A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
26 pág.
Comportamento do consumidor

Pré-visualização | Página 7 de 7

a restrição orçamentária) no ponto em que 
 
 
 
Esse é um resultado importante: a satisfação é maximizada quando a taxa 
marginal de substituição (de A por V) é igual à razão entre os preços (de A sobre V). 
Assim, o consumidor pode obter o máximo grau de satisfação ajustando seu consumo 
das mercadorias A e V de tal forma que a TMS seja igual à razão entre os preços. 
A condição dada pela Equação 3.3 é um exemplo de situação de otimização que 
surge em economia. Nesta situação, em particular, a maximização é atingida quando o 
benefício marginal — associado ao consumo de uma unidade adicional de alimento 
— é igual ao custo marginal — o custo da unidade adicional de alimento. O benefício 
marginal é medido pela TMS. No ponto A ele é igual a 1/2 (o grau da inclinação da 
curva de indiferença), o que significa que o consumidor estaria disposto a desistir de 
1/2 unidade de vestuário para poder obter 1 unidade de alimento. No mesmo ponto, o 
custo marginal é medido por meio do grau da inclinação da linha de orçamento; ele 
também é igual a 1/2, pois o custo de uma unidade adicional de alimento corresponde 
à desistência de 1/2 unidade de vestuário (sobre a linha de orçamento, PA = 1 e PV = 
2). 
Caso a TMS seja menor ou maior do que a razão entre os preços, a satisfação 
do consumidor não estará sendo maximizada. Por exemplo, compare o ponto B da 
Figura 3.13 com o ponto A. No ponto B, o consumidor estaria adquirindo 20 unidades 
de alimento e 30 de vestuário. A razão entre os preços (ou custo marginal) é igual a 
1/2, pois a unidade de alimento custa US$ 1 e a unidade de vestuário custa US$ 2. 
Contudo, a TMS (ou benefício marginal) é maior do que 1/2; é de mais ou menos 1. 
Como resultado, o consumidor estaria disposto a substituir uma unidade de alimento 
por uma de vestuário, sem perda de satisfação. Pelo fato de o primeiro estar mais 
barato do que o segundo, seria de seu interesse adquirir mais alimento e menos 
vestuário. Se o consumidor adquirisse uma unidade a menos de vestuário, por 
exemplo, aqueles US$ 2 poderiam ser reservados para a aquisição de duas unidades 
de alimento, quando apenas uma unidade seria necessária para manter seu nível de 
satisfação. 
A realocação do orçamento continua dessa forma (percorrendo a linha de 
orçamento), até que se atinja o ponto A, pois em A a razão entre os preços de 1/2 
iguala-se à TMS de 1/2. Isso significaria que, nesse ponto, nosso consumidor estaria 
disposto a trocar uma unidade de vestuário por duas de alimento. Somente quando 
ocorre a condição TMS = 1/2 = PA/PV é que o consumidor está maximizando a 
satisfação. 
O resultado de que o valor da TMS é igual à razão entre os preços pode ser 
enganador. Imagine dois consumidores diferentes que tenham acabado de adquirir 
diversas quantidades de alimento e vestuário. Se os dois estivessem maximizando sua 
satisfação, você poderia dizer o valor de suas respectivas TMS observando os preços 
das duas mercadorias. O que você não poderia dizer, entretanto, seria a quantidade 
comprada de cada mercadoria, pois isso é determinado pela preferência individual de 
cada consumidor. Caso os dois consumidores tivessem gostos diferentes, eles 
poderiam consumir quantidades diferentes dos dois bens, mesmo havendo igualdade 
entre suas TMS.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.