A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
37 pág.
N2 Desafios contemporaneios

Pré-visualização | Página 2 de 10

de modo simultâneo os dois eventos, um de atração pela cidade, outro de expulsão do campo. Antes da revolução industrial não havia nenhum país onde a população urbana predominasse. No começo deste século, apenas a Grã-Bretanha possuía a maior parte de sua população vivendo em cidades (Munford 1982). Pode-se afirmar que o Século XX é o século da urbanização, pois nele se acentuou o predomínio da cidade sobre o campo. Salvo regiões muito atrasadas, que permanecem com características nitidamente rurais, o processo de urbanização prossegue em marcha acelerada.Fonte: MELLO. O processo de urbanização. Disponível em: <http://www.educoas.org/Portal/bdigital/contenido/interamer/BkIACD/Interamer/Interamerhtml/Mellohtml/MelloII.htm>. Acesso em: 09 jul. 2019.
 
As primeiras cidades e/ou fortificações na modernidade eram chamadas de:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	
Burgos.
	Resposta Correta:
	
Burgos.
	Feedback da resposta:
	Resposta correta: As primeiras cidades e/ou fortificações na modernidade eram denominadas burgos, por isso seus primeiros habitantes foram chamados de burgueses.
	
	
	
 
 
·  Pergunta 7
1 em 1 pontos
	 
	 
	 
	“Ruth Benedict escreveu em seu livro O crisântemo e a Espada que a cultura é como uma lente através da qual o homem vê o mundo. Homens de culturas diferentes usam lentes diversas e, portanto, têm visões desencontradas das coisas. Por exemplo, a floresta amazônica não passa para o antropólogo — desprovido de um razoável conhecimento de botânica — de um amontoado confuso de árvores e arbustos, dos mais diversos tamanhos e com uma imensa variedade de tonalidades verdes. A visão que um índio Tupi tem deste mesmo cenário é totalmente diversa: cada um desses vegetais tem um significado qualitativo e uma referência espacial [...]”
Fonte: LARAIA, Roque de Barros. Cultura um conceito Antropológico. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed. 1986. 116 p.
 
Durante muito tempo, o conhecimento produzido na Europa classificou o mundo conforme suas perspectivas, criando um conhecimento de mundo hegemônico e não amplo, de acordo com as vivências de cada ser humano, conforme é apontado acima. Deste modo, essa visão europeia de ver o mundo pode ser chamada de:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	
Eurocentrismo.
	Resposta Correta:
	
Eurocentrismo.
	Feedback da resposta:
	Resposta correta: Trata-se da visão de mundo que coloca a Europa como elemento central da cultura moderna, um entendimento de mundo que durante muito tempo foi hegemônico e vem sendo desconstruída ao longo da história.
	
	
	
 
 
·  Pergunta 8
1 em 1 pontos
	 
	 
	 
	“[...] o objetivo da administração “deve ser o de assegurar o máximo de prosperidade ao patrão e, ao mesmo tempo, o máximo de prosperidade ao empregado”. O aumento da produção representaria “prosperidade” para os principais sujeitos do processo: empregado e empregador. A administração científica pressupõe que ambos têm os mesmos interesses: “de que a prosperidade do empregador não pode existir se não for acompanhada da prosperidade do empregado, e vice-versa”. Sendo assim, é preciso “dar ao trabalhador o que ele mais deseja - altos salários – e ao empregador também o que ele realmente almeja – baixo custo de produção”
Fonte: BEZEERA, Fernando. Taylorismo, fordismo e toyotismo: cui prodest? Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/180055/ 101_00546.pdf?sequence=1&isAllowed=y
A Administração Científica foi um método de produção desenvolvido por:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	
Frederick Taylor.
	Resposta Correta:
	
Frederick Taylor.
	Feedback da resposta:
	Resposta Correta – Frederick Taylor, trata-se de um americano de família rica, que deixou os estudos para se tornar operário, que com essa vivência notou que a produção real do operário poderia ser maior daquela oferecida a empresa, a partir daí desenvolveu a obra intitulada “Princípios da Administração Científica” em 1911, processo este também conhecido por taylorismo.
	
