Promocao de Saude

Disciplina:Tópicos Especiais em Fisioterapia1.366 materiais4.135 seguidores
Pré-visualização3 páginas
MENSAIS;
COLHER DADOS PARA ANÁLISE DA SITUAÇÃO DAS FAMÍLIAS ACOMPANHADAS;
DESENVOLVER AÇÕES BÁSICAS DE PROMOÇÃO DA SAÚDE E PREVENÇÃO DE DOENÇAS;
PROMOVER EDUCAÇÃO EM SAÚDE E MOBILIZAÇÃO COMUNITÁRIA PARA MELHORAR A QUALIDADE DE VIDA;
INCENTIVAR A FORMAÇÃO DE CONSELHOS LOCAIS DE SAÚDE;
INFORMAR A EQUIPE DA DINÂMICA SOCIAL DA COMUNIDADE, SUAS DISPONIBILIDADES E NECESSIDADES;
PARTICIPAR DO PROCESSO DE PROGRAMAÇÃO E PLANEJAMENTO LOCAL DAS AÇÕES DE SAÚDE

O AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE É O ELO DE LIGAÇÃO ENTRE A USF E A COMUNIDADE.

*
*
*

CARACTERÍSTICAS DESEJÁVEIS EM UM ACS
LIDERANÇA;
EMPATIA;
DINAMISMO;
DISCRIÇÃO;
CAPACIDADE DE PLANEJAR E PROGRAMAR;
GOSTO POR AÇÕES EDUCATIVAS;
SIMPATIA;
ENTENDER A IMPORTÂNCIA FUNDAMENTAL DE SEU TRABALHO;
CONHECER A SUA COMUNIDADE.

*
*
*

PROFISSIONAIS DE SAÚDE BUCAL
O M.S. ATRIBUI AS SEGUINTES RESPONSABILIDADES AOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE BUCAL:
PARTICIPAR DO PLANEJAMENTO, ACOMPANHAMENTO E AVALIAÇÃO DAS AÇÕES DESENVOLVIDAS PELA EQUIPE;
IDENTIFICAR AS NECESSIDADES E EXPECTATIVAS DA POPULAÇÃO COM RELAÇÃO À SAÚDE ORAL;
EXECUTAR MEDIDAS DE PROMOÇÃO DE SAÚDE, ATIVIDADES EDUCATIVAS E PREVENTIVAS EM SAÚDE ORAL;
EXECUTAR AÇÕES BÁSICAS DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA;
SENSIBILIZAR AS FAMÍLIAS PARA A IMPORTÂNCIA DA SAÚDE BUCAL;
DESENVOLVER AÇÕES INTERSETORIAIS PARA A PROMOÇÃO DE SAÚDE BUCAL.

*
*
*

CIRURGIÃO - DENTISTA
ATRIBUIÇÕES:
REALIZAR EXAMES CLÍNICOS PARA DIAGNÓSTICO EPIDEMIOLÓGICO;
REALIZAR OS PROCEDIMENTOS CLÍNICOS PREVISTOS PELA NORMA OPERACIONAL BÁSICA – NOB – SUS/96 E NORMAS DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE – NOAS – MS/2001:
PROCEDIMENTOS COLETIVOS;
APLICAÇÃO DE FLÚOR;
APLICAÇÃO DE CARIOSTÁTICO;
APLICAÇÃO DE SELANTE;
CONTROLE DE PLACA BACTERIANA;
ESCARIAÇÃO;
RASPAGEM, ALISAMENTO E POLIMENTO;
CURETAGEM SUPRAGENGIVAL E POLIMENTO DENTÁRIO;
SELAMENTO DA CAVIDADE COMCIMENTO PROVISÓRIO;OUTROS.
ENCAMINHAR, QUANDO NECESSÁRIO, OS USUÁRIOS PARA NÍVEIS DE MAIOR COMPLEXIDADE;
REALIZAR ATENDIMENTO INICIAL NAS URGÊNCIAS;
REALIZAR PEQUENAS CIRURGIAS;
PRESCREVER MEDICAMENTOS DE SUA ÁREA DE ATUAÇÃO;
EMITIR DOCUMENTAÇÃO SOBRE ASSUNTOS DE SUA COMPETÊNCIA;
ESTABELECER PLANO DE PRIORIDADES LOCAIS;
COORDENAR AÇÕES COLETIVAS PARA A PROMOÇÃO E PREVENÇÃO EM SAÚDE BUCAL;
SUPERVISIONAR SEUS AUXILIARES

*
*
*

A CONSTRUÇÃO SOCIAL
A CONSTRUÇÃO SOCIAL DO NOVO SISTEMA DE SAÚDE EXIGE MUDANÇAS NA CONCEPÇÃO DO PROCESSO SAÚDE/DOENÇA, NO PARADIGMA SANITÁRIO E NA PRÁTICA SANITÁRIA.
A CONCEPÇÃO SAÚDE/DOENÇA DEIXA
DE SER CENTRADA NA DOENÇA

É CENTRADA NA SAÚDE
NEGATIVA
POSITIVA

*
*
*

A CONSTRUÇÃO SOCIAL
O PARADIGMA SANITÁRIO DEIXA DE SER FLEXNERIANO E PASSA A PRIVILEGIAR A PRODUÇÃO SOCIAL DA SAÚDE.

A PRÁTICA SANITÁRIA NÃO SE FIXA NA ATENÇÃO MÉDICA MERAMENTE CURATIVA, E MANTÉM A VIGILÂNCIA DA SAÚDE.

A ORDEM GOVERNATIVA DA CIDADE PASSA A SER A GESTÃO SOCIAL.

