A maior rede de estudos do Brasil

qual a melhor doutrina de processo civil ?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Carlos Eduardo Ferreira de Souza Verified user icon

Há mais de um mês

A melhor doutrina é aquela que melhor se coadunar com seu gosto pessoal por leitura e seu nível de conhecimento de Direito Processual Civil. Listarei, contudo, as doutrinas que mais se adequam às minhas preferências:

  1. O Novo Processo Civil Brasileiro: volume único (Alexandre Câmara);
  2. Comentários ao CPC de 2015: 3 volumes (Fernando Gajardoni, Luiz Dellore, Andre Roque, Zulmar Duarte)
  3. Curso de Direito Processual Civil: 3 volumes (Freddie Didier Jr.)
  4. Manual de Direito Processual Civil: volume único (Cassio Scarpinella Bueno)
  5. Curso de Direito Processual Civil: volume único (Humberto Theodoro Jr).

A melhor doutrina é aquela que melhor se coadunar com seu gosto pessoal por leitura e seu nível de conhecimento de Direito Processual Civil. Listarei, contudo, as doutrinas que mais se adequam às minhas preferências:

  1. O Novo Processo Civil Brasileiro: volume único (Alexandre Câmara);
  2. Comentários ao CPC de 2015: 3 volumes (Fernando Gajardoni, Luiz Dellore, Andre Roque, Zulmar Duarte)
  3. Curso de Direito Processual Civil: 3 volumes (Freddie Didier Jr.)
  4. Manual de Direito Processual Civil: volume único (Cassio Scarpinella Bueno)
  5. Curso de Direito Processual Civil: volume único (Humberto Theodoro Jr).
User badge image

Fabiano Gonçalves

Há mais de um mês

O Manual de Processo Civil de Daniel Amorim Assumpção  é uma das obras que mais recomendo para o iniciante no Processo Civil, pela leitura fácil, pouco juridiquês e por ser uma das obras mais completas e volumosas do mercado, o que facilita muito para o acadêmico de direito que pretende ter uma visão ampla do Direito Processual Civil, devendo ser a primeira leitura do acadêmico.

Sem dúvidas, um dos maiores processualistas do país! O professor Fredie Didier Jr  fez um excelente trabalho em suas obras. Livros que tratam de detalhes mínimos e de temáticas que muitas doutrinas não abordam. No entanto, é uma leitura mais densa, sendo apropriada para quem já tenha lido outro livro mais simples de processo civil (Por exemplo Daniel Amorim).

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas