Pré-visualização3 páginas
Outra causa de degeneracao testicular é a degeneracao testicular senil, causada pelo envelhecimento do animal. Essa é uma causa que agente não pode evitar, é uma degeneracao fisiologica. O cavalo apresenta degeneração testicular aos 20 – 25 anos, não tem como reverter, o que agente pode fazer é minimizar as causas, evitando estresse e temperatura, com isso vc melhora o quadro do animal, vc diminui a contribuição de outras causas, deixando só a idade fazer efeito.
É um processo conservativo, é só vc ir administrando como vc vai usar.

Outra causa de degeneração testicular: desnutrição e obesidade. Por isso que reprodutor não pode estar gordo, o excesso de gordura principalmente na região escrotal aumenta a temperatura e com isso dificulta a termorregulação
Não pode ser magro, porque o cio entra pela boca, o macho não tem cio, mas ele produz hormônios derivados do colesterol da mesma forma que a fêmea, então se ele não come ele não vai produzir testosterona direito, com isso diminui libido, etc.

Outras causas de degeneração testicular são as causas hormonais, muito relacionados aos produtores de hormônios como sertoliomas e leydigocitoma
Quando ele para, a degeneração se interrompe, mas ele também causa degeneração, o hormônio vai causar degeneração, se o uso é continuo a degeneração é continua, mas se vc interrompe melhora.

Produtos tóxicos
	Como naftalenos, organosfosforados, cádmio, etc. é a situação clássica do banho de carrapaticida, ai quando vai coletar no dia seguinte o sêmen e não tem SPTZ, é azospermia. Quando vc retira a causa, espera 2 meses (60 dias) e ai pode voltar a coletar o sêmen.

Radiação
	Pode causar degeneração testicular. Raios X atingindo espermatócitos I. Mas isso foi somente experimentação em camundongos.

Doenças debilitantes
	Tb pode levar a degeneração testicular. Comprometem a produção hormonal daquele animal, é a mesma causa de desnutrição
Ex. tuberculose, paratuberculose, tumores. Falha na produção e no estimulo do FSH

Doenças auto-imunes
	Lesões que coloquem o SPTZ em contato com células sanguineas se defesaque os reconheçam como corpos estranhos ao organismo

O que fazer pra tratar a degeneração testicular:
	Retirar a causa.
Minimizar as possíveis causas, ex. manejo.
Outra coisa que agente faz é antioxidantes (Vit. E e Omega 3/6), não são tratamentos, não resolvem o problema, agente usa pra melhorar a qualidade das células que ele produz, melhora, evita a peroxidase lipídica da membrana plasmática celular. Com isso vc melhora um pouco as células daquele animal.
Ex. animal senil que vc não tem como retirar a causa, vc administra antioxidantes para poder melhorar as células daquele animal

Fim degeneração

Outra alteração adquirida do testículo são as orquites (inflamação do testículo)
A orquite pode acontecer ou ela é traumática ou é infecciosa.
Quando é infecciosa, normalmente ela estrá correlacionada a brucelose, pode estar rel a outros agentes como estrepto, staphylos, vírus da cinomose, proteus, e.coli, salmonela, etc. só que na maioria das vezes ela está relacionada à brucelose.
Uma recomendação que agente sempre faz, se tem um quadro de orquite agente testa pra brucelose e tuberculose, porque uma vez que vc abre pra cirurgia vc contamina o ambiente e a si mesmo. Então se suspeita de orquite faz esse teste antes de fazer qualquer coisa no animal.

A orquite é um processo muito dolorido pro animal. A túnica albugínea com pouca distensão com dor, calor e rubor
Se vc conseguir coletar esse sêmen (se conseguir porque é muito doloroso, com isso acabam interrompendo a monta e desce da égua)
Vc vai observar: grumos de pus, piócitos e neutrófilos nesse sêmen.
Prognostico: de reservado a desfavorável

Tratamento:
Trauma:

Tumores
	Existem tumores de testículos que são os leydigocitoma: tumor produtor de testosterona, encontrado no cão e no touro. Levam o animal a ter muito libido, ser muito agressivo e levam a degeneração testicular no animal (não observa o testículo homogêneo)
É um tumor benigno, não causa metástase

