Buscar

Com o exame de biópsia líquida, é possível investigar diferentes tipos de alterações, incluindo polimorfismos, deleções e inserções em até 120 gene...

Com o exame de biópsia líquida, é possível investigar diferentes tipos de alterações, incluindo polimorfismos, deleções e inserções em até 120 genes relacionados a tumores. A metodologia utilizada para a detecção dessas alterações se baseia no sequenciamento NGS desses genes. Sobre a biópsia líquida, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre elas:
I- Os resultados obtidos pela biópsia líquida permitem antever um quadro de evolução do câncer e, assim, determinar a intervenção adequada, melhorando o prognóstico do paciente.
PORQUE
II- A principal desvantagem da biópsia líquida é que a análise do DNA livre circulante de origem tumoral permite uma análise inicial de pacientes em tratamento. Ou seja, não é possível monitorar novas mutações, que normalmente, podem resultar em ineficácia terapêutica.

Os resultados obtidos pela biópsia líquida permitem antever um quadro de evolução do câncer e, assim, determinar a intervenção adequada, melhorando o prognóstico do paciente.
A principal desvantagem da biópsia líquida é que a análise do DNA livre circulante de origem tumoral permite uma análise inicial de pacientes em tratamento. Ou seja, não é possível monitorar novas mutações, que normalmente, podem resultar em ineficácia terapêutica.
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
Somente a sentença II está correta.
As asserções I e II são proposições falsas.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa da I.

Essa pergunta também está no material:

Genética e Biologia Molecular
6 pág.

Biologia Molecular Centro Universitário Leonardo da VinciCentro Universitário Leonardo da Vinci

💡 1 Resposta

User badge image

Ed Verified user icon

A resposta correta é: "A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa." A biópsia líquida é uma técnica que permite a detecção de alterações genéticas em pacientes com câncer, o que pode ajudar a determinar o tratamento mais adequado e melhorar o prognóstico do paciente. No entanto, a análise do DNA livre circulante de origem tumoral permite apenas uma análise inicial de pacientes em tratamento, o que significa que não é possível monitorar novas mutações que possam surgir e resultar em ineficácia terapêutica. Portanto, a asserção I é verdadeira, mas a II é falsa, pois a biópsia líquida não é limitada apenas à análise inicial de pacientes em tratamento.

0
Dislike0

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis


✏️ Responder

SetasNegritoItálicoSublinhadoTachadoCitaçãoCódigoLista numeradaLista com marcadoresSubscritoSobrescritoDiminuir recuoAumentar recuoCor da fonteCor de fundoAlinhamentoLimparInserir linkImagemFórmula

Para escrever sua resposta aqui, entre ou crie uma conta.

User badge image

Outros materiais