A maior rede de estudos do Brasil

O que é a tecnologia do DNA recombinante?

Nos últimos anos vivemos um grande avanço tecnológico na área de genética molecular. Muitas substâncias usadas na área médica são produzidas com a tecnologia do DNA recombinante. Hoje existem exames de diagnóstico capazes de identificar alterações gênicas em células de um paciente. O que é a tecnologia do DNA recombinante?

Genética I

ESTÁCIO


1 resposta(s)

User badge image

Estudante PD

Há mais de um mês

Tecnologia do DNA Recombinante
A expressão DNA RECOMBINANTE designa o resultado obtido a partir de pedaços de DNA de fontes diferentes ligados entre si. As vezes, o DNA provém de dois organismo diferentes, como é o caso do gene para insulina ligado ao DNA e da bactéria. Outras vezes, um pedaço de DNA de um organismo pode ser ligado a um DNA sintético produzido em laboratório pela junção de nucleotídeos na seqüência desejada.
Para se conseguir DNA recombinante, é preciso cortar as moléculas de DNA que se quer recombinar e em seguida, "colar" suas extremidades. Para isso, os pesquisadores contam com ferramentas extremamente úteis chamadas ENZIMAS DE RESTIÇÃO. Esses enzimas são obtidas de bactérias que as produzem naturalmente para se defenderem da invasão de alguns vírus. Isso é possível devido a propriedade que essas enzimas apresentam, de picotar o DNA de dupla hélice do invasor em certos pontos específicos. Portanto, cada tipo de enzima de restrição corta uma região específica do DNA.

Tecnologia do DNA Recombinante
A expressão DNA RECOMBINANTE designa o resultado obtido a partir de pedaços de DNA de fontes diferentes ligados entre si. As vezes, o DNA provém de dois organismo diferentes, como é o caso do gene para insulina ligado ao DNA e da bactéria. Outras vezes, um pedaço de DNA de um organismo pode ser ligado a um DNA sintético produzido em laboratório pela junção de nucleotídeos na seqüência desejada.
Para se conseguir DNA recombinante, é preciso cortar as moléculas de DNA que se quer recombinar e em seguida, "colar" suas extremidades. Para isso, os pesquisadores contam com ferramentas extremamente úteis chamadas ENZIMAS DE RESTIÇÃO. Esses enzimas são obtidas de bactérias que as produzem naturalmente para se defenderem da invasão de alguns vírus. Isso é possível devido a propriedade que essas enzimas apresentam, de picotar o DNA de dupla hélice do invasor em certos pontos específicos. Portanto, cada tipo de enzima de restrição corta uma região específica do DNA.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes