A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Doenças mais comuns em animais e seus achados hematológicos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Aline Oliveira
Doenças mais comuns em animais e seus
achados hematológicos
✔ Cinomose
➮ Seu agente etiológico é o vírus da
cinomose canina (Canine Distemper
Virus-CDV), pertencente à família
Paramyxoviridae e gênero Morbillivirus,
possui alta atividade infecciosa, distribuído
por via respiratória, capaz de levar a
profunda imunossupressão, estando
associado a alta mortalidade e morbidade.
➮ Sinais clínicos
➮ Secreções nasais e oculares,
hiperqueratose dos coxins digitais e
dermatite pustular, tosse úmida e
produtiva, dispneia, vômitos, febre enterite
catarral ou hemorrágica,
broncopneumonia, anorexia, congestão
conjuntival discreta ou conjuntivite, rinite
e diarreia.
➮ As alterações hemodinâmicas mais
comuns são: Anemia, leucocitose com
neutrofilia ou leucopenia associada à
linfopenia, trombocitopenia, e pode se
visualizar as inclusões virais denominadas
corpúsculos de Lentz que podem ser
encontrados em leucócitos e eritrócitos
como resquícios da replicação viral,
possuem relevância no diagnóstico da
cinomose.
Com relação ao perfil bioquímico, podem
ser observadas hiperglobulinemia e
hipoalbuminemia.
✔ Parvovirose
➮ O vírus da parvovirose é pertencente à
família Parvoviridae. A partícula
infecciosa é bastante resistente, sendo
estável na presença de pH entre 3,0 e 9,0, à
inativação a temperatura de 56 ºC por 60
minutos e tratamentos com solventes,
orgânicos, podendo sobreviver no meio
ambiente durante meses e anos.
➮ Sinais clínicos
➮ Febre, anorexia, depressão, vômitos,
pirexia, rápida desidratação, diarréia
sanguinolenta líquida e fétida e rápido
emagrecimento.
➮ As alterações hemodinâmicas são:
Leucopenia apresenta-se no curso clínico
da doença como o período de maior
intensidade e gravidade dos sinais clínicos,
leucocitose transitória pode estar associada
à fase de recuperação. A leucopenia é
decorrente da neutropenia e da linfopenia,
ocasionada pela perda de neutrófilos
devido a lesão intestinal que o vírus causa
e ao comprometimento medular. A
leucopenia pode se transformar em
leucocitose devido a infecção secundária
Aline Oliveira
por bactérias. À medida que os sinais
clínicos se tornam mais evidentes, tem a
presença de hipoalbuminemia e queda do
valor do hematócrito. A hipoalbuminemia
pode ser decorrente do déficit nutricional
ou da disfunção hepática.
✔ Piometra
➮ Processo inflamatório do útero,
caracterizado pelo acúmulo de secreção
purulenta no lúmen uterino que provém de
uma hiperplasia endometrial cística
(HEC), associada a uma infecção
bacteriana. O seu estabelecimento é
resultado da influência hormonal à
virulência das infecções bacterianas e à
capacidade individual de combater essas
infecções.
➮ Sinais clínicos
Apatia, anorexia, emese, secreção vaginal
são os principais sinais clínicos, e podem
progredir para choque ou morte,
principalmente devido à insuficiência renal
aguda (IRA) que é uma das mais
importantes complicações da enfermidade,
elevando a mortalidade.
➮ As alterações hemodinâmicas mais
encontradas são: Leucocitose com
neutrofilia e desvio à esquerda,
monocitose e uma anemia não
regenerativa. A anemia normocítica
normocrômica, de grau leve a moderado,
se dá em virtude do efeito supressor das
toxinas bacterianas à medula óssea e
também a perda de hemácias que migram
por diapedese para o local da infecção.
Pode ser encontrado também
hiperproteinemia, hiperglobulinemia e
leucocitose na anemia de infecção crônica
ou doença inflamatória.
✔ Erlichiose canina
➮ Doença causada por uma riquétsia
pertencente ao gênero Ehrlichia, Família
Rickettsiaceae, Ordem Rickettsiales
,Gênero Ehrlichia spp, espécie Ehrlichia
canis, que são bactérias Gram negativas,
intracelulares obrigatórias dos leucócitos
(monócitos), com forma de cocobacilos e
multiplicam-se por divisão binária.
Dependendo das fases, são assintomáticas
podendo apresentar também alguns sinais
inespecíficos como: febre, corrimento
óculo- nasal, uveíte anterior, epistaxe,
depressão, polidipsia, linfadenopatia,
desidratação, esplenomegalia e diarréia.
➮ As alterações hemodinâmicas mais
encontradas são: Trombocitopenia,
discreta anemia e leucopenia durante a
fase aguda, discreta trombocitopenia na
fase assintomática, e pancitopenia nos
casos crônicos graves.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.