A maior rede de estudos do Brasil

Hermeneutica Jurídica.

Sob o prisma religioso os católicos e os protestantes concordam com a teoria de que é com a fecundação que se inicia a vida. No entanto, para o islamismo a vida começa entre a oitava e décima sexta semana, sendo um período em que o embrião vira feto com o aparecimento de membros e órgãos.

Deste ponto de vista, qual será o direito do nascituro na esfera global? Não só os já representados em alguns direitos naturais ou direitos  Positivos, mas o direito que qualquer código, livro de conduta, ou pricípios não possa infringilo?

Direito Civil IIIHumanas / Sociais

6 resposta(s)

User badge image

Milena

Há mais de um mês

Só haverá esse direito quando se promulgar um verdadeiro tratado para todas as nações, um acordo filosófico que começa pela Metafísica, desenvolvendo com novas perspectivas a Ontologia, aSociologia, a Psicologia, a ética e, estabelecendo as ligações históricas de todas as fases da evolução humana em seus aspectos biológico psíquico, social e espiritual

Só haverá esse direito quando se promulgar um verdadeiro tratado para todas as nações, um acordo filosófico que começa pela Metafísica, desenvolvendo com novas perspectivas a Ontologia, aSociologia, a Psicologia, a ética e, estabelecendo as ligações históricas de todas as fases da evolução humana em seus aspectos biológico psíquico, social e espiritual

User badge image

Douglas

Há mais de um mês

Amigo, não consiguo vislumbrar um direito único do nascituro em nível global, dada as divergencias culturais em todo o planeta, porém, é inegável que o nascituro possui direitos. Com isso, colocando na balança as maiores correntes doutrinarias nesse assunto em todo o mundo, percebemos que o nascituro acaba por ter apenas Expectativas de Direito, e não o Direito de Fato, pois, esse último de um modo geral, apenas se consolida com o nascimento.

Espero ter ajudado.

Abraços

User badge image

Wil

Há mais de um mês

através do Juiz é que a ordem jurídica se manifesta, pois o legislador não tem, nem pode ter função criadora do Direito;  este depende inteiramente de uma fato reconhecido pela eficácia dos juizes nos tribunais: ‘O legislador faz leis, mas lei não é Direito; lei é norma geral, impessoal, enquanto o Direito é necessariamente pessoal, particular.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes