Intr. à Erg. e Hig. 1 -5
28 pág.

Intr. à Erg. e Hig. 1 -5


DisciplinaErgonomia, Higiene e Segurança do Trabalho2.274 materiais21.361 seguidores
Pré-visualização8 páginas
DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Organização Da CIPA
O mandato dos membros eleitos da CIPA terá a duração de
um ano, permitida uma reeleição.
É vedada a dispensa arbitrária ou sem justa causa do
empregado eleito para cargo de direção de Comissões
Internas de Prevenção de Acidentes desde o registro de
sua candidatura até um ano após o final de seu mandato.
O empregador designará entre seus representantes o
Presidente da CIPA, e os representantes dos empregados
escolherão entre os titulares o vice-presidente.
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Atribuições da CIPA
Divulgar aos trabalhadores informações relativas à
segurança e saúde no trabalho;
Colaborar no desenvolvimento e implementação do PCMSO
e PPRA e de outros programas relacionados à segurança e
saúde no trabalho;
Participar em conjunto com o SESMT, da análise das causas
das doenças e acidentes do trabalho e propor medidas de
solução;
Atribuições da CIPA \u2013 Preocupação com à segurança e a saúde 
do Trabalhador em seu ambiente de trabalho
16
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Atribuições do Presidente da CIPA
Convocar os membros para as reuniões da CIPA;
Coordenar as reuniões da CIPA, encaminhando ao
empregador e ao SESMT, as decisões da comissão;
Manter o empregador informado sobre os trabalhos da
CIPA;
Coordenar e supervisionar as atividades de secretaria;
Delegar atribuições ao Vice-Presidente.
Presidente é representante do empregador
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Atribuições do Vice-Presidente da CIPA
Executar as atribuições que lhe forem delegadas pelo
Presidente;
Substituir o Presidente nos seus impedimentos eventuais
ou nos afastamentos temporários.
Cuidar para que a CIPA disponha de condições necessárias
para o desenvolvimento de seus trabalhos;
Coordenar e supervisionar as atividades da CIPA, zelando
para que os objetivos propostos sejam alcançados;
Trabalhar em conjunto com o Presidente e substituir quando 
necessário 
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Funcionamento da CIPA
A CIPA terá reuniões ordinárias mensais, de acordo com o
calendário preestabelecido;
As reuniões ordinárias da CIPA serão realizadas durante o
expediente normal da empresa;
As reuniões da CIPA terão atas assinadas pelos presentes;
As atas ficarão no estabelecimento à disposição dos
Agentes de Inspeção do Trabalho \u2013 AIT.
TRABALHO É UM MEIO DE VIDA E NÃO DE MORTE
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Conhecimento do EPI
Cabe aos membros do 
SESMT e da CIPA 
fiscalizar e treinar os 
trabalhadores para a 
melhor utilização e 
conhecimento do EPI.
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
O que vimos nesta aula
\ufffd Dimensionamento do SESMT
\ufffd Dimensionamento da CIPA
\ufffd Serviços ligados à Saúde
\ufffd Conhecimento sobre EPI
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Aula 4 \u2013 Equipamento de Proteção Individual
17
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Conteúdo Programático desta aula
\ufffd A importância do EPI
\ufffd Conceitos e Aplicação do EPI
\ufffd Utilização do EPI
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Higiene e Segurança do Trabalho
http://www.youtube.com/watch?v=mhJE7nUcpXU&feature=related
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Conceito de EPI
É todo dispositivo de uso individual, de fabricação nacional ou
estrangeira, destinado a proteger a saúde e a integridade
física do trabalhador.
Regulamentada pela NR \u2013 6 
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Segurança no Ambiente de Trabalho
É dever do empregado se
proteger em seu ambiente
de trabalho e uma
obrigação do
empregador fazer com que
este empregado utilize os
EPI\u2019s
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Legislação
A norma regulamentadora NR \u2013 6 especifica que todo
equipamento de proteção individual, deve ser composto
por vários dispositivos, que o fabricante tenha associado
contra um ou mais riscos que possam ocorrer e que
ponham em risco a segurança e a saúde no trabalho.
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Legislação
O equipamento de proteção individual, de fabricação
nacional ou importado, só poderá ser posto à venda ou
utilizado com a indicação do Certificado de Aprovação \u2013 CA,
expedido pelo órgão nacional competente em matéria de
segurança e saúde no trabalho do Ministério de Trabalho e
Emprego.
18
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Obrigatoriedade
A empresa é obrigada a fornecer ao empregado, gratuitamente, 
EPI adequado ao risco, em perfeito estado de conservação e 
funcionamento, nas seguintes circunstâncias:
-Sempre que as medidas de ordem geral não oferecem completa 
proteção contra os riscos de acidentes.
-Enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo 
implantadas.
-Para atender situações de emergência.
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Competência do SESMT e CIPA
A recomendação ao empregador, quanto ao EPI adequado 
ao risco existente em determinada atividade, é de 
competência do SESMT e CIPA.
SESMT \u2013 Serviços Especializado em Segurança e Medicina do 
Trabalho
CIPA \u2013 Comissão Interna de Prevenção de Acidentes
É competência do SESMT e da CIPA a fiscalização no ambiente 
do trabalho o uso do EPI.
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Cabe ao Empregador
1. Adquirir o EPI adequado ao risco de cada atividade.
2. Exigir o seu uso.
3. Fornecer ao empregado somente EPI\u2019s aprovados pelo 
órgão nacional competente em matéria de segurança e 
saúde no trabalho.
4. Orientar e capacitar o empregado quanto ao uso 
adequado.
5. Substituir imediatamente o equipamento danificado.
6. Comunicar ao MTE qualquer irregularidade observada.
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Cabe ao Empregado
1. Utilizar apenas para a finalidade a que se destina.
2. Responsabilizar-se pela sua conservação.
3. Comunicar ao empregador qualquer alteração que o torne 
impróprio para o uso.
4. Cumprir as determinações do empregador sobre o uso 
adequado. 
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Responsabilidades dos Empregados
Conforme o Art. 158 da CLT
Cabe aos empregados:
Observar as normas de segurança e medicina do trabalho,
inclusive as ordens de serviço expedidas pelo empregados;
Colaborar com a empresa na aplicação dos dispositivos
Parágrafo único \u2013 Constitui ato faltoso do empregado a recusa
injustificada, a instruções expedidas pelo empregador e ao uso
do EPI fornecido pela empresa.
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Certificação de Aprovação
O fabricante Nacional ou Internacional deverá:
1. Cadastra-se junto ao órgão nacional competente(MTE);
2. Solicitar a emissão do CA;
3. Solicitar a renovação do CA;
4. Requerer novo CA quando houver alteração das especificações do 
equipamento aprovado;
5. Responsabilizar-se pela manutenção da qualidade do EPI
6. Fazer constar do EPI o número do lote de fabricação
19
INICIAÇÃO À SEGURANÇA DO TRABALHO \u2013 AULA 1
ERGONOMIA, HIGIENE E SEGURANÇA DO TRABALHO
Competência do MTE
Cabe ao órgão nacional competente em matéria de segurança e 
saúde no trabalho:
1. Cadastrar o fabricante ou importador do EPI;
2. Receber e examinar a documentação para emitir ou renovar o 
CA;
3. Emitir ou renovar o CA e o cadastro de fabricante ou importador;
4. Fiscalizar