A maior rede de estudos do Brasil

O que é EVOLUCIONISMO UNILINEAR?

Materia: Homem e sociedade, do estudo sobre a Cultura


6 resposta(s)

User badge image

Kariston Amorim

Há mais de um mês

Acho que assim fica mais fácil de entender:
 Hipótese do Evolucionismo unilinear (séc. XIX): "A evolução desenvolver-se-ia por uma linha única: a evolução teria raízes em uma unidade psíquica através da qual todos os grupos humanos teriam o mesmo potencial de desenvolvimento, embora alguns tivessem mais adiantados do que outros. Considerava-se que cada sociedade seguiria o seu curso histórico em três estágios: selvageria, barbárie e civilização." Primórdios da antropologia (meados do século XIX); grande influência do livro "Origem das Espécies" de Charles Darwin: "todas as culturas deveriam passar pelas mesmas etapas de evolução, o que tornava possível situar cada sociedade humana dentro de uma escala que ia da menos à mais desenvolvida" (Laraia, 1993: 33)

Acho que assim fica mais fácil de entender:
 Hipótese do Evolucionismo unilinear (séc. XIX): "A evolução desenvolver-se-ia por uma linha única: a evolução teria raízes em uma unidade psíquica através da qual todos os grupos humanos teriam o mesmo potencial de desenvolvimento, embora alguns tivessem mais adiantados do que outros. Considerava-se que cada sociedade seguiria o seu curso histórico em três estágios: selvageria, barbárie e civilização." Primórdios da antropologia (meados do século XIX); grande influência do livro "Origem das Espécies" de Charles Darwin: "todas as culturas deveriam passar pelas mesmas etapas de evolução, o que tornava possível situar cada sociedade humana dentro de uma escala que ia da menos à mais desenvolvida" (Laraia, 1993: 33)

User badge image

Kariston Amorim

Há mais de um mês

TEORIA DO EVOLUCIONISMO UNILINEAR -; No século XIX surge o evolucionismo unilinear, que aplica a teoria da evolução na culturalidade e gera o pressuposto que o homem passaria por estágios de evolução cultural: da selvageria à barbárie, da barbárie à civilização e da civilização ao estado de perfeição relativa. Tais estudos se basearam a partir do gabinete e não do campo, de forma distante e pouco aprofundada. São estudos etnocêntricos e comparativos, relegando às etnias minoritárias diferentes graus de primitivismo tendo a cultura européia como ponto de referência do processo civilizatório. Esta teoria criou a plataforma filosófica para o domínio europeu no novo mundo. Nasce o conceito do homem europeu, que recebe o valor de “civilizado”, fazendo crer que os outros povos estavam situados fora da história e da cultura. Isso justificou a colonização de exploração, justificada pelo ideal "civilizatório", pois levaria os povos ditos "primitivos" ao "progresso tecnológico-científico" das sociedades tidas como "civilizadas".
A publicação de Regras do Método Sociológico, de 1895, propõe que os fatos sociais eram mais complexos do que se imaginaria a princípio. Com Durkheim os fenômenos sociais começam a ser definidos como objetos de investigação socio-antropológica com isto se vê inaugurada a chamada linhagem francesa no estudo da antropologia. 

User badge image

Kariston Amorim

Há mais de um mês

E aqui vai um exemplo:

Análises do desenvolvimento das instituições jurídicas [Maine (Ancient Law, 1861); McLennan (Primitive Marriage, 1865) buscavam no passado as explicações para os procedimentos sociais observados contemporaneamente. A hipótese de que "a cultura desenvolve-se de maneira uniforme, de tal forma que era de se esperar que cada sociedade percorresse as etapas que já haviam sido percorridas pelas ‘sociedades mais avançadas’" >> "uma escala evolutiva … por meio da qual as diferentes sociedades humanas eram classificadas hierarquicamente com nítida vantagem para as culturas européias." (Laraia, 1993: 34)

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes