A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
QUESTÕES NUTRIÇÃO

Pré-visualização | Página 1 de 1

QUESTÕES NUTRIÇÃO 
1. Paciente J.F.D., de trinta anos, encontra-se em estado crítico, internado há quatro 
dias em unidade de terapia intensiva, com obesidade grau 2 e em terapia renal 
substitutiva contínua. Nesse caso, qual a indicação de calorias e proteínas, por peso 
ideal, para esse paciente? 
A) 15- 20 kcal/kg, 1,0-1,2 g/kg. 
B) 15-20 kcal/kg, 1,2-1,5 g/kg. 
C) 20-30 kcal/kg, 1,5- 2,0 g/kg. 
D) 25-30 kcal/kg, 2,0- 2,5 g/kg. 
 
2. Paciente R.J.C., com pós-gastrectomia total, apresentou quadro de infecção e está 
em tratamento em unidade de terapia intensiva, com queda do estado geral. Com o 
objetivo de instituir medidas de intervenção nutricional mais precocemente, nesse 
caso, qual é o método validado de triagem nutricional especificamente para esse 
paciente? 
A) Nutrition Risk in the Criticallyll (NUTRIC). 
B) Undernutrition Risk Score (URS). 
C) Malnutrition Screening Tool (MST). 
D) Miniavaliação Nutricional (MAN). 
 
3. Paciente M.B.S., de 25 anos, com 49 kg, 1,64 m, estando no quinto dia de 
internação na clínica médica. Cardiopata, previamente desnutrida, inapetente, com 
aceitação da dieta oral menor que 60%. Nesse caso, a conduta é: 
A) terapia nutricional enteral com 1,0 a 1,2 g/proteína/kg, 25-30 kcal/kg. 
B) suplementação oral com 1,0 a 1,2 g/proteína/kg, 25- 30 kcal/kg. 
C) terapia nutricional enteral com 1,2 a 1,5 g/proteína/kg, 30-40 kcal/kg. 
D) suplementação oral com 1,2 a 1,5 g/proteína/kg, 30- 40 kcal/kg. 
 
4. A desnutrição tem alta prevalência no ambiente hospitalar. Sua identificação 
precoce, por ferramentas validadas, possibilita estabelecer a conduta nutricional mais 
apropriada para tentar recuperar o estado nutricional do paciente. Segundo a 
Sociedade Brasileira de Nutrição Enteral e Parenteral (2018), quais são os principais 
métodos indicados na prática hospitalar para avaliar a função muscular? 
A) Dobras cutâneas e bioimpedância. 
B) Espessura do músculo adutor e polegar e circunferência da panturrilha. 
C) Força do aperto de mão e teste de caminhada. 
D) Ultrassom e circunferência muscular do braço. 
 
5. As diretrizes que integram a Política Nacional de Alimentação e Nutrição (PNAN) 
indicam as linhas de ações para o alcance do seu propósito, capazes de modificar os 
determinantes de saúde e promover a saúde da população. São linhas de ações da 
PNAN, EXCETO: 
A) Organização da atenção nutricional. 
B) Pesquisa, inovação e conhecimento em alimentação e nutrição. 
C) Cooperação e articulação para a Segurança Alimentar e Nutricional. 
D) Qualificação da força de trabalho. 
E) Estimulo ao cuidado e assistência ao idoso. 
 
6. A absorção dos alimentos ocorre principalmente no intestino delgado, que possui 
microvilosidades, estruturas responsáveis pelo aumento da superfície de absorção. 
Ao nível do jejuno-íleo há uma grande absorção de glicose, aminoácidos, etc. O 
estômago e o intestino grosso também participam da absorção, principalmente de 
água. Algumas substâncias são absorvidas por pinocitose, porém a maior parte da 
absorção ocorre por: 
A) Difusão e transporte ativo. 
B) Difusão simples e transportes passivo. 
C) Difusão facilitada e transporte intracelular. 
D) Nenhuma das alternativas. 
 
7. Uma Unidade de Alimentação e Nutrição serve 1.200 refeições diárias e são gastos 
seis minutos para a produção e distribuição de cada refeição. Considerando o regime 
de trabalho de oito horas diárias na produção e na distribuição das refeições em 
balcão térmico, sem contar férias e folgas, o Indicador de Pessoal Fixo é de quantos 
funcionários? 
A) Sete. 
B) Nove. 
C) Doze. 
D) Quinze. 
E) Dezoito. 
 
8. O Guia Alimentar para a População Brasileira constitui-se como instrumento para 
apoiar e incentivar práticas alimentares saudáveis no âmbito individual e coletivo, bem 
como para subsidiar políticas, programas e ações que visem a incentivar, apoiar, 
proteger e promover a saúde e a segurança alimentar e nutricional da população. O 
planejamento das ações de alimentação e nutrição deve ter como instrumento o Guia 
Alimentar para a População Brasileira, reeditado em 2014, que propõe como 
recomendação para uma alimentação adequada e saudável: 
A) Utilizar sal e açúcar em moderadas quantidades, especialmente nas grandes 
refeições. 
B) Consumir diariamente alimentos processados e moderadamente ultraprocessados. 
C) Desenvolver, exercitar e partilhar habilidades culinárias. 
D) Utilizar substitutos do óleo de soja nas preparações culinárias. 
E) Fazer de alimentos in natura ou processados a base da alimentação. 
 
9. Sobre os alimentos funcionais só NÃO podemos afirmar: 
A) A alicina encontrada no alho promove a redução do colesterol. 
B) Nas leguminosas (feijão e soja) e nos cereais, encontramos os Fitoestrogênio, as 
isoflavonas e as Lignanas. 
C) Podemos considerar que o tomate é uma excelente fonte de licopeno. 
D) O vinho tinto possui antioxidantes importantes denominados de Flavonóides. 
E) As bebidas lácteas com lactobacilos (leites fermentados) e iogurtes 
(bifidobactérias) são considerados alimentos prebióticos. 
 
10. Dentre os fatores de risco que podem agravar o estado nutricional de pacientes 
oncológicos críticos pediátricos incluem-se a perda ponderal recente involuntária e as 
alterações nas concentrações séricas de albumina e proteína C reativa. Nesse 
contexto, a proteína C reativa representará um agravante da situação clínico-
nutricional no valor superior a: 
A) 1,2 mg/dl. 
B) 1,4 mg/dl. 
C) 1,6 mg/dl. 
D) 1,8 mg/dl. 
E) 2,0 mg/dl.