	Sertoliomas: comuns em cães e eqüinos. Tumor produtor de estrógeno, causa síndrome de feminilização. O animal fica com corpo, forma, comportamento diferente, não vai ter libido, etc.
Sertolioma é o tumor que mais acontece nos testículos criptorquidas;
É um tumor benigno, não causa metástase

Seminoma: Existe outro tumor chamado Seminoma, comum em cão e cavalo. Tumor de células germinativas, não produz hormônios, não tem produção hormonal, não muda o comportamento do animal. Mas é muito grave porque é um tumor de células germinativas
É um tumor maligno, pode causar metástase

Epididimite
	Inflamação do epidídimo
A epididimite não está sozinha, ela está MT ligada a orquite. Geralmente quando o animal tem orquite em epididimite junto, a epididimite sempre está associada a alguma coisa.
Com isso tudo que falamos sobre orquite está ligado aqui, temos que observar sinomose, brucelose, salmonela, staphylo, etc.
	A epididimite tem um porem, se vc tem epididimite junto vc tem risco de ter fibrose do epidídimo, tipo uma obstrução do epidídimo. Vc tem uma série de colocações ai a ver, tem que descobrir se é sinomose ou não, depois vc tem que ver se tem algum tratamento pra tentar evitar seqüelas (fibrose)

Disfunção epididimária
	Subfertilidade.
Animal é normal no exame clinico
- alteração do epitélio secretor do ducto epididimário.
Alteração na proporção de sódio e potássio com alteração na osmolaridade gerando dobramento da cauda com retenção de GPD.
Cauda dobrada com gota.
É uma parologia que não tem cura, e ela não muda. Se ele começou na reprodução é assim, e ele vai morrer desse jeito. O animal nasce assim. Com isso o animal é subfertil.
Como vc confirma isso: diagnostico com o teste de exaustão (não é tratamento), vc pega o touro, faz coletas nele, umas 10 coletas de 10 em 10 minutos. O que vc espera que aconteça: que vai diminuindo o numero de cauda dobrada com gota, porque quanto menos tempo no epidídimo (acaba não dobrando a cauda) menos lesão ele tem. Mas isso é só pra diagnostico, porque se vc fizer o exame no dia seguinte ele vai voltar a ter o mesmo quadro.
Os animais devem ser descartados, pois não tem cura.

Patologia de glândulas sexuais acessórias

Glândulas vesiculares
Alteração causada por um gene recessivo
Está muito relacionada a
Pode ser bilateral, unilateral.

Com a glândula comprometida unilateral ou bilateral unilateral completa ou unilateral incompleta, a alteração de plasma vai estar alterada, vc vai ter uma redução na fertilidade pq essa glândula está alterada. Essa redução na fertilidade é interessante, porque ai agente diagnostica. Muitas das vezes o ducto deferente está comprometido porque a origem é a mesma, com isso o SPTZ não consegue sair da cauda do epidídimo, então o sêmen vai estar com volume diminuído, e pode ter diminuição do vigor, turbilhonamento do sêmen.

O que vc vai fazer com esse animal: descarte da reprodução, pois isso é hereditário.

Vesiculite ou espermatocistite
	É um processo inflamatório das glândulas vesiculares. É outra patologia muito comum em bovino, está relacionada a quadros infecciosos como epididimite e orquite, como pode estar relacionada à sodomia (um macho cobrindo o outro), e ai vc pode ter a vesiculite.
Não pode se excluir brucelose e tuberculose, tem que se testar o animal antes de qualquer coisa.

Pode acometer animais jovens, na maioria das vezes é bilateral, mas como vc tem possibilidades de ter orquites unilateral vc Tb tem possibilidade de ter unilateral, mas é mais comum ter em bilateral.

Sintomas
Dor. Dói muito, e o boi demonstrar que está sentindo dor é pq está doendo muito, animal então anda arqueado, ele sente principalmente ao ejacular ele pode interromper a cópula (pq contrai o trato reprodutor na ejaculação) então ele não ejacula.
Na hora da palpação vc vai perceber que tem sinais de inflamação (aumento de temperatura, aumento de volume e dor). É uma glândula fácil de ser palpada.
Ele tem dificuldade de defecar e urinar

Pode chegar a formação de abscessos