A maior rede de estudos do Brasil

O que é potencial de açao?


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

O potencial de ação (PA) é caracterizado como um evento elétrico que ocorre em células excitáveis. Este processo desencadeia uma inversão na variação do potencial de membrana da célula. Existem alguns tipos celulares que desencadeiam o PA, como, por exemplo, os neurônios, as células musculares e células secretoras. Neste exemplo que iremos demonstrar, falaremos sobre o mecanismo do PA em células neuronais e musculares.


Segundo refere-se a concentração de dois íons necessários para que ocorra o PA, que são os íons Sódio (Na+) e Potássio (K+). Cada íon em questão participa em uma etapa específica do PA. Nestas células, a diferença de concentração destes íons no meio intracelular e extracelular são bem distintas, onde, no caso do Na+, a concentração é muito mais elevada no exterior (145 mM) do que no interior da célula (12 mM) e, no caso do K+, o perfil de concentração é oposto ao Na+, ou seja, muito mais concentrado no meio interno (160 mM) do que no meio externo (3,5 mM). Logo, por diferença de concentração, a tendência do Na+ é entrar na célula e do K+ é sair da célula.


O terceiro ponto refere-se especificamente às fases do PA. O objetivo do PA é inverter o potencial de membrana e, com isso, desencadear um impulso elétrico contínuo na célula. Quando há uma inversão no potencial de membrana, denominamos isso de despolarização. Quando a célula inicia seu retorno para o potencial de repouso, denominamos este evento de repolarização. E, por fim, quando a célula ultrapassa em valores mais negativos do que o potencial de repouso, denominamos este evento de hiperpolarização.

O potencial de ação (PA) é caracterizado como um evento elétrico que ocorre em células excitáveis. Este processo desencadeia uma inversão na variação do potencial de membrana da célula. Existem alguns tipos celulares que desencadeiam o PA, como, por exemplo, os neurônios, as células musculares e células secretoras. Neste exemplo que iremos demonstrar, falaremos sobre o mecanismo do PA em células neuronais e musculares.


Segundo refere-se a concentração de dois íons necessários para que ocorra o PA, que são os íons Sódio (Na+) e Potássio (K+). Cada íon em questão participa em uma etapa específica do PA. Nestas células, a diferença de concentração destes íons no meio intracelular e extracelular são bem distintas, onde, no caso do Na+, a concentração é muito mais elevada no exterior (145 mM) do que no interior da célula (12 mM) e, no caso do K+, o perfil de concentração é oposto ao Na+, ou seja, muito mais concentrado no meio interno (160 mM) do que no meio externo (3,5 mM). Logo, por diferença de concentração, a tendência do Na+ é entrar na célula e do K+ é sair da célula.


O terceiro ponto refere-se especificamente às fases do PA. O objetivo do PA é inverter o potencial de membrana e, com isso, desencadear um impulso elétrico contínuo na célula. Quando há uma inversão no potencial de membrana, denominamos isso de despolarização. Quando a célula inicia seu retorno para o potencial de repouso, denominamos este evento de repolarização. E, por fim, quando a célula ultrapassa em valores mais negativos do que o potencial de repouso, denominamos este evento de hiperpolarização.

User badge image

Diogo

Há mais de um mês

entenda como um estímulo. esse estímulo, dependendo do local onde ocorre, gera trocas irônicas entres os meios intra e extra celular, levando a célula a atingir o limiar de disparo e suas fases de potencial seguintes: despolarização, repolarização e hiperpolarização.
User badge image

Manuela

Há mais de um mês

O potencial de ação pode ser entendido como a mudança brusca no potencial da membrana, desencadeado após um grande influxo de íons positivos na célula, cuja entrada é permitida por canais voltagem-dependentes. Quando o potencial da membrana se equipara ao potencial limiar (potencial necessario para a geração de um potencial de ação) o potencial de ação é desencadeado, sem interrupção ou mudança de amplitude, é por isso chamado de "tudo ou nada". Lembrando que todas as alterações que não atingem o limiar (não desencadeiam o potencial de ação) são chamadas de respostas locais ou subliminares ou até mesmo de potencial graduado.
User badge image

Diogo

Há mais de um mês

trocas irônicas, maldito corretor... trocas iônicas!!!

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas