Neoclassicismo - Jacques Louis David (1748-1825)
75 pág.

Neoclassicismo - Jacques Louis David (1748-1825)


DisciplinaHistória da Arte: do Barroco ao Impressionismo1.129 materiais3.575 seguidores
Pré-visualização1 página
Jacques Louis 
David
(1748-1825)
\u2022 David representa uma nova fase do classicismo, já 
modificado pela experiência barroca. Apesar de ser 
construída, na maioria das vezes, em eixos estáveis, a 
imagem já não é mais estática, apresentando certa 
dinâmica. 
David \u2013 Estudo (hector) - 1778
David \u2013 Parodus ( estudo) (1778)
\u2022 Notamos a presença do critério de \u201cunidade\u201d de 
Wolflin, no qual dentro dos núcleos da composição, 
as partes mostram-se relacionadas umas às outras.
\u2022 Ele mantém a linearidade do clássico, porém altera a 
situação dos eixos (um meio termo entre clássico e 
barroco), da luminosidade (também um meio termo 
entre luz e sombra). 
Jacques Louis David \u2013 A morte de Sêneca
\u2022 David teve várias fases, mas podemos ressaltar duas 
delas: a fase pré-revolução e a da revolução. 
\u2022 Temos que dar atenção também aos retratos que 
produziu, divididos entre a fase do diretório e do 
\u201crealismo gelado\u201d.
Fase pré-revolução
\u2022 A primeira grande obra neoclássica, como nos aponta 
Wendy Beckett, é O Juramento dos Horácios (1784-
85).
Jacques Louis David \u2013 O juramento dos horácios (1744)
\u2022 Nota-se a teatralidade, como também havia no 
barroco, porém de forma mais sóbria e direta. 
\u2022 A construção arquitetônica no segundo plano, 
herdada de Poussin, através de três arcos romanos em 
perfeita simetria, acompanha do plano perspectivo do 
piso, todo recortado em formas quadrangulares, cria a 
estrutura sólida da imagem. 
\u2022 Os três guerreiros alinhados em perfil com os 
braços levantados e as pernas em V criam um 
ritmo forte na marcação estrutural do primeiro. 
\u2022 Do outro lado, o pai dos guerreiros, também de 
braços levantados, segurando as espadas dos 
filhos, fecha a triangulação no núcleo principal 
da obra. 
\u2022 No canto direito, o núcleo das mulheres se opõe ao 
heroísmo masculino e traz o desalinhamento e a 
envergadura dos corpos, além da dramaticidade típica 
do barroco. 
\u2022 Segundo Wendy Beckett, David compõe uma 
atmosfera de contrastes, uma \u201catmosfera de 
absolutos\u201d, opondo o núcleo dos homens alinhados 
em perfeita simetria e rigidez ao das mulheres 
apresentadas \u201cmoles\u201d, ajuntadas sem rigor 
geométrico. 
\u2022 O quadro prenuncia a Revolução Francesa pela 
atmosfera heróica evocada na idéia do \u201cjuramento\u201d. 
Outros trabalhos
David \u2013 Belisario (1781)
Jacques Louis David \u2013 A morte de sócrates (1787)
David \u2013 Os liteiros voltando a Brutus com os corpos de seus filhos (1789)
Dentro da revolução
\u2022 Neste momento, entre 1789 e 1800, a pintura de 
David é caracterizada pelo que alguns historiadores 
chamam de estilo diretório: simplificado e com fundo 
raso. 
\u2022 Este estilo manifesta-se tanto nos quadros históricos 
quanto nos retratos. 
\u2022 David fez uma trilogia da Revolução Francesa através 
de O juramento do Jeu de Pomme (1791) A morte de 
Barat (1793) e A morte de Marat (1793). Este último 
se tornou o trabalho mais famoso do artista. 
Jacques Louis David \u2013 O juramento do Jeu de Pomme (1791)
Jacques Louis David \u2013 A morte de Joseph Bara (1793)
Jacques Louis David \u2013 Marat assassinado(1793)
\u2022 Em Marat, David retoma aquele naturalismo 
heróico dos Horácios, no entanto com uma 
carga de dramaticidade barroca. 
\u2022 Nesse sentido, Wendy Beckett afirma que os 
elementos do quadro corroboram para a 
releitura dos mártires cristãos: \u201co fundo escuro 
ilumina-se à direita, como se a glória celestial 
esperasse pelo santo moribundo\u201d. 
\u2022 Podemos acrescentar também o corpo tombado, 
desfalecido, como na deposição de Cristo, sobre a 
banheira que cria o eixo horizontal do quadro. 
\u2022 Explorando um naturalismo típico de Caravaggio e 
Carracci, David expõe o drama da morte. 
\u2022 Detalha os tecidos e a caixa de madeira (o eixo 
vertical da composição). 
\u2022 O fundo raso, com um claro-escuro peculiar, mas 
compacto, fecha a estruturação da cena. 
Outros Trabalhos
Jacques Louis David \u2013 O juramento do Jeu de Pomme (1791)
Jacques Louis David \u2013 A morte de Joseph Bara (1793)
David \u2013Maria Antonieta no caminho para a guilhotina (1793)
Retratos
\u2022 Nos retratos David é extremamente conciso, 
\u201cbuscando a economia da cena\u201d, sem elementos 
supérfluos. 
\u2022 Em Mme Récamier (1800), também do estilo 
diretório, David apresenta esta simplicidade e 
concisão aliado ao que a autora chama de \u201cencanto 
neoclássico\u201d dos retratos. 
Jacques Louis David \u2013 Mme Récamier (1800)
\u2022 A modelo encena seu charme para o pintor e 
para o espectador ao passo que o artista capta 
estas sutilezas: 
\u201cDavid vê, e nos faz ver, que Madame é 
adorável; ela reclina-se porque está certa do 
poder do seu encanto, segura atrás da alva 
frieza de sua pose. O pintor, entretanto, quer 
descobri-la num nível subconsciente, e aí 
reside a força da imagem\u201d. (254)
\u2022 Nota-se como David constrói um eixo sólido 
na horizontal (o récamier), no qual a modelo 
reclina, e outro na vertical (o candelabro) 
responsável pelo segundo eixo de estruturação 
do trabalho. 
\u2022 Mais uma vez o fundo de David se mostra um 
elemento construtivo. 
\u2022 Aqui não é a composição arquitetônica 
clássico-romana que cria a solidez do plano de 
fundo, mas sim o fundo opaco e concreto, mais 
raso porém com cortes geométricos no canto. 
\u2022 A simplicidade desse fundo em frotti, 
chapiscado, abstrato, cria a sensação de 
homogeneidade para a cena. 
David \u2013 Dr Alphonse Leroy (1783)
David \u2013 Maruesa D ´Orville (1790)
David \u2013 Anne Marie Louise Thelusson (1790)
David \u2013 Emilie Serizait e seu filho (1795)
David \u2013 Jacobus Blauw (1795)
David \u2013 Pierre Serizat (1795)
David \u2013 retrato de helena Vernac (1799)
David \u2013 Ingres (1800)
Trabalhos sobre Napoleão 
Bonaparte
Jacques Louis David - A consagração do Imperador Napoleão I em Notre Dame (1808)
David \u2013 Napoleão (1798)
David \u2013 Napoleo at the St.Bernard Pass (1801)
David \u2013 Napoleão em seu Estúdio (1812)
Outros
Jacques Louis David \u2013 O rapto das sabinas(1796-99)
Poussin \u2013 O rapto das Sabinas (1633)