A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
265 pág.
manual eSocial 1 0

Pré-visualização | Página 18 de 50

tamanho do campo, 4 são reservadas exclusivamente para decimais. 
59 
 
Sendo assim, um valor de FAP igual a 1,7800 deve ser inserido como “1.78” ou “1.780” ou “1.7800” (no 
preenchimento do campo, a vírgula deve ser substituída por um ponto). 
Descrição (Desc): breve descrição do conteúdo do campo e de sua regra de validação (quando 
houver). No campo #2 de cada evento esta descrição também contempla a relação das regras gerais 
de validação aplicáveis ao evento. Tais regras encontram-se detalhadas na Tabela de Regras de 
Validação, Anexo II do Leiaute, publicado no sítio do eSocial. 
Nos registros do evento, quando há 2 grupos com todos os filhos iguais no mesmo 
evento (Grupo/Campo, Elemento, Tipo, Ocorrência, Tamanho, Decimais e Descrição), a segunda 
ocorrência dos filhos não é repetida explicitamente (aparece "..." e a indicação da primeira ocorrência: 
"Ver 'grupo avô' > 'grupo pai'). 
Exemplo: nos registros do evento S-1000, o grupo {idePeriodo} possui os campos filhos {iniValid} 
e {fimValid}. O grupo {novaValidade} também possui os campos filhos {iniValid} e {fimValid}, com as 
mesmas características (Grupo/Campo, Elemento, Tipo, Ocorrência, Tamanho, Decimais e Descrição). 
Por isso, os campos {novaValidade/iniValid} e {novaValidade/fimValid} não foram repetidos 
explicitamente. 
 
1.3. Regras de envio da informação ao eSocial 
 
1.3.1. Preenchimento dos campos do leiaute – obrigatoriedade 
 
A obrigatoriedade de envio de informação para cada grupo é determinada na Tabela de Resumo 
dos Registros de cada um dos leiautes de acordo com a coluna Condição. Por sua vez a obrigatoriedade 
de envio de informação para cada um dos campos é determinada de acordo com a coluna “ocor” 
constante na Tabela de Registro dos Eventos. 
As colunas "Ocorrência" e "Condição" devem ser observadas (vide item 1.1 sobre o conteúdo 
destas colunas), quanto à obrigatoriedade ou não de uma informação. 
No caso da coluna “Ocorrência”, quando a quantidade mínima for zero, o declarante somente 
deve prestar a informação se, de fato, ela existir, caso contrário nada deve ser informado, nem mesmo 
informação zerada. Contudo se esta informação for obrigatória de forma condicional descrita na coluna 
"Condição", uma vez efetivada a condição, a informação deve ser prestada. 
 
60 
 
Exemplo: 
Na Tabela de Resumo dos Registros o “Reg” {dadosProcJud} do evento S-1070 tem ocorrência 0-
1, significando se o campo deve ser preenchido ou não. 
Na coluna "condição" consta "O" de obrigatório se tipo de processo {tpProc} for preenchido com 
[2] e "N" de não informar (vedado) para os demais casos. Ou seja, se o campo {tpProc} for preenchido 
com [2], o preenchimento das Informações Complementares do Processo Judicial é obrigatório, caso 
contrário, o preenchimento do registro é vedado. 
Tabela de Resumo dos Registros 
Reg. Pai Nível Descrição Ocor. Chave Condição 
... ... ... ... ... ... ... 
dadosProcJud dadosProcesso 6 Informações 
complementares do 
Processo Judicial 
0-1 - O (se 
{tpProc} = 
[2]) N (nos 
demais 
casos) 
 
1.3.2. Formato dos registros nos arquivos 
 
Alguns caracteres especiais devem ser evitados para não gerar erros quanto à codificação do 
documento enviado ao sistema eSocial. Para isto é necessário substituir os caracteres pelas sequências 
de “caracteres x escape” adequadas, conforme a tabela diante demonstrada: 
Caractere Escape 
> (sinal de maior) > 
< (sinal de menor) &lt; 
& (e comercial) &amp; 
” (aspas duplas) &quot; 
 ̕(sinal de apóstrofe ou aspas simples) &#39 
 
Alguns desses caracteres, no entanto, podem constar especialmente no campo de Razão Social 
ou Endereço, entre outros. Por exemplo, a denominação DIAS & DIAS LTDA deve ser informada como: 
DIAS &amp; DIAS LTDA no arquivo XML gerado. 
O sistema do declarante pode fazer o processo de substituição de forma automática, a fim de 
evitar a necessidade de alterações nas informações constantes das bases dos declarantes e 
contribuintes. 
No Capítulo seguinte deste Manual são apresentadas as orientações específicas para cada 
Evento, as quais foram estruturadas em cinco partes, conforme os itens a seguir: 
61 
 
Conceito; 
• Quem está obrigado; 
• Prazo de envio; 
• Pré-requisitos; e 
• Informações adicionais. 
 
1.3.3. Esclarecimentos referentes à utilização de casa decimais em campos numéricos do leiaute do 
eSocial 
 
Todos os campos numéricos do eSocial têm a definição de um tamanho máximo, ou seja, de um 
número máximo de algarismos que podem formar aquele número. 
Exemplo 1 
O campo {dia} do evento S-1200 tem tamanho igual a 002, conforme recorte adiante: 
# Registro/Campo Registro Pai Ele Tipo Ocorr Tam Dec Descrição 
dia infoInterm E N 1-1 002 - Dia do mês efetivamente trabalhado pelo empregado com 
contrato de trabalho intermitente. 
Validação: Deve ser um número entre 1 e 31, de acordo com o 
calendário anual. 
 
O declarante deve informar, nesse campo, os dias trabalhados pelo empregado intermitente no 
mês e, portanto, como o valor máximo que pode ser informado nesse campo é 31, o tamanho máximo 
do campo é um numeral formado por dois algarismos, sem casas decimais. 
Exemplo 2 
 O número de casas decimais integra a quantidade máxima de algarismos do tamanho do campo. 
E, além disso, a informação de casas decimais não é obrigatória, ou seja, num campo de tamanho 1-4, 
se forem informados 4 algarismos sem ponto para separar casas decimais, o sistema entende aqueles 
4 algarismos como um número inteiro. Tomemos o exemplo do campo adiante {qtdHrsSem} do evento 
de admissão: 
# Registro/Campo Registro Pai Ele Tipo Ocorr Tam Dec Descrição 
133 qtdHrsSem horContratual E N 0-1 004 2 Quantidade média de horas relativas à jornada semanal do 
trabalhador. 
Validação: Deve ser preenchida se {codCateg} for diferente 
de [111]. Se informada, deve ser maior que 0 (zero). 
 
 O campo permite a informação de um número com 1 a 4 algarismos podendo ter 2 casas 
decimais. Então, se o declarante informar 4400, está informando que a quantidade média de horas 
semanais do empregado é de 4400 (quatro mil e quatrocentas) horas. Caso ele queira informar 44 
(quarenta e quatro) horas semanais ele pode informar de uma destas três maneiras: 
62 
 
44 (quarenta e quatro inteiros sem casas decimais). 
44.0 (quarenta e quatro inteiros com uma casa decimal), ou 
44.00 (quarenta e quatro inteiros com duas casas decimais. 
 Em resumo, é importante destacar aos declarantes que, se o número informado possuir casas 
decimais, estas devem ser separadas da parte inteira do numeral através de um ponto, respeitando o 
tamanho máximo do campo. Caso contrário, o declarante está informando um numeral constituído de 
um número inteiro formado por todos os algarismos informados. 
Exemplo 3 
 Nos casos em que o campo numérico pode ser informado com casas decimais, o leiaute define, 
além do tamanho mínimo e máximo do campo, o número de casas decimais que podem compor o 
numeral a ser informado. Vejamos o exemplo do campo {percAliment} adiante: 
# Registro/Campo Registro Pai Ele Tipo Ocorr Tam Dec Descrição 
23 percAliment infoDeslig E N 0-1 005 2 Percentual a ser destinado a pensão alimentícia. 
Validação: Deve ser maior que 0 (zero) e menor ou igual a 100 
(cem). 
Informação obrigatória e exclusiva se {pensAlim} = [1, 3]. 
 
 O declarante, nesse caso, deve informar o percentual de FGTS destinado à pensão alimentícia e, 
portanto, o campo pode ter até duas casas decimais, ex.: 33,33%. Nesse exemplo, o campo tem 
tamanho mínimo de 1 e máximo de 5 porque o valor máximo que pode ser informado, com duas casas 
decimais, é 100,00. Ou seja, um numeral formado por cinco algarismos, podendo ter até duas casas 
decimais, lembrando que o ponto não é considerado como caractere. 
 Nesse exemplo, o declarante que queira enviar o percentual de 33,33% pode fazê-lo 
preenchendo o campo do seguinte modo: [33.33] ou [033.33]. 
 
1.3.4. Configuração padrão de caracteres

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.