Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Economia

As teorizações sobre os custos de produção são fundamentais para administradores, contadores, economistas, gestores, etc.., para o entendimento do comportamento do produtor, no mercado. Essa teoria permite analisar a formação do custo dos bens e serviços. Quando se analisam os custos de produção de uma empresa (visão microeconomica), existem visões diferentes se analisarmos sob a ótica da economia ou a ótica da contabilidade. Qual é basicamente essa diferença de enfoques sobre custos de produção?

Economia I

ULBRA


1 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Também conhecido como custo de produção, os custos de produção incluem gastos relacionados à fabricação ou criação de bens ou serviços. Para um custo para se qualificar como um custo de produção, ele deve estar diretamente ligado à geração de receita para a empresa. Os fabricantes experimentam os custos dos produtos relacionados tanto aos materiais necessários para criar um item quanto à necessidade de mão-de-obra para criá-lo. As indústrias de serviços experimentam custos de produção em relação à mão de obra necessária para fornecer o serviço, bem como quaisquer custos de materiais envolvidos na prestação do serviço mencionado anteriormente.

Para calcular o custo de produção por unidade, o custo de produção é dividido pelo número de unidades produzidas. Quando o custo por unidade é determinado, as informações podem ser usadas para ajudar a desenvolver um preço de venda apropriado para o item concluído. Para equilibrar, o preço de venda deve cobrir o custo por unidade. Valores acima do custo por unidade são frequentemente vistos como lucro, enquanto valores abaixo do custo por unidade resultam em perdas.

Também conhecido como custo de produção, os custos de produção incluem gastos relacionados à fabricação ou criação de bens ou serviços. Para um custo para se qualificar como um custo de produção, ele deve estar diretamente ligado à geração de receita para a empresa. Os fabricantes experimentam os custos dos produtos relacionados tanto aos materiais necessários para criar um item quanto à necessidade de mão-de-obra para criá-lo. As indústrias de serviços experimentam custos de produção em relação à mão de obra necessária para fornecer o serviço, bem como quaisquer custos de materiais envolvidos na prestação do serviço mencionado anteriormente.

Para calcular o custo de produção por unidade, o custo de produção é dividido pelo número de unidades produzidas. Quando o custo por unidade é determinado, as informações podem ser usadas para ajudar a desenvolver um preço de venda apropriado para o item concluído. Para equilibrar, o preço de venda deve cobrir o custo por unidade. Valores acima do custo por unidade são frequentemente vistos como lucro, enquanto valores abaixo do custo por unidade resultam em perdas.

User badge image

Eduardo Soares

Há mais de um mês

 

As principais diferenças entre a visão econômica e a contábil-financeira são: 
Custos de Oportunidade e custos contábeis: enquanto a avaliação contábil financeira está nos custos contábeis, que são os custos históricos de quanto a empresa efetivamente pagou para a compra e/ou aluguel dos insumos, a análise econômica se calca nos custos de oportunidade, que são os custos implícitos na possibilidade de ganho nos demais setores por meio da utilização dos recursos atualmente empregados na produção. 
Externalidades: A análise econômica se preocupa com a existência de externalidades, que são custos e benefícios para a sociedade que são subprodutos da atividade produtiva da empresa para os quais não há compensação monetária (não há um mercado para coisas do tipo poluição criada pela firma, por exemplo, de forma que a firma possa comprar da população ribeirinha o direito de poluir o rio) 
Custos versus despesas: Diferentemente da visão contábil-financeira, a teoria microeconômica não faz distinção entre custos (vistos na análise contábil-financeira como gastos diretos na produção) e despesas (vistas na análise contábil-financeira como gastos associados ao exercício social e alocados para o resultado geral do período, como despesas financeiras, comerciais e administrativas). 

Essa pergunta já foi respondida!