A maior rede de estudos do Brasil

Pelas sumulas OJ 383 e Sumula 331TST A terceirização da adm. publica é ilegal então a titulo de exemplo se pode ter os trabalhadores da Petrobras ter

Pelas sumulas OJ 383 e Sumula 331TST

A terceirização da adm. publica é ilegal então a titulo de exemplo se pode ter os trabalhadores da Petrobras terceirizados como ilegais?


2 resposta(s)

User badge image

Guilherme Burzynski Dienes

Há mais de um mês

Trabalho terceirizado é permitido desde que a terceirização não seja relativa à atividade fim do órgão público/empresa, e é feito através de contrato de prestação de serviços. É esse o entendimento do TST. 

 

Só por a título de curiosidade: o concurso é uma modalidade de licitação, e como tal se aplica o art. 25, inciso II c/c art. 13: "para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização, vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação". Eventualmente o governo dispensa licitação para conseguir pareceres técnicos diversos.

Trabalho terceirizado é permitido desde que a terceirização não seja relativa à atividade fim do órgão público/empresa, e é feito através de contrato de prestação de serviços. É esse o entendimento do TST. 

 

Só por a título de curiosidade: o concurso é uma modalidade de licitação, e como tal se aplica o art. 25, inciso II c/c art. 13: "para a contratação de serviços técnicos enumerados no art. 13 desta Lei, de natureza singular, com profissionais ou empresas de notória especialização, vedada a inexigibilidade para serviços de publicidade e divulgação". Eventualmente o governo dispensa licitação para conseguir pareceres técnicos diversos.

User badge image

Larissa Zanelatto

Há mais de um mês

Os trabalhadores terceirizados da petrobras não possuem vínculos irregulares com a tomadora de serviço. 

A Orientação Jurídica 331 diz que se a prestadora não realizar o pagamento devido ao trabalhador, a responsabilidade passa a ser da tomadora de serviço, a qual é responsável subsidiária. 

A súmula 331 do TST diz que:

A contratação irregular de trabalhador, mediante empresa interposta, não gera vínculo de emprego com ente da Administração Pública, não afastando, contudo, pelo princípio da isonomia, o direito dos empregados terceirizados às mesmas verbas trabalhistas legais e normativas asseguradas àqueles contratados pelo tomador dos serviços, desde que presente a igualdade de funções. Aplicação analógica do art. 12, “a”, da Lei nº 6.019, de 03.01.1974.

 

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes