A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
AD2_2020_1

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro 
 
AVALIAÇÃO A DISTÂNCIA – AD2 
Período - 2020/1º 
Disciplina: Relações Interpessoais 
Coordenadora: Elizabeth Freitas 
 
Aluno: ______________________________ Matrícula: ____________________ 
Questão 01 
Leia atentamente o texto a seguir e escreva uma pequena resenha, concordando ou 
discordando com o ponto de vista do autor. Justifique sua resposta, expressando sua 
opinião, mas sempre utilizando os conteúdos das aulas 04 a 07 da disciplina Relações 
Interpessoais. Utilize no máximo 300 palavras. (vale 4,0 pontos) 
“É possível que um povo dotado de rígidos padrões de conduta moral, com 
forte base religiosa e predominância mundial na filosofia e na música erudita 
se acumpliciem com um governo de loucos assassinos”? A Alemanha nazista 
é uma prova recentíssima de que a resposta à pergunta acima é, 
apavorantemente, sim. Por outro lado, é possível que um povo, tendo 
passado 75 anos sob um regime de quase escravidão, submetido a uma 
potência estrangeira e a uma ideologia desanimadora e cruel, possa em 
poucos anos voltar ao caminho da prosperidade, do progresso social e 
tecnológico? Aqui a resposta também é sim. O exemplo são os países do 
Leste Europeu, os satélites soviéticos que, uma vez livres da repressão, se 
tornaram nações progressistas e de enorme ebulição econômica e avanço 
social. Qual o ponto em comum entre os dois exemplos extremos? Em ambos 
os casos, as guinadas, para o mal ou para o bem, foram feitas inicialmente 
por meia dúzia de líderes titanicamente capazes. Os povos seguiram os 
ordenamentos vindos de cima. O que isso significa? Significa que para o bem 
ou para o mal o povo, em sua condição coletiva, pode ser levado para um 
lado ou outro pelas suas lideranças – independentemente das convicções 
individuais de cada uma das pessoas. Significa também que o exemplo que 
vem de cima é crucial. Se ele é bom, incentiva o bom comportamento 
individual. Se, ao contrário, são maus os exemplos, mais as pessoas vão se 
sentir liberadas para recorrer a "jeitinhos" e "tirar vantagens". 
Fragmento do texto: 40 questões do dia-a-dia sobre o que é certo ou errado de Jerônimo Teixeira. Disponível 
em: http://veja.abril.com.br/290306/p_058.html 
Questão 02: Fórum 
Neste fórum vamos conversar sobre uma entrevista em que o consultor Waldez Ludwig 
fala sobre “Mercado de Trabalho”. 
A entrevista se encontra dividida em três links do site youtube: 
Entrevista 01: http://www.youtube.com/watch?v=ODGgpc4y6U8&feature=related 
Entrevista 02: http://www.youtube.com/watch?v=aW5z_X6fBfs&feature=related 
Entrevista 03: http://www.youtube.com/watch?v=kH1yBBTJQCw&feature=related 
As entradas no fórum devem constar de uma Ação e uma Réplica, pelo menos. O que 
significa que vocês, no mínimo, terão que participar duas vezes do fórum. 
Este fórum vai até o dia 17/05/2020, portanto, apressem-se em fazer as postagens. 
Considerem nas análises os conteúdos da nossa disciplina sobre motivação, liderança, 
além do conceito apresentado pelo consultor, acerca da capacidade inovadora necessária 
para termos de “empregabilidade”. Na réplica, selecione um relato de um colega e faça 
um comentário, discordando ou acrescentando, de forma a enriquecer a discussão. 
Fiquem atentos quanto à objetividade e a capacidade de síntese nas suas postagens. 
(Vale 03 pontos) 
Questão 03 
Leia os três fragmentos abaixo e desenvolva um texto de no máximo 300 palavras, 
apresentando a sua opinião sobre o tema abordado nos três fragmentos. A avaliação 
desta questão estará relacionada à sua capacidade de síntese e de defesa de seus 
argumentos. Lembre-se: A questão pede a “sua opinião”, portanto não há certo ou errado. 
A questão terá maior valor quanto melhores forem seus argumentos. (Vale 03 pontos) 
FRAGMENTO 01: 
A motivação só passou a ser um tópico — tanto para as teorias 
organizacionais, quanto para a organização do trabalho em si quando o 
sentido do próprio trabalho desapareceu ou então foi perdido; a perda do 
sentido do trabalho está diretamente ligada à crescente divisão e 
fragmentação do trabalho, princípios que vêm sendo observados na 
estruturação da forma de trabalhar na maioria de nossas organizações 
ocidentais. 
http://www.youtube.com/watch?v=ODGgpc4y6U8&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=aW5z_X6fBfs&feature=related
http://www.youtube.com/watch?v=kH1yBBTJQCw&feature=related
(BERGAMINI, C. W., CODA, R. Org. Psicodinâmica da vida organizacional: motivação e 
liderança. São Paulo: Pioneira, 1990.) 
FRAGMENTO 02: 
A invenção do tema “motivação” ocorreu numa situação na qual, para um 
crescente percentual de trabalhadores, perdeu-se a possibilidade de 
concretizar qualquer sentido para o trabalho que executavam. Isso ocorreu 
em função do processo de divisão e fragmentação do trabalho em cargos e 
atividades isoladas. A motivação só passou a ser um tópico [...] quando o 
sentido do próprio trabalho desapareceu ou então foi perdido; a perda do 
sentido do trabalho está ligada à crescente fragmentação do trabalho, 
princípios que vêm sedo observados na estruturação da forma de trabalhar na 
maioria de nossas organizações ocidentais. Como consequências as teorias 
motivacionais têm se transformado em sucedâneos na busca do sentido do 
trabalho. 
(SIEVERS, Burkard. Além do Sucedâneo da Motivação.) Disponível em: 
http://rae.fgv.br/rae/vol30-num1-1990/alem-sucedaneo-motivacao 
FRAGMENTO 03: 
Antes da Revolução Industrial, o trabalhador participava de todo o processo 
de produção tendo noção exata dos objetos a serem construídos e sua 
finalidade. Nas indústrias atuais, com a fragmentação do trabalho, os 
operários podem não saber que apertar um parafuso é fundamental na 
produção de um carro de luxo. 
(SOUZA NETO, S. P. Comportamento Humano nas Organizações. CEDERJ, 2009)