e a ação da Inglaterra e da França em socorro dos 
seus aliados, declarando guerra ao Terceiro Reich. 
c) rompimento do Pacto Germânico-Soviético com a invasão do território russo por tropas 
nazistas. 
d) saída dos invasores alemães do território dos Sudetos na Tchecoslováquia para invadir a 
Hungria. 
e) tomada do "corredor polonês", que desembocava na cidade livre de Dantzig, pelos aliados 
nazistas, principalmente italianos. 
3. (G1 - utfpr 2012) Esta caricatura, criada pelo brasileiro Belmonte em 22 de setembro de 
1939, representa que: 
 
 
a) o pacto de não-agressão assinado entre Hitler e Stalin antes da Segunda Guerra Mundial. 
b) a aliança militar entre Alemanha e URSS. 
c) os países que ficaram aliados durante a Segunda Guerra Mundial. 
d) os países que formaram o Eixo. 
e) os países vencedores da Segunda Guerra Mundial. 
 4. . (Espcex (Aman) 2012) A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) vitimou milhões de 
pessoas e alastrou-se por terras, mares, oceanos e ares de quase todo o planeta. 
A postura brasileira durante o conflito foi a de 
a) neutralidade durante todo o tempo, em virtude da posição pró-Eixo do governo brasileiro. 
b) aliar-se ao Eixo, sem, no entanto, participar diretamente do conflito com o envio de tropas. 
c) após declarar guerra ao Eixo, enviar a Força Expedicionária Brasileira (FEB), que combateu 
em terras italianas. 
d) manter neutralidade durante todo o conflito, pois o continente americano e os mares que o 
cercam não foram ameaçados nesta Guerra. 
e) declarar guerra ao Eixo, sem, no entanto, enviar tropas para os campos de batalhas 
europeus, em respeito à tradicional postura não belicista do País. 
5. (Upf 2015) A imagem mostra os resultados de um combate da Segunda Guerra Mundial. 
 
 
Dentre as afirmativas abaixo, assinale aquela que indica a razão pela qual o ataque à base 
naval de Pearl Harbor tornou-se um dos acontecimentos decisivos para o desfecho da Segunda 
Guerra Mundial. 
a) Fortaleceu o nazifascismo, tendo em vista a vitória esmagadora das forças alemãs sobre o 
exército soviético e de outros países do leste europeu. 
b) Representou a primeira grande derrota dos aliados, uma vez que os japoneses passaram a 
utilizar armas atômicas contra cidades asiáticas, porque estas atacavam o nazifascismo. 
c) Foi um fato histórico decisivo para a entrada dos Estados Unidos da América na guerra, o 
que criou condições favoráveis para os aliados na luta contra as forças nazifascistas. 
d) Contribuiu para o significativo aumento do poderio estratégico e militar alemão, devido ao 
aniquilamento quase total das forças norte-americanas e de seus aliados no leste europeu. 
e) Marcou a derrota final dos países que faziam parte do bloco nazifascista, tornando-se o 
símbolo da restauração da democracia e do liberalismo em toda a Europa. 
6. (G1 - ifpe 2016) Atente para o texto abaixo: 
A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) foi a maior catástrofe provocada pelo homem em toda 
a sua longa história. Envolveu setenta e duas nações e foi travada em todos os continentes, de 
forma direta ou indireta. O número de mortos superou os cinquenta milhões, havendo ainda 
uns vinte e oito milhões de mutilados. 
Sobre o conflito em questão, assinale a alternativa correta. 
a) A Segunda Guerra foi um conflito limitado à Europa, com poucos combates em outras 
regiões, o que tira dela a característica de mundial. 
b) A razão do sucesso do exército alemão foi a ausência de preconceito racial na composição 
de suas tropas, pois era constituído por várias nacionalidades. 
c) Comunistas e nazistas se uniram durante todo o conflito, provocando o pior massacre de 
vidas civis e militares de toda a história da humanidade. 
d) A Segunda Guerra é considerada como uma verdadeira guerra mundial, sendo uma 
consequência de um conjunto de continuidades e questões mal resolvidas pelos tratados de 
paz estabelecidos após a Primeira Guerra Mundial. 
e) Ao invadir a União Soviética, em 1942, os alemães só foram derrotados graças ao rigoroso 
inverno russo, que inviabilizou seu maquinário de guerra. 
7. Podemos apontar como uma das principais causas da Segunda Guerra Mundial: 
A - A rivalidade política e militar entre Alemanha e Itália no final da década de 1930. 
B - O surgimento e fortalecimento, na década de 1930, de governos totalitários na Europa, 
com objetivos expansionistas e militaristas. 
C - A política expansionista da França, que invadiu e conquistou vários territórios na Europa e 
na África no final da década de 1930. 
D - A aliança militar estabelecida por Itália, Alemanha e Estados Unidos no começo da década 
de 1930. 
E- O Imperialismo Norte Americano no continente Europeu. 
8. Qual das alternativas abaixo aponta o marco inicial da Segunda Guerra Mundial? 
A - O ataque do Japão à base militar norte-americana de Pearl Harbor. 
B - Os diversos bombardeios britânicos a várias cidades alemãs. 
C - A invasão da Polônia pelas forças armadas da Alemanha em 1º de setembro de 1939. 
D - O estabelecimento de acordos militares entre Alemanha, Itália e Japão. 
E- A declaração de Guerra de Hitler aos Estados Unidos em 1937. 
9. Na Segunda Guerra Mundial, o bloco militar conhecido como Eixo era composto pelos 
seguintes países: 
A - Alemanha, Itália e Japão. 
B - França, Inglaterra e Estados Unidos. 
C - Alemanha, Itália e Rússia. 
 
D - Inglaterra, Estados Unidos e Rússia. 
E- Rússia, Brasil e Argentina. 
10. Sobre o final da Segunda Guerra Mundial, é verdadeiro afirmar que: 
A - Estados Unidos e Grã-Bretanha foram os países derrotados e tiveram que reconhecer o 
domínio alemão na Europa. 
B - Embora