A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Inquérito policial

Pré-visualização | Página 1 de 1

Conceito 
Procedimento administrativo conduzido pela polícia 
judiciária e direcionado à apuração de uma infração 
de sua autoria, com a finalidade de possibilitar que o 
titular da ação penal possa ingressar em juízo. 
 
 
Finalidade 
Apurar a possível infração penal cometida e a sua 
autora para que o titular da ação penal possa ter 
elementos probatórios, a justa causa, para o ingresso 
em juízo. 
 
 
 
Características 
a) Escrito: art. 9º do CPP. Todas as peças do inquérito 
policial serão processadas num só, reduzidas a escrito 
ou datilografadas, e, nesse caso, rubricadas pela 
autoridade. 
b) Indisponível: art. 17 do CPP. Uma vez instaurado, 
não pode, em hipótese alguma, ser arquivado pela 
autoridade policial. 
c) Sigiloso: art. 20 do CPP. A autoridade assegurará no 
inquérito o sigilo necessário à elucidação do fato ou 
exigido pela sociedade. 
d) Oficialidade: art. 4º do CPP. O inquérito policial é 
dirigido por órgãos públicos oficiais, no caso, a 
autoridade policial. 
e) Dispensável: art. 39, § 5º, do CPP. O órgão do 
Ministério Público dispensará o inquérito, se com a 
representação forem oferecidos elementos que o 
habilitem a promover a ação penal. 
 
 
 
 
 
Fases e especificações 
 
↳ CRIME DE AÇÃO PENAL PÚBLICA INCONDICIONADA: 
De ofício; mediante requisição da autoridade judiciária 
ou do Ministério Público; a requerimento do ofendido ou 
de quem tiver qualidade para representá-lo. Art. 5º, I 
e II, do CPP. 
 
 
↳ CRIME DE AÇÃO PENAL PÚBLICA CONDICIONADA: 
 
Representação do ofendido. Também nos casos de 
requisição do Ministro da Justiça. Art. 5º, § 4º, do CPP. 
 
 
↳ CRIME DE AÇÃO PENAL DE INICIATIVA PRIVADA: 
 
Requerimento do ofendido. Art. 5º, § 5º, do CPP. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Prazos: 
 
Regra Geral (art. 10 do CPP): o prazo será de 10 dias 
para o inquérito policial que tem indiciado preso e de 30 
dias para o indiciado solto. Só se admite a prorrogação 
do prazo se o indiciado estiver solto. 
 
 
 
Exceções: 
– Lei de Drogas (art. 51 da Lei 11.343/2006): o prazo será 
de 30 dias para o indiciado preso e de 90 dias para o 
indiciado solto. Os prazos podem ser duplicados pelo juiz, 
ouvido o Ministério Público, mediante pedido justificado 
da autoridade de polícia judiciária. 
 
– Crimes contra a economia popular (art. 10, § 1º, da Lei 
1.521/1951): o prazo será de 10 dias improrrogáveis, estando 
o indiciado solto ou preso. 
 
– Justiça Federal (art. 66 da Lei 5.010/1966): o prazo será 
de 15 dias para o indiciado preso, podendo ser prorrogado 
por mais 15 dias, a pedido, devidamente fundamentado, 
da autoridade policial. Já para o indiciado solto, o prazo 
adotado é o da regra geral.