A maior rede de estudos do Brasil

Qual a importância do platô no impedimento da tetania no músculo cardíaco ?

Descrição

Qual a importância do platô no impedimento da tetania no músculo cardíaco ?

Homeostase

UNIFACS


2 resposta(s)

User badge image

SCHEILA Verified user icon

Há mais de um mês

O platô é a não repolarização imediata. O potencial permanece como platô perto do pico de potencial em ponta por alguns milissegundos e só após esse tempo se inicia a repolarização. O platô então prolonga o período de despolarização em 0,2 a 0,3 segundo fazendo com que a contração dos musculos cardiacos dure por esse mesmo periodo e consequentemente evita que ocorram contrações sucessivas. Pois uma nova contração precisaria esperar o tempo do platô. A tetania seriam contrações sucessivas e rápidas que muitas vezes se fundem aparentando uma contração total contínua. Essa tetania portanto é impedida pela presença de platô. 

O platô é a não repolarização imediata. O potencial permanece como platô perto do pico de potencial em ponta por alguns milissegundos e só após esse tempo se inicia a repolarização. O platô então prolonga o período de despolarização em 0,2 a 0,3 segundo fazendo com que a contração dos musculos cardiacos dure por esse mesmo periodo e consequentemente evita que ocorram contrações sucessivas. Pois uma nova contração precisaria esperar o tempo do platô. A tetania seriam contrações sucessivas e rápidas que muitas vezes se fundem aparentando uma contração total contínua. Essa tetania portanto é impedida pela presença de platô. 

User badge image

João Paulo

Há mais de um mês

O platô dura em média 0,3 s, o que causa um momento que permite ao coração se repolarizar apenas após esse tempo, permitindo que haja uma despolarização somente depois desse fenômeno, impedindo que ocorra uma contração contínua, logo, tetania.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes