tratamento_disposiçao_lixo_ipog
90 pág.

tratamento_disposiçao_lixo_ipog


DisciplinaResíduos Sólidos Urbanos31 materiais189 seguidores
Pré-visualização5 páginas
16* 
1 
Luxemburgo 
Hungria 
1 
Eslováquia 
2 
Polônia 
1 
Dinamarca 
30 
Suécia 
29 
Finlândia 
1 
Esbierg, Dinamarca 
Malmö, Suécia 
Ilha de Mann, Reino Unido 
Brescia, Itália 
Vienna, Austria 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Custos de Investimento de uma CTL 
Distribuição % do custo total 
Projeto 5 \u2013 8 
Construção civil 10 - 25 
Forno e sistema de recuperação de 
energia 
30 \u2013 40 
Purificação de gases 20 \u2013 40 
Tratamento dos resíduos finais 10 \u2013 20 
Sistema elétrico e de controle e 
monitoramento 
10 \u2013 20 
Exclusive custo do terreno 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Comparação de Custos 
\u2022 CTL 
 * construção: 1500US$ por kW 
 * duração obras: 1,5 anos 
 * custo final energia: 45US$ cada MW/h 
 * venda de crédito de carbono 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Custos de Investimento de uma CTL 
 O investimento total divulgado por projetos 
recentes se situa na faixa de US$ 60.000 a 
130.000 por tonelada de capacidade 
instalada, para instalações de 150 a 1.200 
t/dia de tratamento de resíduos urbanos 
(RSU), já computadas as receitas de venda de 
energia. 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Custos de O&M 
\u2022 Os custos de operação e manutenção 
obedecem as seguintes faixas médias: 
 
 * RSU \u2013 50 a 110 US$/t tratada 
 * resíduos perigosos \u2013 150 a 600 US$/t tratada 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Comparação de Custos 
\u2022 Usina hidrelétrica 
 * construção: 1500US$ por kW 
 * duração obras: 5 anos 
 * custo final energia: 35US$ cada MW/h 
\u2022 Usina termelétrica 
 * construção: 700US$ por kW 
 * duração obras: 1,5 anos 
 * custo final energia: 50US$ cada MW/h 
 * + custo compra de combustível 
 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Conclusão 
\u2022 O custo final estimado da energia gerada por uma 
unidade de incineração com aproveitamento energético 
é de US$ 45 por kW/h, contra US$ 35 de uma usina 
hidrelétrica e US$ 50 de uma usina termelétrica. Porém 
o custo final da energia gerada pela incineração pode cair 
com a venda de crédito de carbono. 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Disposição e tratamento 
COMPOSTAGEM 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Disposição e Tratamento 
\u2022 Compostagem 
 
\u2013 Processo natural de decomposição biológica de 
materiais orgânicos. 
 
\u2013 Pode ser aeróbia ou anaeróbia. 
 
\u2013 Produto final composto orgânico (rico em 
húmus e nutrientes minerais) 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
 PROCESSOS DE COMPOSTAGEM 
 
