A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Leitura Ativa

Pré-visualização | Página 1 de 1

PERGUNTA 1
1. Cada leitor constrói o significado de um texto a partir do que já viveu e de como viveu, daquilo que conhece e experimentou. Dessa frase pode-se dizer que:
	
	
	Construção dos significados não depende de conhecimentos prévios.
	
	
	A experiência de vida, nesse caso, é irrelevante.
	
	
	Sim, a leitura depende de como interpretamos o mundo e da bagagem de conhecimentos que temos.
	
	
	Não é verdade, porque todas as pessoas têm que ter a mesma compreensão de um texto.
1 pontos   
PERGUNTA 2
1. É chamada leitura icônica aquela que se relaciona com a expressão de nosso corpo no espaço.
 Verdadeiro
 Falso
1 pontos   
PERGUNTA 3
1. Os textos comunicativos foram utilizados numa época em que os registros eram feitos por meio de sinais. Daí pode-se afirmar que:
	
	
	Os textos desse período nos ajudaram a entender como o homem viveu no início dos tempos humanos.
	
	
	Os sinais utilizados indicavam apenas perigo.
	
	
	Os homens pré-históricos não desenhavam.
	
	
	Os homens da pré-história gostavam de se distrair pintando cavernas.
1 pontos   
PERGUNTA 4
1. Leia o texto abaixo:
O que normalmente se chama de conhecimento prévio na leitura são as informações que se pressupõe que o leitor precisa ter para ler um texto sem muita dificuldade para compreendê-lo. Elas são extremamente importantes para a geração de inferências, isto é, para a construção de informações que são explicitamente apresentadas no texto e para o leitor conectar partes do texto construindo a coerência dele.
 Verdadeiro
 Falso
1 pontos   
PERGUNTA 5
1. Para ler ativamente um texto é necessário que tenhamos experiências ou conhecimentos prévios sobre o assunto.
 Verdadeiro
 Falso
1 pontos   
PERGUNTA 6
1. O processo pelo qual precisamos falar as palavras que lemos em voz alta ou apenas movendo os lábios indica:
	
	
	Essa forma de ler atrasa a leitura, porque temos que promover um ajuste entre a fala e a leitura.
	
	
	Quanto mais lemos em voz alta, maior a velocidade da leitura.
	
	
	Que aceleramos a leitura porque esse é um mecanismo importante.
	
	
	Que essa forma de ler caracteriza leitores proficientes.
1 pontos   
PERGUNTA 7
1. No mundo atual a leitura é uma habilidade vital. Dessa frase pode-se dizer que:
	
	
	A leitura pode ser considerada como a linha que divide o sucesso e o fracasso de um ser humano tanto no trabalho quanto na vida social.
	
	
	Muitas pessoas conseguem bons empregos mesmo sem saber ler.
	
	
	Essa afirmativa é um exagero, nada mais que isso.
	
	
	É natural que um país tenha 30% de pessoas analfabetas.
1 pontos   
PERGUNTA 8
1. Em 29/02/2016, no site da UOL, na coluna de Karina Yamamoto, era possível ler o seguinte trecho que abordava a questão da proficiência em leitura:
Um indivíduo "proficiente" é capaz de compreender e elaborar textos de diferentes tipos, como mensagem (um e-mail), descrição (como um verbete da Wikipedia) ou argumentação (como os editoriais de jornal ou artigos de opinião), além de conseguir opinar sobre o posicionamento ou estilo do autor do texto.
Isso significa que:
	
	
	Opinar sobre um fato ou contexto não exige conhecimento sobre o assunto.
	
	
	Quanto mais uma pessoa lê, maiores são suas chances de se tornar proficiente.
	
	
	Escrever um email é muito fácil e não exige tanto conhecimento.
	
	
	Escrever bem é mais importante do que ler bem.
1 pontos   
PERGUNTA 9
1. Não são características de um leitor proficiente:
	
	
	Optam por critérios estáveis e coerentes de seleção dos detalhes a serem considerados.
	
	
	Estabelecem relações adequadas (de ordem, dependência, causalidade...) entre conceitos específicos de um dado domínio.
	
	
	Dominam com maior qualidade e em maior quantidade os conceitos específicos de uma dada área de conhecimento.
	
	
	Atingem nível de compreensão mais aprofundado e específico, relativamente ao domínio conceitual de que trata o texto.
	
	
	Dominam de forma inexata e em menor quantidade conceitos específicos de uma dada área de conhecimento.
1 pontos   
PERGUNTA 10
1. Compreensão e proficiência em leitura alteram-se bastante ao longo da vida do indivíduo... Ler um livro aos vinte anos é bem diferente de lê-lo aos 40, ou aos sessenta.
	
	
	Nada se pode compreender dessa frase.
	
	
	Somos o que somos desde que nascemos e a experiência não interfere na leitura.
	
	
	Essa afirmativa não tem sentido porque a diferença não existe.
	
	
	Com o passar dos anos nossa percepção sobre o mundo e as coisas se modificam e passamos a interpretar o mundo de forma diferente.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.