*
*
*

A CONSTRUÇÃO SOCIAL
SAÚDE
DA
FAMÍLIA
HETEROGENEIDADE
IMPACTO
REALIDADE
ORIENTAÇÃO POR PROBLEMAS
LONGITUDINALIDADE
CO-RESPONSABILIDADE
ADSCRIÇÃO
INTEGRALIDADE
PRIMEIRO CONTATO
HIERARQUIZAÇÃO
PROGRAMAÇÃO LOCAL
PLANEJAMENTO LOCAL
INTERSETORIALIDADE

*
*
*

RESUMINDO:

CADA EQUIPE DE SAÚDE DA FAMÍLIA É CAPACITADA PARA CONHECER A REALIDADE DAS FAMÍLIAS PELAS QUAIS É RESPONSÁVEL E PARA ELABORAR, COM A PARTICIPAÇÃO DA COMUNIDADE, UM PLANO LOCAL QUE VISE ENFRENTAR OS DETERMINANTES DO PROCESSO SAÚDE/DOENÇA.

*
*
*

PROMOÇÃO DA SAÚDE
Exemplos de programas e iniciativas do nível federal - I
Estratégia Saúde da Família na Atenção Básica
 Reorganização da atenção básica, com adscrição de família a equipes multiprofissionais e ações abrangentes de promoção, prevenção e assistência.

Agentes Comunitários de Saúde
 Parte da equipe de saúde da família; em certos locais, atua sozinho, com práticas de promoção e prevenção.

Bolsa Família e Renda Mínima
 Complementação da renda familiar, com recursos da União, para melhoria da alimentação e das condições de saúde e nutrição, além da educação fundamental.

*
*
*

PROMOÇÃO DA SAÚDE
Exemplos de programas e iniciativas do nível federal – II
Aleitamento materno

Carteiro Amigo
 Atividade de incentivo ao aleitamento materno, com a utilização de carteiros, que divulgam informações sobre o tema de casa em casa

Iniciativa Hospital Amigo da Criança
 Cerca de 230 hospitais credenciados no país, com práticas de incentivo ao aleitamento nos berçários e entre crianças internadas

Política Nacional de Alimentação e Nutrição
 Leis Federais para adição de micro-nutrientes: ferro e ácido fólico em farinhas; iodação do sal

 Rede Nacional de Bancos de Leite Humano (IFF/FIOCRUZ – Instituto Fernandes Figueira) 180 unidades

*
*
*

PROMOÇÃO DA SAÚDE
Exemplos de programas e iniciativas do nível federal - III

Programa de educação e saúde através do exercício físico e do esporte
 Núcleos do Agita Brasil

Programa de Prevenção e Controle das Doenças Imunopreveníveis (PNI)
	Vacinas: BCG, Pólio, DTP/HIB (tetravalente), Tríplice viral, Antiamarílica, Influenza (para adultos). Futuro: vacinas contra o rotavirus e 7-valente contra pneumococus

Programa Humanização no Pré-Natal e Nascimento
 Melhoria no acesso à cobertura e à qualidade do acompanhamento pré-natal, da assistência ao parto e puerpério; às gestantes e ao recém-nascido, incluindo práticas de promoção da saúde; registro cívil obrigatório e gratuito.

*
*
*

PROMOÇÃO DA SAÚDE
Exemplos de programas e iniciativas do nível federal - IV
Programa Nacional de Controle do Câncer do Colo do Útero e de Mama Educação, diagnóstico precoce (Papanicolau e auto-exame de mamas) e tratamento.

Programa Nacional de Controle do Tabagismo e Outros Fatores de Risco de Câncer Capacitação de profissionais em mais de três mil municípios brasileiros: escolas, empresas e comunidades locais.
 Ação inter-setorial:
		Registro de produtos;
		Proibição de venda a crianças e adolescentes;
		Restrição de publicidade em meios de comunicação;
		Regulação de teores máximos de alcatrão, nicotina e CO;
		Maços de cigarro;
		Proibição de fumar em prédios públicos e aeronaves;
		Escolas, ambientes de trabalho e unidades de saúde livres do cigarro.

*
*
*

PROMOÇÃO DA SAÚDE
Exemplos de programas e iniciativas do nível federal - V
Escolas Promotoras da Saúde
	Programa espelho da OMS/OPAS, com iniciativas incipientes, em diversos pontos do território nacional.

Programa Saúde do Adolescente
 Dirigido a todos os jovens entre 10 a 19 anos e caracterizado pela integralidade das ações e pelo enfoque preventivo e educativo.

Programa Saúde na Escola
 Vídeos educativos para compor a grade de programação da TV Escola/MEC.

Controle do Álcool
 Restrições de publicidade e de venda para menores de 18 anos; “lei seca”.

*
*
*

PROMOÇÃO DA SAÚDE
Outras iniciativas
 Rede Brasileira de Municípios Saudáveis

 Comunidades saudáveis: DLIS Manguinhos

 Mensagens de saúde em telenovelas

Grupos de apoio social: alcoolistas, obesos, tabagistas, grávidas, nutrizes, portadores de necessidades especiais

Lei do Trânsito: Iniciativa extra-setorial, com importante impacto sobre a morbi-mortalidade; cinto de segurança; “Lei Seca”.

Controle de armas.

*
*
*

POLÍTICAS PÚBLICAS SAUDÁVEIS
PRIORIDADES EM CONJUNTURAS RECENTES NO BRASIL
Carga de morbidade e mortalidade, assim como situação sócio-ambiental, indicam as principais políticas públicas implicadas com a promoção da saúde hoje no Brasil:

 Habitação

 Saneamento básico: água, esgoto e lixo

 Segurança alimentar; políticas de alimentação e nutrição

 Educação: analfabetismo; universalização do ensino básico

 Renda mínima garantida pela Bolsa Família