A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
8 pág.
JoaoMuianga_TICs_2Nivel_PosLaboral_UDM_TrabalhoDeCasa_Modelagem

Pré-visualização | Página 1 de 1

FACULDADE DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS
Trabalho de Licenciatura em 
Engenharia de Gestão de Tecnologias de Informação Comunicação
Disciplina: Analise de Sistemas de Informação I
Modelagem de Sistemas de Informação
Docente: 
Engº Valentim
Discente: 
Joao C. Muianga
Maputo, aos 22 de outubro de 2020
Índice
1-	Introdução	4
2-	Objetivo Geral	5
2.1. Objectivos Especificos	5
3-	Desenvolvimento	6
3.1. Breve Historial	6
3.2. UML (Linguagem de Modelagem Unificada)	7
3.2.1. Visão da UML	7
3.2.2. Tipos de diagrama UML	7
4-	Bibliografia	9
1- Introdução
Durante este trabalho falaremos sobre Modelagem de sistemas de informação seguindo de uma forma bastante actualizada na analise essencial, unificada com outros métodos importantes dos desenvolvedores de software usando modelos e entidades relacionais. 
Basicamente modelagem de sistema é o processo de desenvolvimento de modelos abstratos de um sistema, em que cada modelo apresenta uma visão ou perspetiva diferente do sistema, eles são usados durante o processo de engenharia de requisitos para ajudar a extrair os requisitos do sistema durante o processo do projecto. Os sistemas de modelagem deixam fora de fora os detalhes são uma abstração de sistema a ser estudado e não é uma representação alternativa dele.
É possível desenvolver vários modelos usando o contexto ou ambiente do sistema, analisar o comportamento do sistema e ver como ele reage aos eventos, modelar as interações entre um sistema e seu ambiente ou entre os componentes do sistema, modelar a organização de um sistema ou estrutura dos dados processados pelo sistema. 
Durante o estudo da modelagem de sistemas de informação iremos aprofundar mais cada conceito importante de forma a garantir que todos aspectos importantes para o desenvolvimento de modelos não fiquem de fora.
2- Objetivo Geral
Estudo aprofundado da modelagem de sistemas de informação orientada a engenharia de informação;
2.1. Objectivos Especificos
· Definição de modelagem de sistemas
· Perspetivas de sistemas no ramo da engenharia;
· Boas praticas.
3- Desenvolvimento
Durante a introdução definimos modelagem de sistemas como o processo de desenvolvimento de modelos abstratos para criação de um sistema de maneira que cada modelo apresente uma visão ou perspectiva diferente do sistema. 
Também podemos definir com nada mais do que uma actividade de construção de modelos que ilustrem ou expliquem a forma de funcionamento de um software.
Modelos de sistemas existentes e planificados ajudam a esclarecer o que o sistema existente faz e podem ser usados como uma base de discussão de pontos fortes e fracos de forma a melhorar os sistemas os engenheiros usam esses modelos para discutir propostas de projectos documentas os sistemas de implementação.
A modelagem tem perpectivas externas, na qual podemos modelar o contexto ou ambiente do sistema, encontramos uma interação em que podemos modelar as interações entre os sistemas e o seu ambiente, tem um perpectiva estrutural de forma a modelar a estrutura dos dados processados pelo sistema, e uma perpectiva comportamental que pôde-se modelar o comportamento dinâmico do sistema e como ele reage a eventos externos. (2011, Peason Hall Slide 3)
3.1. Breve Historial
Na tecnologia de informação, a construção de modelos exige uma linguagem de modelagem que inclua elementos visuais para expressar conceitos e com a crescente importância das aplicações em muitas empresas percebeu-se a vantagem de orientação a objectos, e procurar adotar técnicas que permitissem implementar o modelo orientado a objectos.
Entre 1970 e 1980 foram desenvolvidos métodos para modelar e especificar sistemas orientados a objectos (Modelo Entidade-Relacionamento). Em 1994 surgi a UML (Linguagem de Modelagem Unificada) com a juncão dos conceitos de Booch, OMT e OOSE utilizada para modelar sistemas orientados a objectos. 
3.2. UML (Linguagem de Modelagem Unificada)
Definição: UML é uma linguagem gráfica para analise, especificação e construção de sistemas para representar projectos orientados a objectos utilizando notação comum. A UML é flexível, extensível e independente do processo ou linguagem de programação.
A UML cobre todas as fase e processo de implementação de um projecto (Concepção, construção e entrega da solução) usando sempre o mesmo conjunto de diagramas que suportam conceitos de alto nível (Estrutura, padrões e componentes).
3.2.1. Visão da UML
As cinco visões da UML permitem simplificar a modelagem e o desenho do sistema para melhor gerenciamento e manutenção dos modelos, assegurando assim maior qualidade ao produto.
Visão Logica
· Classe
· Pacote
· Objecto
Visão de Caso de Uso
· Caso de Uso
Visão de Processo
- Sequencia - Estado
- Colaboração - Actividade
Visão de Implementação
· Componente
Visão de Implantação
- Componente - Implantação
3.2.2. Tipos de diagrama UML
1- Diagramas de actividades: mostram as actividades envolvidas em um processo ou processamento de dados;
2- Diagramas de caso de uso: mostram as interações entre um sistema e seu ambiente;
3- Diagramas de sequencia: mostra as interações entre os autores e o sistema e entre os componentes do sistema;
4- Diagrama de classe: mostra as classes de objecto no sistema e as associações entre as classes.
5- Diagrama de Estado: mostra como o sistema reage a eventos internos e externos
4- Bibliografia
- 2011 Pearson Printice Hall
- https://monitoriadeengenhariadesoftware.wordpress.com/2015/10/10/modelagem-de-sistemas/
- Geraldo Xexéo, Edição Agosto 2007 (https://biblioteca.isced.ac.mz);

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.