A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
18 pág.
Aula 2 - Morfologia externa dos ácaros

Pré-visualização | Página 1 de 1

Enga. Agra. Dra. Mirella Marconato Di Bello 
Morfologia Externa dos Ácaros
Taquaritinga/SP
-2020- 
Introdução
Habitats: podem ser encontrados em qualquer parte e/ou sistemas.
	Ex.: em animais, solo, grãos, insetos, poeira, cavernas, água, etc.
O formato do corpo do ácaro pode variar de acordo com o habitat que é encontrado. Ex.: corpo ovóide, achatado, vermiforme.
Morfologia Externa
Gnatossoma: Palpos + Quelíceras 
Idiossoma: Prodossoma + Metapodossoma + Opistossoma
Morfologia Externa
Gnatossoma “Primitivo” constituição:
 1 par de palpos;
1 par de quelíceras;
Abertura bucal.
Não deve ser confundido com uma CABEÇA, pois a massa nervosa central encontra-se no idiossoma.
Morfologia Externa
Rostro: sustenta as peças bucais
Função dos Palpos:
Sensoria/Tátil.
Possuem até 5 segmentos.
Processo “unha-dedão”: é a estrutura localizada na extremidade dos palpos. É uma seta modificada que junto com o tarso forma uma garra (função preensora). Estrutura utilizada para a identificação da sub-ordem Prostigmata. 
Morfologia Externa
6
Função das Quelíceras:
Prender;
Cortar;
Transferência de esperma (Podospermia em Mesostigmata)*.
Tipos de quelíceras:
Morfologia Externa
Segmentos basais
Ácaros fitófagos apresentam quelíceras?
Ácaros fitófagos apresentam quelíceras? Não, apresentam estiletes 
7
Ácaros fitófagos não apresentam quelíceras.
(Proteção)
(Perfuram)
Morfologia Externa
8
 Função do Estilóforo:
 Permitem o movimento de protação e retração dos estiletes.
Proteger os estiletes.
Função do Estiletes:
Perfurar as células das plantas.
Morfologia Externa
Forma de alimentação dos ácaros fitófagos:
Sempre movimenta 2 estiletes ao mesmo tempo;
Perfuram as células da planta (epiderme, parênquima paliçádico e parênquima lacunoso) => extravasar o conteúdo celular.
Formam um ângulo de 60° com a planta durante a alimentação;
Bomba faringial (cria uma variação de pressão);
Válvula esofagiana (impede o retorno do alimento).
Morfologia Externa
60°
Acaricidas: atuam por contato ou ingestão 
10
Morfologia Externa
PRODOSSOMA: região onde se encontram-se os 2 primeiros pares de pernas.
METAPODOSSOMA: região mediana com 2 pares de pernas.
OPISTOSSOMA: região após o 4° par de pernas.
IDIOSSOMA
 Tegumento: É formado por 3 camada: 
Epicutícula.
Exocutícula.
Endocutícula.
Morfologia Externa
Procutícula
A parte ventral dos ácaros é formada por escudos, como placas, as quais são formadas pelo tegumento.
12
Ocelos: sensíveis a luz;
Pernas: 
Ambulatórias, 
Função locomotora;
 6 segmentos
Estruturas pós-tarso ou tarsais. Ex.: unhas e empódio (garra ou almofada): função tátil, sensorial e fixação.
Morfologia Externa
13
Setas: 
Formadas pela epiderme, 
Função mecanoreceptora (tátil) e quimiorreceptoras (solenídeo e eupatídeo); 
Protetoras (contra predadores);
Diferentes formas;
 Importância taxonômica.
Morfologia Externa
Lirifissuras
14
Abertura genital: 
Possui diferentes formas;
Importância taxonômica;
Formas mais comuns: 
Longitudinal (I)
Transversal (-)
Y invertido
Portinhola 
Morfologia Externa
15
Abertura anal: importância morfológica e taxonômica.
Edeagos: estrutura quitinizada masculina de reprodução (importante para a identificação de Tetraniquídeos).
Morfologia Externa
Estigmas ou espiráculo: aberturas naturais com função respiratória. Esta estrutura se liga ao peritrema, que é responsável por conduzir o ar.
Morfologia Externa
Enga. Agra. Dra. Mirella Marconato Di Bello 
Morfologia Externa dos Ácaros
Taquaritinga/SP
-2020-

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.