A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Tecido Ósseo

Pré-visualização | Página 1 de 2

Fontes: 
JUNQUEIRA, Luiz Uchoa, CARNEIRO, José. Histologia Básica, 13ª edição. Guanabara Koogan. Cap. 
08; 
https://aluno.sanarflix.com.br/#/portal/sala- 
aula/5dab18134340d20011fb31c0/5dab14654340d20011fb31bb/video/603802434e8cae001c771 
d1f 
https://saeast1.kuracloud.com/i/db112424/student/courses/97/published/486/module/lessons/4 
362/published-revisions/1389/preview 
 
 
 
 
 
 
É um tipo especializado de tecido conjuntivo formado por célula e 
material extracelular calcificado, a matriz óssea, e serve de suporte 
para os tecidos mole e protege os órgãos vitais, também aloja e protege a 
medula óssea, formadora das células do sangue. Além de proporcionar 
apoio aos músculos esqueléticos, transformando suas contra ações e 
movimentos úteis; e constituindo um sistema de alavanca que amplia as 
forças originadas na contração muscular. Os ossos também funcionam 
como depósitos de cálcio, fosfato e outros íons. São capazes também de 
absorver toxinas e metais pesados. 
As células pertencem a duas linhagens diferente: 
Linhagem osteoblástica: formada pelos osteoblastos e 
osteócitos, derivadas de célula osteoprogenitoras de origem 
menesquimal; 
Linhagem osteoclástica: osteoclastos, originados de 
monócitos produzidos na medula hematopoética. 
https://aluno.sanarflix.com.br/%23/portal/sala-aula/5dab18134340d20011fb31c0/5dab14654340d20011fb31bb/video/603802434e8cae001c771d1f
https://aluno.sanarflix.com.br/%23/portal/sala-aula/5dab18134340d20011fb31c0/5dab14654340d20011fb31bb/video/603802434e8cae001c771d1f
https://aluno.sanarflix.com.br/%23/portal/sala-aula/5dab18134340d20011fb31c0/5dab14654340d20011fb31bb/video/603802434e8cae001c771d1f
https://saeast1.kuracloud.com/i/db112424/student/courses/97/published/486/module/lessons/4362/published-revisions/1389/preview
https://saeast1.kuracloud.com/i/db112424/student/courses/97/published/486/module/lessons/4362/published-revisions/1389/preview
Células do tecido ósseo 
Todos os ossos são revestidos, em suas superfícies externas e 
internas, por membranas conjuntivas denominadas, respectivamente, 
periósteo e endósteo. 
 
 
 
 
Osteócito 
Células achatadas, encontradas no interior da 
matriz óssea e ocupam espaços denominados lacunas, 
em que cada uma se localiza apenas um osteócito. E tem 
como função manter a matriz óssea, perceber o estresse 
mecânico e regular a homeostasia do Cálcio e do fosfato. 
Sua morte é seguida de absorção da matriz ao seu redor. 
A sua nutrição depende de canalículos que existem na matriz, em 
cujo interior circulam substâncias que possibilitam as trocas de 
moléculas, íons e gases entre os capilares sanguíneos e os osteócitos. 
Ao observar essa célula por um microscópio eletrônico podemos 
observar pequenas quantidade de retículo endoplasmático granuloso, 
complexo de golgi pouco desenvolvido e núcleo com cromatina 
condensada. 
 
 
Osteoblastos 
Ficam na superfície óssea, lado a lado, em um 
arranjo que lembra o epitélio simples. Quando em 
intensa atividade sintética eles são cuboides como 
citoplasma muito basófilo, já em estado pouco 
ativo tornam-se achatados e a sua basofilia 
citoplasmática é pouco intensa. São as células que sintetizam a parte 
orgânica da matriz óssea e fatores que influenciam a função de outras 
células. 
Após sintetizar a matriz extracelular ele é aprisionado pela matriz 
orgânica recém-sintetizada e passa a ser chamado de osteócito. A 
matriz então, deposita se ao redor do corpo da célula e de seus 
prolongamentos e passa por deposição de cálcio formando as lacunas 
que contêm os osteócitos e os canalículos - túneis compostos pelo 
prolongamento celulares dos osteócitos, essa matriz recebe o nome de 
osteoide. 
Osteoclasto 
 
 
Derivados dos monócitos, que no interior do tecido ósseo, fundem-se 
para formar os osteoclastos multinucleados. 
São células grandes, multinucleadas, 
responsáveis pela reabsorção do tecido ósseo. 
Possuem citoplasma de aspecto granuloso, 
basófilos nos e osteoclastos jovens e muitos 
acidófilos nos maduros. 
Situam-se na superfície do tecido ósseo, ou em túneis no interior 
das peças ósseas. Nas áreas de reabsorção de tecido ósseo, eles são 
encontrados ocupando pequenas depressões da matriz escavadas pela 
atividade dessas células e conhecida como lacunas de Howship. 
A superfície ativa dos osteoclastos que está voltada para a 
superfície óssea, apresenta prolongamentos irregulares com formato 
de folhas ou pregas que se ramificam em torno dessa área, em torno 
há uma região de citoplasmas, a zona clara, que é pobre em 
organelas, mas contém muitos filamentos de actina, essa zona é um 
local de adesão do osteoclasto à matriz óssea e cria um ambiente 
fechado entre a superfície ativa da célula e a superfície óssea, no 
qual ocorre a reabsorção. 
Osteoclasto também secretam ácidos para o interior desse 
microambiente sob a forma de íons de hidrogênio (H+), além de 
colagenase e outros hidrólises, tanto digerindo a matriz orgânica 
como dissolvendo os cristais de sais de cálcio, essas atividades são 
controladas por citocinas e hormônios produzidos pela glândula 
tireoide e o paratormônio 
secretados pela glândula 
paratireoide, algumas dessas 
ações são diretas sobre os 
osteoclastos, mas são 
desencadeados por meio de 
osteócitos. 
Matriz Óssea 
 
 
 
 
É constituída de uma parte orgânica e outra inorgânica. 95% da 
parte orgânica da matriz é formada por fibras colágenas e constituída 
principalmente por colágeno do tipo I, e o restante, por proteoglicanos e 
glicoproteínas, que se destaca a osteonectina, importante para o 
mecanismo de calcificação da matriz e a osteopontina. 
Vários fatores de crescimento também fazem parte da matriz 
óssea, como as proteínas morfogenética ósseas, o fator de crescimento de 
fibroblastos e o fator de crescimento derivado de plaquetas. 
Já a parte inorgânica, cerca de 50%, tem como os íons mais 
encontrados o fosfato e cálcio, mas também há bicarbonato, magnésio, 
potássio, sódio e citrato em pequenas quantidades. 
Osso Compactado e Osso Esponjoso 
 
 
 
 
 
A superfície externa interna nos 
oferta por uma camada composta de 
tecido conjuntivo e células osteogênica, 
constituindo, respectivamente, o 
periósteo e o endósteo. 
A camada mais externa do 
periósteo, contém principalmente fibras 
colágenas e fibroblastos. As fibras de 
Sharpey, que são feixes de fibras 
colágenas do periósteo que penetram o tecido ósseo e predem firmemente 
o periósteo ao osso. A camada interna do superior periósteo, justaposta 
ao tecido ósseo, é mais celularizada e apresenta células 
osteoprogenitoras, elas se multiplicam por mitose, e se diferenciam em 
osteoblasto, desempenhando. 
O endósteo reveste a superfície interna do osso, e normalmente 
constituída por uma delgada camada de células osteogênicas achatadas, 
que reveste as cavidades do osso esponjoso, o canal medular e os canais 
de Havers e o de Volkmann. 
 
 
Osso compacto é o tecido ósseo 
sem cavidade visíveis e, 
interiormente, por uma parte com 
muitas cavidades intercomunicantes, 
o osso esponjoso. 
Nos ossos longos, as 
extremidades ou epífises são 
formados por ossos esponjosos 
revestidos por uma delgada camada 
superficial de osso compacto. já a diáfise a parte cilíndrica é quase 
totalmente formada por ossos compacto. nos ossos longos do osso 
compacto é chamado também de osso cortical. 
Já os ossos curtos têm um centro e esponjoso e possuem toda a sua 
periferia uma camada de osso compacto. E nos ossos chatos, existem 2 
camadas de osso compacto as tábuas internas e externas, separado por 
osso esponjoso que recebe o nome de Díploe. 
Periósteo e Endósteo 
Tipos de Tecidos Ósseo 
E as cavidades do osso esponjoso do lado da diáfise dos ossos longos 
são ocupados pela medula óssea. 
 
 
 
 
 
 
 
Tecido ósseo primário, imaturo ou não lamelar 
Em cada osso o tecido a primeiro ser formado é o não lamelar, sendo

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.