A maior rede de estudos do Brasil

qual a obrigaçao da empresa com relaçao em moradia da empresa instalar seu funcionario e qual o direito do funcionario tbm c relação ao mesm .

ivo


1 resposta(s)

User badge image

Guilherme

Há mais de um mês

Depende do contrato: é cltista? Nenhuma, salvo disposição expressa no contrato de trabalho. O salário pressupõe ser suficiente para moradia, se é acima do mínimo então, não seria possível atribuir responsabilidade alguma à empresa. Podendo ser relativo caso um dos benefícios do serviço seja a oferta de moradia: no caso a empresa se responsabiliza pela salubridade das condições, agora o que a pessoa vá fazer na vida privada dela que possa eventualmente gerar risco para ela mesma, isso é de sua própria responsabilidade exclusiva. Pode-se alegar que a empresa é solidária, entrando no campo da solidariedade civil.

Discutindo apenas responsabilidade civil, sem contratos de trabalho, há dois artigos que devo destacar:

Art. 937. O dono de edifício ou construção responde pelos danos que resultarem de sua ruína, se esta provier de falta de reparos, cuja necessidade fosse manifesta.

Art. 938. Aquele que habitar prédio, ou parte dele, responde pelo dano proveniente das coisas que dele caírem ou forem lançadas em lugar indevido.

 

O Direito do Funcionário diz respeito à salubridade e integridade do local de sua morada fornecida pela empresa, nada mais. Pode-se alegar solidariedade civil, mas se no final das contas for discutir responsabilidade civil derivada de solidariedade, necessariamente tem de se apurar dolo ou culpa, e as demais exigências do Código Civil.




É de empreitada?
Art. 618, CC. Nos contratos de empreitada de edifícios ou outras construções consideráveis, o empreiteiro de materiais e execução responderá, durante o prazo irredutível de cinco anos, pela solidez e segurança do trabalho, assim em razão dos materiais, como do solo.

 

 

Depende do contrato: é cltista? Nenhuma, salvo disposição expressa no contrato de trabalho. O salário pressupõe ser suficiente para moradia, se é acima do mínimo então, não seria possível atribuir responsabilidade alguma à empresa. Podendo ser relativo caso um dos benefícios do serviço seja a oferta de moradia: no caso a empresa se responsabiliza pela salubridade das condições, agora o que a pessoa vá fazer na vida privada dela que possa eventualmente gerar risco para ela mesma, isso é de sua própria responsabilidade exclusiva. Pode-se alegar que a empresa é solidária, entrando no campo da solidariedade civil.

Discutindo apenas responsabilidade civil, sem contratos de trabalho, há dois artigos que devo destacar:

Art. 937. O dono de edifício ou construção responde pelos danos que resultarem de sua ruína, se esta provier de falta de reparos, cuja necessidade fosse manifesta.

Art. 938. Aquele que habitar prédio, ou parte dele, responde pelo dano proveniente das coisas que dele caírem ou forem lançadas em lugar indevido.

 

O Direito do Funcionário diz respeito à salubridade e integridade do local de sua morada fornecida pela empresa, nada mais. Pode-se alegar solidariedade civil, mas se no final das contas for discutir responsabilidade civil derivada de solidariedade, necessariamente tem de se apurar dolo ou culpa, e as demais exigências do Código Civil.




É de empreitada?
Art. 618, CC. Nos contratos de empreitada de edifícios ou outras construções consideráveis, o empreiteiro de materiais e execução responderá, durante o prazo irredutível de cinco anos, pela solidez e segurança do trabalho, assim em razão dos materiais, como do solo.

 

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes