A maior rede de estudos do Brasil

Como calcular verbas rescisórias ?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Gabriela Gattulli Verified user icon

Há mais de um mês

Em geral as verbas rescisórias abrangem: Saldo Salário; Aviso Prévio; Décimo Terceiro Salário proporcional; Férias Vencidas; Férias proporcionais; Depósito FGTS; Multa sobre o valo do FGTS.

O saldo de salário é o valor referente aos dias trabalhados no mês até a data do pedido ou aviso de demissão. Para saber o valor, basta dividir o salário por 30 e multiplicar pelos dias trabalhados.

O Aviso Prévio, a demissão deve ser comunicada com antecedência mínima de 30 dias (exceto nos casos de justa causa). Esse período é como aviso prévio, calculado com base na média salarial dos últimos 12 meses. Na dispensa por iniciativa do empregador, esse tempo sofre um acréscimo de 3 dias para cada ano trabalhado, até o limite de 90 dias.

13º salário proporcional, é calculado com base no valor do 13º salário dividido por 12 e multiplicado pelos meses trabalhados no ano da demissão, incluindo o período do aviso prévio. Ainda, é importante frisar que conta como mês trabalhado, para fins de cálculo do 13º, o mês em que o empregado trabalhou mais de 14 dias.

Férias vencidas e proporcionais, o empregado tem direito a receber os valores referentes às férias vencidas e não gozadas, quando houver. Ainda, tem direito à proporção das férias referentes aos meses trabalhados em novo período aquisitivo. O cálculo é feito do mesmo modo que o 13º, importante lembrar ainda que o pagamento das férias é sempre realizado com o adicional de 1/3 previsto na Constituição.

A multa do FGTS tem o valor de 40% calculado com base no saldo para fins rescisórios da conta vinculada.

A depender do motivo da rescisão contratual serão devidas diferentes verbas:

  • dispensa sem justa causa ou rescisão indireta: saldo de salário, férias vencidas e proporcionais, 13º salário proporcional, aviso prévio proporcional, saque e multa do FGTS;
  • dispensa com justa causa: saldo de salário e férias vencidas;
  • dispensa por iniciativa do empregado: saldo de salário, férias vencidas e proporcionais, 13º salário, e aviso prévio — exceto quando o empregado pede a dispensa do aviso por ter novo emprego;
  • aposentadoria ou morte do empregado: saldo de salário, férias vencidas e 13º salário.

Em geral as verbas rescisórias abrangem: Saldo Salário; Aviso Prévio; Décimo Terceiro Salário proporcional; Férias Vencidas; Férias proporcionais; Depósito FGTS; Multa sobre o valo do FGTS.

O saldo de salário é o valor referente aos dias trabalhados no mês até a data do pedido ou aviso de demissão. Para saber o valor, basta dividir o salário por 30 e multiplicar pelos dias trabalhados.

O Aviso Prévio, a demissão deve ser comunicada com antecedência mínima de 30 dias (exceto nos casos de justa causa). Esse período é como aviso prévio, calculado com base na média salarial dos últimos 12 meses. Na dispensa por iniciativa do empregador, esse tempo sofre um acréscimo de 3 dias para cada ano trabalhado, até o limite de 90 dias.

13º salário proporcional, é calculado com base no valor do 13º salário dividido por 12 e multiplicado pelos meses trabalhados no ano da demissão, incluindo o período do aviso prévio. Ainda, é importante frisar que conta como mês trabalhado, para fins de cálculo do 13º, o mês em que o empregado trabalhou mais de 14 dias.

Férias vencidas e proporcionais, o empregado tem direito a receber os valores referentes às férias vencidas e não gozadas, quando houver. Ainda, tem direito à proporção das férias referentes aos meses trabalhados em novo período aquisitivo. O cálculo é feito do mesmo modo que o 13º, importante lembrar ainda que o pagamento das férias é sempre realizado com o adicional de 1/3 previsto na Constituição.

A multa do FGTS tem o valor de 40% calculado com base no saldo para fins rescisórios da conta vinculada.

A depender do motivo da rescisão contratual serão devidas diferentes verbas:

  • dispensa sem justa causa ou rescisão indireta: saldo de salário, férias vencidas e proporcionais, 13º salário proporcional, aviso prévio proporcional, saque e multa do FGTS;
  • dispensa com justa causa: saldo de salário e férias vencidas;
  • dispensa por iniciativa do empregado: saldo de salário, férias vencidas e proporcionais, 13º salário, e aviso prévio — exceto quando o empregado pede a dispensa do aviso por ter novo emprego;
  • aposentadoria ou morte do empregado: saldo de salário, férias vencidas e 13º salário.
User badge image

Marcio

Há mais de um mês

Para calcular as verbas recisórias é necessário os seguintes itens:

se a demissão for sem justa causa:

  • aviso prévio (indenizado ou não)
  • salário ou residuo salarial (proporcional)
  • calculo de ferias proporcionais
  • 13º salário proporcional
  • aplicar a lei 12.506/2011 que dá 03 dias de aviso prévio por ano trabalhado
  • aplicar a porcentagem de 40% sobre a recisão e depositar na contqa do fgts

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas