A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Membrana Plasmática

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fernanda Daumas | Curso de Medicina 
 
Membrana Plasmática 
IMPORTANCIA DAS MEMBRANAS CELULARES: 
• Delimitam a célula separando a do meio extracelular 
• Participam de reações bioquímicas cruciais a vida da célula 
• Delimitam estruturas intracelulares 
• Transferem informações do meio extra para o meio intracelular como o glicocálix 
• Regulam o transporte de solutos entre as células 
 
Composição das membranas celulares 
As membranas celulares são compostas basicamente por lipídios e proteínas. Os lipídeos são os 
fosfolipídios, glicolipídios e esteróis. 
 
→ Os fosfolipídios 
São formados por um grupo hidrofílico, ou seja, formado por um esqueleto de glicerol, um 
radical fosfatado e uma cauda hidrofóbica de ácido graxo em que um deles geralmente é 
insaturado. 
Os fosfolipídios podem variar quanto ao radical fosfatado e quanto ao tamanho da cadeia e suas 
insaturações. 
 
4 tipos de fosfolipídios predominam na membrana: 
• Fosfatidilcolina 
• Fosfatidilserina 
• Fosfatidiletalonamina 
• esfingomielina. 
 
Esses fosfolipídios não se distribuem simetricamente pela membrana o que chamamos de 
assimetria da membrana. Essa assimetria causa uma diferença de cargas entre as membranas o 
que é fundamental para alguns processos. Nas hemácias por exemplo a Fosfatidilcolina e 
esfingomielina localizam se apenas na face externa. 
 
 Fluidez de membrana e translocação: 
 
A fluidez da membrana permite que os fosfolipídios ''andem'' livremente no plano lateral da 
membrana, no entanto é muito raro que eles mudem de plano devido a um alto gasto energético 
para que isso ocorra. A mudança de plano chama-se translocação e ocorre em casos especiais 
como o flip-flop que faz sinalização celular nas hemácias. 
A estrutura dos fosfolipídios determina sua fluidez, sendo assim fosfolipídios que possuem mais 
insaturações e caudas curtas fazem com que a membrana se torne mais fluida pois diminui a 
interação dos fosfolipídios. No entanto caudas mais longas deixam a membrana mais rígida pois 
aumentam o contato entre eles. 
 
→Esteróis 
Estrutura dos esteróis: 
Cauda de hidrocarbonetos ligado a 4 anéis, um desses anéis possui um grupo hidroxila. 
O colesterol é o esterol mais importante das membranas. Ele confere maior rigidez a membrana 
e aumentam sua resistência a deformação. Quanto mais colesterol menos fluida é a membrana 
pois os anéis de colesterol atrapalham o movimento dos fosfolipídios. 
Fernanda Daumas | Curso de Medicina 
 
 
→Glicolipídios 
Associação entre um glicídio mais uma cadeia de ácidos graxos. São voltados sempre para o 
meio externo expondo seu grupo-cabeça glicídico para o meio externo aumentando ainda mais 
a assimetria da membrana plasmática. 
Eles podem ser: glicofosfolipideos e glicoesfingolipideos 
 
DOMÍNIOS LIPIDÍCOS (RAFTS): 
Conjunto especializado da membrana que andam juntos de forma a realizar um processo mais 
rápido, isso acontece devido ao aumento da cadeia de ácidos graxos e menor número de 
insaturações.