FATORES IMPORTANTES PARA O PROCESSO 
 
 - UMIDADE: 40 - 60 % 
 - AERAÇÃO 
 - RELAÇÃO CARBONO / NITROGENIO: 18:1 
 - MACRONUTRIENTES: N, P ó K (3%) 
 - PRESENÇA DE SUBSTANCIAS TÓXICAS PARA 
 OS MICRORGANISMOS 
 - TEMPERATURA: pode alcançar 65º C na bioestabilização 
 - GRANULOMETRIA 
 - pH: 6 a 9 no final do processo 
 - PRESENÇA DE PATOGENICOS 
Fases: Bioestabilização: 30 a 45 dias 
 Maturação: 30 a 60 dias 
Volume: 30 a 40% do volume inicial dos resíduos 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
 COMPOSTAGEM 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
 Compostagem 
 vantagens 
\uf0d8Matéria orgânica: inclui humos, raízes de plantas, bactérias, 
fungos, minhocas, insetos, etc. 
\uf0d8Obtêm-se altos rendimentos com o uso combinado de 
fertilizantes químicos e orgânicos. 
\uf0d8A matéria orgânica afeta as características físicas do solo. Os 
benefícios que podem ser obtidos com o uso do composto são: 
\uf0d8 melhor estrutura do solo, reduzindo a compactação e a erosão, 
especialmente em terrenos com fortes aclives; 
\uf0d8 o aumento da capacidade de retenção de água e fertilizantes 
químicos; 
\uf0d8 melhoria das condições de trabalho (é mais fácil arar o solo, 
economizando tempo e energía). 
\uf0d8 ampliação da fronteira agrícola pelo uso de solos pouco férteis, o 
incremento na produção de alimentos, ou melhoramento na sua 
qualidade e o aumento no nível nutricional da população. 
 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
 Compostagem 
\uf0d8Limitação: Só fração orgânica 
\uf0d8Problemas: 
\u2013 Custo de implantação e operação 
\u2013 Logística cara 
\u2013 Produto de baixa qualidade 
\u2013 Vulnerabilidade da operação 
\u2013 Rejeito tem que ser disposto em algum lugar 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Fluxograma de operação de uma usina de reciclagem e compostagem de resíduos 
sólidos urbanos 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Compostagem de lixo 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
PLANTAS DE COMPOSTAJE EN BRASIL 
PETROPOLIS, RJ 
ASSIS,SP 
IGUAÇUMEC, LTDA 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Usina de Reciclagem e Compostagem de COMLURB 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
COMPOSTAGEM EM AMBIENTE FECHADO 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
DIGESTÃO ANAERÓBIA (BÉLGICA) 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
COMPOSTAGEM PÁTIO ABERTO (CAJU) 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
AERAÇÃO MECANIZADA 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
Consciência Ecológica 
a) \u201cUma sociedade consciente e bem educada 
não gera lixo e sim materiais para reciclar.\u201d 
b) Selecionar o lixo e reciclar são atitudes que 
contribuem para a diminuição da poluição e, 
além disso, evitam a proliferação de doenças 
transmitidas por insetos e roedores, pois 
reduzem os números de lixões e aterros 
sanitários. 
c) Com o reaproveitamento, os recursos naturais 
são preservados, o que passa uma maior 
tranqüilidade para as gerações futuras. 
d) Não é vergonha reciclar o lixo, vergonha é 
destruir o meio ambiente. 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
 Reciclagem 
\uf0d8 A reciclagem é termo genericamente utilizado para 
designar o reaproveitamento de materiais beneficiados 
como matéria-prima para um novo produto. Muitos 
materiais podem ser reciclados e os exemplos mais comuns 
são o papel, o vidro, o metal e o plástico. 
 
\uf0d8 As maiores vantagens da reciclagem são a minimização da 
utilização de fontes naturais, muitas vezes não renováveis; e 
a minimização da quantidade de resíduos que necessita 
tratamento final, como aterramento, ou incineração. 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
 RECICLAGEM 
\uf0d8 Transformação de um produto descartado por 
alguém em um novo produto de modo a 
entrar no ciclo formal de consumo da 
sociedade 
 
\uf0d8 Este processo industrial geralmente utiliza 
insumos energéticos e impacta o meio 
ambiente. 
Módulo: Resíduos Sólidos Urbanos, Industriais e Agrícolas Professor: Álvaro Cantanhede 
 R E C I C L A R 
 
\u2022 Não misturar 
\u2022 Segregar 
\u2022 Coletar separadamente 
\u2022 Tratar distintamente 
Vantagens 
 
\u2022 Preservação dos recursos naturais 
 
\u2022 Recuperação econômica 
 
\u2022 Redução dos volumes de lixo para dispor 
 
\u2022 Aumento da vida útil dos aterros sanitários 
 
\u2022 Redução da contaminação 
 
\u2022 Redução dos problemas