	
	
 
 
·  Pergunta 9
1 em 1 pontos
	 
	 
	 
	“É pertinente enfatizar que a Revolução Industrial, ocorrida na Inglaterra no século XVIII foi o grande precursor do capitalismo, ou seja, a passagem do capitalismo comercial para o capitalismo industrial. É fascinante, como a revolução industrial mudou a vida das pessoas daquela época e como até hoje seus reflexos continuam transformando o nosso dia a dia com a revolução tecnológica. [...] A Revolução Industrial concentrou os trabalhadores em fábricas. O aspecto mais importante, que trouxe radical transformação no caráter do trabalho, foi esta separação: de um lado, capital e meios de produção de outro, o trabalho. Os operários passaram os assalariados dos capitalistas. Uma das primeiras manifestações da Revolução foi o desenvolvimento urbano. Londres chegou ao milhão de habitantes em 1800.”
Fonte: CAVALCANTE, Zedequias. A importância da revolução industrial no mundo da tecnologia. 2011. Disponível em < https://www.unicesumar.edu.br/epcc-2011/wpcontent/uploads/sites/86/2016 /07/ zedequias_vieira_cavalcante2.pdf>
Nestas circunstâncias, a revolução industrial promoveu uma série de mudanças sociais e econômicas, entre as quais podemos apontar:
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	
Expansão capitalista.
	Resposta Correta:
	
Expansão capitalista.
	Feedback da resposta:
	Resposta correta – “Expansão capitalista” – A revolução industrial consolidou as bases para o surgimento do sistema capitalista, através do surgimento das indústrias e dos modelos econômicos de acumulação, que acarretaram a divisão da sociedade entre proprietários dos meios de produção e operários.
	
	
	
 
 
·  Pergunta 10
1 em 1 pontos
	 
	 
	 
	A cidade de Paris, na França, tem por prática dar gratuidade no transporte público em dias que a poluição na cidade alcança picos muito elevados, o que faz com que menos carros circulem, diminuindo a emissão de gases poluentes. No Brasil, há cidades em que a poluição alcança níveis até duas vezes superiores aos estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde, como é o caso de São Paulo. Apesar disso, não são tomadas medidas como a adotada por Paris.
Fonte: EAD. Br. Ebook.Material didático da disciplina Desafios Contemporâneos. Módulo 3 – Existe Ética no Desenvolvimento Tecnológico?
A ação utilizada na França para diminuir a quantidade de poluição faz parte das medidas de Desenvolvimento Sustentável que visa suprir as demandas da sociedade atual sem colocar o meio ambiente em risco. Em relação ao Brasil, há vários interesses em jogo quando a temática de poluição é colocada em pauta. Assinale a alternativa que corresponde ao que é levado em conta no Brasil para tomar decisões de Desenvolvimento Sustentável.
	
	
	
	
		Resposta Selecionada:
	
Interesses econômicos, considerando primordialmente o lucro de empresas acima do bem estar da população.
	Resposta Correta:
	
Interesses econômicos, considerando primordialmente o lucro de empresas acima do bem estar da população.
	Feedback da resposta:
	Resposta correta: É comum em nosso país que decisões importantes a respeito do meio ambiente sejam tomadas levando em consideração, primeiramente, interesses econômicos – como é o caso dos das empresas de transporte público – em detrimento de interesses de ordem social e ambiental.
	
	
	
 
 
	 
	 
	 
	“A globalização econômica enseja a formação de um mercado mundial que deve ser objeto de regulamentação multilateral no sentido da liberalização do comércio sem deixar de garantir a aplicação de certas medidas protecionistas. Ao contrário do que se costuma asseverar, o atual processo de globalização impõe uma regulamentação multilateral do comércio internacional, pautada por princípios que militam no sentido da liberalização comercial fazendo certas concessões ao protecionismo.”
Fonte: TOMAZZETE, Marlon.  A necessidade de regulamentação multilaretal do comércio internacional: protecionismo x liberalização. Disponível em: https://www.publicacoes.uniceub.br/prisma/article/download/1194/1159
Os principais afetados por medidas protecionistas no mercado globalizado