TRANSMISSAO_SINAPTICA
9 pág.

TRANSMISSAO_SINAPTICA

Disciplina:FÍSICA PARA FARMÁCIA75 materiais91 seguidores
Pré-visualização1 página
TRANSMISSÃO SINÁPTICA

Sinapse = contato (do grego)

	Zona especializada de contato, na qual um neurônio se comunica com outro, com um efetor somático, com um efetor visceral ou com uma glândula.

SINAPSE ELÉTRICA

	A corrente flui de uma célula excitável para outra por meio de JUNÇÕES ABERTAS (gap junctions) ou junções comunicantes.

Características:

modulação por pH, Ca+ e voltagem

fluxo de íons bidirecional

presentes em invertebrados, em fibras musculares lisas (útero, bexiga) de vertebrados, no SNC de humanos (retina)

SINAPSE QUÍMICA

	Formada por:

elemento pré-sináptico (terminações neuronais, mitocôndrias, vesículas com neurotransmissor)

fenda sináptica

elemento pós-sináptico (neurônio ou célula muscular, receptores)

Características:

unidirecional

modulação

relativamente lentas (retardo sináptico)

localização: quase todas sinapses do SNC humano

Receptor que é parte estrutural de um canal: transmissões sinápticas rápidas (poucos ms), respostas comportamentais

Receptor que promovem formação de 2º mensageiro: transmissões sinápticas lentas (seg. ou min.), aprendizagem

SINAPSES EXCITATÓRIAS E INIBITÓRIAS

O potencial pós-sináptico pode ser:

excitatório (PPSE): despolarizante

inibitório (PPSI): hiperpolarizante

OBS: os PPS são potenciais locais

SINAPSES EXCITATÓRIAS E INIBITÓRIAS
�

SOMAÇÃO

temporal: atividade repetitiva de uma mesma via

espacial: ativação quase sincrônica de 2 ou mais vias distintas sobre um mesmo neurônio

facilitação: o 1º estímulo facilita o efeito do 2º

TIPOS DE SINAPSES QUÍMICAS

Axodendrítica (geram PA)

Axossomática (geram PA)

Axoaxônica (moduladoras)

Dendrodendríticas seriadas ou recíprocas

TIPOS DE DISPOSIÇÃO DAS SINAPSES QUÍMICAS

um para 1

um para muitos

muitos para um

NEUROTRANSMISSORES: mudam a condutância da célula pós-sináptica a 1 ou mais íons, mudando o potencial de membrana da célula.

	Remoção do neurotransmissor: difusão na fenda sináptica para tecidos vizinhos; digestão por enzimas na fenda; captação por células da glia.

	Neuromoduladores: modula a transmissão sináptica, age na célula pré ou na pós-sinaptica

	Peptídeos neuroativos: agem como hormônios, neurotransmissores ou neuromoduladores.

	Neuropeptídeos são sintetizados no corpo do neurônio e transportados em vesículas ao longo do axônio até a terminação axonal.

Diferenças entre neurotransmissores não peptídicos clássicos e neurotransmissores peptídicos

	neurotransmissores não peptídicos

Ex: adrenalina e noradrenalina
	neurotransmissores peptídicos

Ex: Endorfinas, encefalinas

	sintetizados e empacotados no terminal nervoso
	sintetizados e empacotados no corpo celular

	sintetizados na forma ativa
	sintetizados na forma inativa e clivado posteriorte

	presente em vesículas pequenas e claras
	presente em vesículas grandes e elétron-densas

	ação termina pela captação pelo terminal pré-sináptico
	ação termina por proteólise

	ação de curta duração (ms)
	ação de longa duração (segundos)

Síntese de catecolaminas no neurônio pré – sináptico.(Bear e cols., 2002)

Ação de anti-depressivos na sinapse química.(Bear e cols., 2002)