A maior rede de estudos do Brasil

quais hormonios atuam na regulação do metabolismo de lipideos?


3 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para melhor aproveitamento desse conteúdo é necessário relembrar conceitos sobre digestão humana, enzimas, hormônios e lipídios.


Os lipídeos são moléculas orgânicas formadas a partir da associação entre ácidos graxos e álcool, insolúveis em água. De todo o lipídeo consumido diariámente, cerca de 90% são constituídos de triacilgliceróis e os outros 10% correspondem ao colesterol, ésteres de colesterol, fosfolipídios e ácidos graxos livres.

Como os os tricialgliceróis são insolúveis em água e as enzimas digestivas são hidrossolúveis, a digestão ocorre na interface lipídeo-água, auxiliados pelos movimentos peristálticos do intestino, combinados à ação emulsificante dos sais biliares.

Dessa forma o processo de emulsificação dos lipídios ocorre no duodeno, onde a colecistoquinina, um hormônio peptídico, é produzido em resposta à presença de lipídeos, atuando sobre a vesícula biliar e estimulando a secreção da bile, bem como  atuando sobre as células exócrinas do pâncreas, estimulando a secreção de enzimas.

Outro hormônio importante no processo é a secretina, outro hormônio peptídico, que tem a função de auxiliar na neutralização do pH do conteúdo intestinal, estimulando o pâncreas a secretar uma solução rica em bicarbonato. Dessa forma os lipídios são degradados por enzimas pancreáticas que estão sob controle hormonal.

Outro processo importante é a sintese de ácidos graxos, onde a principal função desse processo é o armazenamento de gorduras para utilização posterior. Dessa forma, tem-se três importantes hormônios que auxiliam nesse processo. A insulina, que é um hormônio que induz armazenamento, atua na estimulação da sintese dos ácidos graxos. E os hormônios glucagon e epinefrina que são liberados quando se faz necessário a disponibilidade de energia para as células, dessa forma atuam na inibição da sintese de ácidos graxos.


Sendo assim tem-se que os principais hormônios que atuam no metabolismo dos lipídeos são: a colecistoquinina, a secretina, a insulina, a epinefrina e o glucagon. Onde os primeiros atuam na emulsificação dos lipídeos e os últimos atuam na síntese de ácidos graxos.

Para melhor aproveitamento desse conteúdo é necessário relembrar conceitos sobre digestão humana, enzimas, hormônios e lipídios.


Os lipídeos são moléculas orgânicas formadas a partir da associação entre ácidos graxos e álcool, insolúveis em água. De todo o lipídeo consumido diariámente, cerca de 90% são constituídos de triacilgliceróis e os outros 10% correspondem ao colesterol, ésteres de colesterol, fosfolipídios e ácidos graxos livres.

Como os os tricialgliceróis são insolúveis em água e as enzimas digestivas são hidrossolúveis, a digestão ocorre na interface lipídeo-água, auxiliados pelos movimentos peristálticos do intestino, combinados à ação emulsificante dos sais biliares.

Dessa forma o processo de emulsificação dos lipídios ocorre no duodeno, onde a colecistoquinina, um hormônio peptídico, é produzido em resposta à presença de lipídeos, atuando sobre a vesícula biliar e estimulando a secreção da bile, bem como  atuando sobre as células exócrinas do pâncreas, estimulando a secreção de enzimas.

Outro hormônio importante no processo é a secretina, outro hormônio peptídico, que tem a função de auxiliar na neutralização do pH do conteúdo intestinal, estimulando o pâncreas a secretar uma solução rica em bicarbonato. Dessa forma os lipídios são degradados por enzimas pancreáticas que estão sob controle hormonal.

Outro processo importante é a sintese de ácidos graxos, onde a principal função desse processo é o armazenamento de gorduras para utilização posterior. Dessa forma, tem-se três importantes hormônios que auxiliam nesse processo. A insulina, que é um hormônio que induz armazenamento, atua na estimulação da sintese dos ácidos graxos. E os hormônios glucagon e epinefrina que são liberados quando se faz necessário a disponibilidade de energia para as células, dessa forma atuam na inibição da sintese de ácidos graxos.


Sendo assim tem-se que os principais hormônios que atuam no metabolismo dos lipídeos são: a colecistoquinina, a secretina, a insulina, a epinefrina e o glucagon. Onde os primeiros atuam na emulsificação dos lipídeos e os últimos atuam na síntese de ácidos graxos.

User badge image

Railson Lira

Há mais de um mês

Regulação do Metabolismo Lipidico (Lipólise e Lipogênese)

Ativadores da Lipólise: Glucagon e Adrenalina, liberados quando as reservas energéticas estão baixas.

Ativadores da Lipogênese: Insulina.

Claro que há ainda a presença de alguns outros hormonios, no processo todo. 

User badge image

João Godoy

Há mais de um mês

hormonios contrarreguladores da glicemia: glucagon e adrenalina. se nao me engano cortisol tambem atua.

User badge image

1 145406516

Há mais de um mês

Para melhor aproveitamento desse conteúdo é necessário relembrar conceitos sobre digestõ humana, enzimas, hormônios e lipídios.


Os lipídeos são moléculas orgânicas formadas a partir da associação entre ácidos graxos e álcool, insolúveis em água. De todo o lipídeo consumido diariámente, cerca de 90% são constituídos de triacilgliceróis e os outros 10% correspondem ao colesterol, ésteres de colesterol, fosfolipídios e ácidos graxos livres.

Como os os tricialgliceróis são insolúveis em água e as enzimas digestivas são hidrossolúveis, a digestão ocorre na interface lipídeo-água, auxiliados pelos movimentos peristálticos do intestino, combinados à ação emulsificante dos sais biliares.

Dessa forma o processo de emulsificação dos lipídios ocorre no duodeno, onde a colecistoquinina, um hormônio peptídico, é produzido em resposta à presença de lipídeos, atuando sobre a vesícula biliar e estimulando a secreção da bile, bem como  atuando sobre as células exócrinas do pâncreas, estimulando a secreção de enzimas.

Outro hormônio importante no processo é a secretina, outro hormônio peptídico, que tem a função de auxiliar na neutralização do pH do conteúdo intestinal, estimulando o pâncreas a secretar uma solução rica em bicarbonato. Dessa forma os lipídios são degradados por enzimas pancreáticas que estão sob controle hormonal.

Outro processo importante é a sintese de ácidos graxos, onde a principal função desse processo é o armazenamento de gorduras para utilização posterior. Dessa forma, tem-se três importantes hormônios que auxiliam nesse processo. A insulina, que é um hormônio que induz armazenamento, atua na estimulação da sintese dos ácidos graxos. E os hormônios glucagon e epinefrina que são liberados quando se faz necessário a disponibilidade de energia para as células, dessa forma atuam na inibição da sintese de ácidos graxos.


Sendo assim tem-se que os principais hormônios que atuam no metabolismo dos lipídeos são: a colecistoquinina, a secretina, a insulina, a epinefrina e o glucagon. Onde os primeiros atuam na emulsificação dos lipídeos e os últimos atuam na síntese de ácidos graxos.

Essa pergunta já foi respondida!