A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
estruturasdegestaopublica

Pré-visualização | Página 1 de 31

Estruturas de Gest?o P?blica_Aula_1.pdf
Estruturas de Gestão Pública
Aula 1
Estruturas da Administração
Pública Federal
© Copyright 2017, Tribunal de Contas de União 
<www.tcu.gov.br>
Este material tem função didática. A última atualização ocorreu em Abril de 2017. As 
afirmações e opiniões são de responsabilidade exclusiva do autor e podem não ex-
pressar a posição oficial do Tribunal de Contas da União.
RESPONSABILIDADE PELO CONTEÚDO
Tribunal de Contas da União
Secretaria Geral da Presidência
Instituto Serzedello Corrêa
Diretoria de Educação Corporativa de Controle
Serviço de Educação Corporativa de Controle - Seducont
CONTEUDISTA 
José Arimathea Valente Neto
TRATAMENTO PEDAGÓGICO 
Violeta Maria dos Santos Galvão 
PROJETO GRÁFICO e DIAGRAMAÇÃO
Vanessa Vieira
Permite-se a reprodução desta publicação, em parte ou no todo, semalteração do conteúdo, desde que citada 
a fonte e sem fins comerciais.
http://portal.tcu.gov.br/inicio/index.htm
3
Tribunal de Contas da União
Aula 1
Estruturas da Administração Pública Federal
A Constituição Federal de 1988 estabeleceu uma série de deveres ao Estado, como a pres-
tação de serviços de saúde, educação, assistência social, correios, exploração de petróleo.
Então, como o Estado faz para satisfazer obrigações tão diversificadas? Será que a mesma 
estrutura do Poder Judiciário, responsável pela prestação jurisdicional à população, é adequada 
para prestar serviços de correios ou explorar petróleo?
A burocracia inerente ao Poder Judiciário não pode atrapalhar a agilidade e competitivida-
de que se deve ter na exploração econômica, por exemplo.
Por isso, para realizar todas as atribuições devidas, o Estado cria estruturas administrativas 
diferentes, cada uma ideal para certo tipo de atividade.
Que tipos de estruturas a Administração pode criar? 
Quais características específicas dessas estruturas impactam 
no controle a ser exercido sobre elas?
Para responder a essas questões, precisamos entender alguns conceitos relacionados à 
organização das estruturas que compõem a máquina administrativa brasileira.
Ao final dos estudos desta unidade, esperamos que você tenha condições de diferenciar as 
estruturas integrantes da Administração Pública Federal.
Então, vamos começar!
4
Tr
ib
un
al
 d
e 
Co
nt
as
 d
a 
Un
iã
o
Estruturas de Gestão Pública
A fim de facilitar o estudo, esta aula está organizada da seguinte forma:
1. Introdução ............................................................................................................................................ 5
2. Conceitos Básicos ............................................................................................................................... 6
2.1 Desconcentração e descentralização .......................................................................... 6
2.2 Regime Jurídico ............................................................................................................................ 8
3. Organização Administrativa ........................................................................................................ 8
4. Órgãos da Administração ............................................................................................................ 10
5. Autarquias ........................................................................................................................................... 11
5.1 Autarquias de Regime Especial ....................................................................................... 14
6. Fundações Públicas ........................................................................................................................ 14
6.1 Natureza jurídica ................................................................................................................... 15
7. Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista .................................................... 17
7.1 Exploradoras de atividades econômicas .................................................................. 19
7.2 Prestadoras de serviços públicos ................................................................................. 20
7.3 Lei 13.303/2016 (Lei das Estatais) ................................................................................. 22
8. Consórcios Públicos ....................................................................................................................... 22
8.1 Personalidade Jurídica dos Consórcios Públicos ................................................ 24
Síntese ........................................................................................................................................................ 26
Bibliografia ............................................................................................................................................. 27
5
Tribunal de Contas da União
Aula 1 - Estruturas da Adm
inistração Pública Federal
1. Introdução 
A Administração Pública Federal (APF) é integrada por diferentes tipos de estruturas 
administrativas.
Essa diversificação ajuda o Estado a desempenhar adequadamente as suas funções e ativi-
dades, que são bastante variadas.
Nesse contexto, cada tipo de estrutura administrativa presente na APF possui característi-
cas específicas que a distinguem das demais, de modo a torná-la a ferramenta adequada para o 
desenvolvimento de certa atividade.
Uma empresa pública, por exemplo, devido ao regime jurídico a que é submetida, mostra-
-se ideal para ocasiões em que as decisões da Administração requerem agilidade e competição, 
como nas atuações no campo econômico.
Uma autarquia é adequada aos casos em que as funções também devem, assim como nas 
empresas públicas, ser desempenhadas por entidades estranhas aos órgãos da Administração 
Direta, porém, desta feita, com privilégios outorgados pelo Direito Público, que é o regime a que 
está submetida.
Conhecer as características das estruturas que compõem a APF ajuda a compreender a 
organização administrativa do Governo Federal e, por conseguinte, as diversas formas em que 
os recursos públicos são despendidos. 
6
Estruturas de Gestão Pública 
Tr
ib
un
al
 d
e 
Co
nt
as
 d
a 
Un
iã
o 2. Conceitos Básicos
2.1 Desconcentração e descentralização
A Constituição Federal (CF/1988) definiu que o poder político, no Brasil, é dividido e exer-
cido por quatro entes: União, estados, Distrito Federal e municípios.
Para estabelecer essa divisão, a Carta Magna distribuiu as competências legislativas e ad-
ministrativas entre esses entes políticos, restando a cada um a titularidade dos poderes de acordo 
com a abrangência e relevância da matéria. À União, por exemplo, reservaram-se os assuntos de 
interesse e segurança nacional.
Entretanto, as atribuições que esses entes políticos devem desempenhar são numerosas e 
diversificadas, de modo que fica praticamente impossível que uma mesma pessoa jurídica cen-
tralize toda a realização das tarefas que lhe competem.
Entes políticos são as pessoas jurídicas com capacidade legislativa (capacidade 
de criar leis) previstas diretamente na Constituição Federal, ou seja, União, 
estados, Distrito Federal e municípios.
A fim de não sobrecarregar essas entidades e não tornar inoperante a atividade adminis-
trativa, utilizam-se os institutos da desconcentração e da descentralização.
A desconcentração consubstancia-se na divisão de competência no âmbito da própria 
estrutura da entidade, para tornar mais ágil e eficiente a prestação do serviço, sem a necessi-
dade de criação de uma nova pessoa jurídica.
Nessa modalidade, criam-se instâncias decisórias, chamadas órgãos, dentro da própria en-
tidade, como os ministérios, secretarias, superintendências e outros.
Esse conceito é intimamente relacionado ao de Administração Direta, ou seja, a prestação 
de serviços, atribuída pela CF/1988 aos entes políticos,

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.