A maior rede de estudos do Brasil

Esclerose múltipla é uma doença inflamatória crônica, provavelmente autoimune...

Esclerose múltipla é uma doença inflamatória crônica, provavelmente autoimune. Por motivos genéticos ou ambientais, na esclerose múltipla, o sistema imunológico começa a agredir a bainha de mielina que recobre os neurônios e isso compromete a função do sistema nervoso. A característica mais importante da esclerose múltipla é a imprevisibilidade dos surtos. Em geral, a doença acomete pessoas jovens, entre 20 e 30 anos, e provoca dificuldades motoras e sensitivas. Não se conhecem ainda as causas da doença. Sabe-se, porém, que a evolução difere de uma pessoa para outra e que é mais comum nas mulheres e nos indivíduos de pele branca que vivem em zonas temperadas. O diagnóstico é basicamente clínico, complementado por exames de imagem, por exemplo, a ressonância magnética.' [fonte: (http://drauziovarella.com.br)] Neste enunciado há referência sobre a bainha de mielina, um dos componentes do neurônio. Escolha a alternativa correta abaixo: a)- A bainha de mielina recobre o axônio procedendo o isolamento elétrico e evitando que a descarga se perca ao longo do eixo axônico. b)- O neurônio recupera a bainha de mielina a partir de células da glia como o astrócito, micróglia, oligodendrócito e células de schwann. c)- Os neurotransmissores são substâncias químicas que produzidas pela bainha de mielina aumentam o impulso nervoso. d)- O impulso nervoso é obtido pela ação de neurotransmissores que são liberados nas sinapses, locais onde se formam também a bainha de mielina. e)- A bainha de mielina recobre todo o neurônio, evitanto que o potencial elétrico também chamado de potencial de ação se perca ao longo do trajeto.

7 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A bainha de mielina é uma camada rica em lipídios que envolve os axônios de algumas células nervosas dos vertebrados. Consiste em mielina, que é formada por células gliais e enroladas em espiral ao redor dos axônios. A bainha de mielina serve para reduzir a condutância da membrana e a capacidade da membranae assim permite a linha de excitação particularmente rápida e saltatória.

A bainha de mielina protege mecanicamente o neurônio envolvida e isola-o eletricamente do ambiente circundante; a maior distância entre o fluido intracelular e o extracelular também diminui a capacidade específica da membrana.

A bainha de mielina é uma camada rica em lipídios que envolve os axônios de algumas células nervosas dos vertebrados. Consiste em mielina, que é formada por células gliais e enroladas em espiral ao redor dos axônios. A bainha de mielina serve para reduzir a condutância da membrana e a capacidade da membranae assim permite a linha de excitação particularmente rápida e saltatória.

A bainha de mielina protege mecanicamente o neurônio envolvida e isola-o eletricamente do ambiente circundante; a maior distância entre o fluido intracelular e o extracelular também diminui a capacidade específica da membrana.

User badge image

Darlene Eduarda

Há mais de um mês

Na minha opinião a resposta correta seria a letra A, pois a bainha de mielina recobre apenas o axônio, aumentando a velocidade de propagação do potencial de ação.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas