A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
ATIVIDADE SCG POLITICAS PUBLICAS 532021

Pré-visualização | Página 1 de 4

ATIVIDADE - SCG - POLÍTICAS PÚBLICAS - 53/2021
Período:10/08/2021 19:00 a 12/09/2021 23:59 (Horário de Brasília)
Status:ABERTO
Nota máxima:1,50
Gabarito:Gabarito será liberado no dia 13/09/2021 00:00 (Horário de Brasília)
Nota obtida:
1ª QUESTÃO
Leia, a seguir, a seção I do capítulo VIII da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, em que são indicadas as
sanções administrativas aplicáveis pela autoridade nacional aos agentes de tratamento de dados caso estes
cometam alguma infração. 
 
CAPÍTULO VIII 
DA FISCALIZAÇÃO
 
Seção I 
Das Sanções Administrativas
Art. 52. Os agentes de tratamento de dados, em razão das infrações cometidas às normas previstas nesta
Lei, ficam sujeitos às seguintes sanções administrativas aplicáveis pela autoridade nacional:
I - advertência, com indicação de prazo para adoção de medidas corretivas;
II - multa simples, de até 2% (dois por cento) do faturamento da pessoa jurídica de direito privado, grupo ou
conglomerado no Brasil no seu último exercício, excluídos os tributos, limitada, no total, a R$ 50.000.000,00
(cinquenta milhões de reais) por infração;
III - multa diária, observado o limite total a que se refere o inciso II;
IV - publicização da infração após devidamente apurada e confirmada a sua ocorrência;
V - bloqueio dos dados pessoais a que se refere a infração até a sua regularização;
VI - eliminação dos dados pessoais a que se refere a infração.
 
BRASIL. Lei nº 13.709, de 14 de agosto de 2018. Disponível em:
<https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/L13709.htm>. Acesso em: 02 ago. 2021.
A partir das informações apresentadas, analise as afirmações a seguir.
I. O agente de tratamento de dados pode ser advertido, multado ou, ainda, perder o acesso aos dados
pessoais que estava utilizando caso incorra em alguma infração.
II. Há a previsão de desbloqueio do acesso aos dados pessoais nos casos em que o agente de tratamento de
dados regularize sua situação.
III. Os infratores poderão ser punidos com a aplicação de multas, simples ou diárias, desde que sejam
obedecidos os limites estabelecidos em lei.
IV. É proibida a publicização de uma infração, haja vista a importância do sigilo para o tratamento do caso.
É correto o que se afirma em
ALTERNATIVAS
I e II, apenas.
II e III, apenas.
III e IV, apenas.
I, II e III, apenas.
II, III e IV, apenas.
2ª QUESTÃO
A presença cada vez mais ativa da sociedade civil nas questões de interesse geral torna a publicização
fundamental. As políticas públicas tratam de recursos públicos diretamente ou através de renúncia fiscal
(isenções), ou de regular relações que envolvem interesses públicos. Elas se realizam num campo
extremamente contraditório onde se entrecruzam interesses e visões de mundo conflitantes e onde os
limites entre público e privado são de difícil demarcação. Daí a necessidade do debate público, da
transparência, da sua elaboração em espaços públicos e não nos gabinetes governamentais.
As políticas públicas visam responder a demandas, principalmente dos setores marginalizados da sociedade,
considerados como vulneráveis. Essas demandas são interpretadas por aqueles que ocupam o poder, mas
influenciadas por uma agenda que se cria na sociedade civil através da pressão e mobilização social.
 
TEIXEIRA, E. C. O Papel das Políticas Públicas no Desenvolvimento Local e na Transformação da Realidade.
Políticas Públicas - O Papel das Políticas Públicas, 2002. Disponível em:
https://dhnet.org.br/dados/cursos/aatr2/a_pdf/03_aatr_pp_papel.pdf> Acesso em: 18 jul. 2021.
 
Considerando as informações apresentadas acerca do conceito de políticas públicas, analise as afirmações a
seguir.
 
I. Uma das principais premissas das políticas públicas é o combate a problemas que afligem as populações
em situação de vulnerabilidade.
II. A mobilização da população na reivindicação das políticas públicas, em tese, impacta na tomada de ação
dos agentes do Estado.
III. O financiamento das políticas públicas pode ser promovido tanto a partir da aplicação de recursos
públicos de maneira direta como via isenções de impostos.
 
É correto o que se afirma em
ALTERNATIVAS
I, apenas.
II, apenas.
I e II, apenas.
I e III, apenas.
I, II e III.
3ª QUESTÃO
O desconto que você ganha na farmácia ou no supermercado apenas ao inscrever o CPF no sistema tem um
preço: a sua privacidade. O mesmo preço invisível é cobrado toda vez que você autoriza o acesso a sua
localização ou a seus dados em redes sociais e aplicativos de entrega. Todas essas informações, na verdade,
têm um valor real. E se por um lado facilitam sua vida, com comodidades oferecidas com base em seu perfil,
por outro podem acabar sendo entregues para planos de saúde ou instituições financeiras sem que você
saiba. Nesta semana, o Senado aprovou a Lei de Proteção de Dados Pessoais, que ainda precisa ser
sancionada pelo presidente Michel Temer, cujo objetivo é aumentar o seu controle sobre o que está
ocorrendo com suas próprias informações.
A nova legislação prevê que qualquer tratamento de dados —seja coleta, produção, acesso ou reprodução
de informações pessoais— só poderá ser feito com o consentimento expresso do titular ou de seu
responsável, no caso de menores de idade. Será preciso, ainda, informar a finalidade específica dessa coleta
e, uma vez usadas, as informações devem ser disponibilizadas com facilidade para que o dono delas saiba.
Após o uso, precisam ser descartadas. As regras ainda criam um grupo especial, o de dados sensíveis, que
inclui informações como origem racial, convicções religiosas, opiniões políticas, filiação a sindicatos e dados
referentes à saúde, biometria ou à vida sexual. Esses dados precisam de um consentimento específico, a não
ser que sejam para cumprir obrigação legal, planejar políticas públicas ou para que órgãos de pesquisa
façam estudos.
 
BORGES, R. Do CPF na farmácia às redes: como a nova lei protegerá seus dados pessoais. El País, 2018.
Disponível em: < https://brasil.elpais.com/brasil/2018/07/11/politica/1531325313_478217.html> Acesso em:
09 ago. 2021.
  
Considerando as informações apresentadas, analise as afirmações a seguir.
  
I. A partir da nova lei, a cessão de dados de um consumidor só poderá ocorrer mediante autorização do
titular ou de seu responsável, em se tratando de crianças e adolescentes.
II. Entre as medidas aplicadas pela nova lei está o princípio da transparência, devendo ser informado ao
usuário a finalidade para a qual será realizada a coleta de seus dados pessoais.  
III. A cessão de dados pessoais a empresas com vistas a obtenção de determinados benefícios para o
consumidor pode acarretar em prejuízos para a privacidade dos indivíduos. 
  
É correto o que se afirma em:
ALTERNATIVAS
I, apenas.
II, apenas.
I e II, apenas.
I e III, apenas.
I, II e III.
4ª QUESTÃO
A formulação do Estado como sujeito econômico remete ao problema do contexto no qual é normalmente
discutido o conceito da atividade econômica do Estado. Com tal problema, são ordenados
consequentemente os distintos agentes administrativos do Estado, nominalmente, Federação, Estados
Federados, Municípios, bem como específicas pessoas jurídicas de direito público. O conceito de atividade
econômica é, em oposição a todo resto, o que se deve encontrar.
Uma descrição legal encontra-se em determinadas legislações municipais. Um exemplo pode ser verificado
no §107 Inciso 2 da Legislação Municipal de Nordrhein Westfalen, a qual permite uma atuação no mercado
como produtor, prestador de serviços ou distribuidor de bens ou serviços e ademais exige que a exploração
de tais atividades também possa ser realizada por agentes privados com escopo de lucro.
No entanto, firmou-se a visão de que a exploração de atividades econômicas não se trata de uma pretensão
de lucro realizada ou objetivada do respectivo administrador, mas sim de uma visão hipotética de pretensão
de lucro de um particular que explorasse a mesma atividade. Paulatinamente, foi determinado que a atuação
econômica do Estado não poderia substancialmente transformar-se na atuação