A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Controle de carga pro atleta

Pré-visualização | Página 1 de 1

Fisioterapia Esportiva - Prova
 
CONTROLE DE CARGA
- Ajuda a reduzir probabilidade de lesão por adequar a demanda e a capacidade 
* É multidisciplinar – evita sobrecarga do atleta
1) Quantificação
2) Regulação
3) Monitorização
CARGAS INTERNAS
- É a que deve receber maior atenção pela facilidade de manipular.
- “É o resultado das adaptações induzidas pela prática de atividade física regular (treinamento).”
São as biológicas (fisiológicas : PSE + psicológicas)
AVALIA-SE : Lactato; Consumo de O2 e escala de BORG (esforço); 
PSE ( Percepção Subjetiva de Esforço)
· Multiplica-se a nota ao FIM da sessão x Tempo em minutos da sessão
2 tipos de CARGAS INTERNAS:
1) Carga aguda
Feita em dias pontuais
2) Carga crônica
Feita dentro de uma semana
O ideal é que essa esteja mais alta para proteger situações de lesão (a demanda ultrapassar a capacidade)
CARGAS EXTERNAS
- Difícil de manipular
São as medidas tiradas do trabalho feito no treinamento e nas competições
AVALIA-SE: Potência; Velocidade; Aceleração e Distância
A INTERNA E A EXTERNA DEVEM SER PENSADAS EM CONJUNTO

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.