A maior rede de estudos do Brasil

Objetiva 02 Evolução da Diversidade Biológica - ULBRA

1

Sobre a evolução da diversidade biológica ao longo do tempo geológico, é correto afirmar

Peso: 1.0

 

    O número de filos animais aumentou durante o Fanerozóico. 

 

    O número de filos animais aumentou durante o Fanerozóico. 

 

    Poucos filos animais atualmente existentes surgiram durante a explosão cambriana. 

 

    A maioria dos filos animais atualmente existentes surgiu durante a explosão cambriana. 

 

    Os filos atuais surgiram no início do Mesozóico. 

 


2

Assinale as sinapomorfias da vida complexa ao longo do registro fóssil

 

Peso: 1.0

 

    Reprodução assexuada, ausência de carioteca, respiração anaeróbica, multicelularidade. 

 

    Reprodução assexuada, carioteca, respiração aeróbica, multicelularidade. 

 

    Reprodução sexuada, carioteca, respiração anaeróbica, multicelularidade. 

 

    Reprodução sexuada, ausência de carioteca, respiração aeróbica, unicelularidade. 

 

    Reprodução assexuada, ausência de carioteca, respiração anaeróbica, unicelularidade. 

 


3

A explosão cambriana da biodiversidade pode ser explicada

Peso: 1.0

 

    pelo acúmulo de pequenas mutações ao longo do Proterozóico. 

 

    pelo acúmulo de mutações sistêmicas ao longo do Proterozóico. 

 

    pela ocorrência de mutações sistêmicas em genes reguladores no início do Cambriano. 

 

    pela evolução gradual ocorrida ao longo do Proterozóico. 

 

    Pela evolução saltacional ocorrida durante o Ediacarano. 

 


4

Sobre a relação entre a explosão cambriana e a geração de novos planos biológicos (filos), é correto afirmar

Peso: 1.0

 

    Nenhum plano biológico inédito surgiu durante o Cambriano. 

 

    Houve uma intensa diversificação de espécies. 

 

    Metade dos planos biológicos atuais surgiu. 

 

    Cinco novos planos biológicos surgiram. 

 

     Durante o Pré-Cambriano, surgiram todos os atuais filos animais. 

 


5

Estruturas complexas como a mandíbula do Anomalocaris, predador topo de cadeia do Cambriano,

Peso: 1.0

 

    evoluíram lentamente a partir de estruturas protomandibulares existentes em táxons ediacaranos. 

 

    apresentam registros fósseis desde o ediacarano. 

 

    apresentam registros fósseis somente a partir do ordoviciano. 

 

    não são encontradas em registros fossilíferos anteriores, inclusive em Ediacara. 

 

    originaram as mandíbulas dos artrópodes atuais. 

 


6

O surgimento de novidades macroevolutivas no registro fóssil pode ser descrito

 

Peso: 1.0

 

    Pelo modelo gradualista 

 

    Pelo modelo neodarwinista 

 

    Pelo modelo saltacionista macroevolutivo 

 

    Por mudanças microevolutivas 

 

    Pela tendência intrínseca de aumento da complexidade. 

 


7

A partir do exame fossilífero da vida durante o Fanerozóico, pode-se deduzir que as taxas de extinção em massa

 

 

Peso: 1.0

 

    Estão diminuindo, em decorrência do aumento da aptidão dos táxons sobreviventes. 

 

    Estão aumentando, em decorrência da eliminação dos táxons menos aptos. 

 

    Variam aleatoriamente, pois a possibilidade de sobrevivência durante catástrofes independe da aptidão prévia dos táxons. 

 

    Estão diminuindo, como resultado dos intensos processos de especiação ocorridos durante o Pleistoceno. 

 

    Mantêm-se estabilizadas, pois a possibilidade de sobrevivência durante catástrofes independe da aptidão prévia dos táxons. 

 


8

Sobre as extinções em massa, é correto afirmar que:

 

 

Peso: 1.0

 

    Constituem-se em importante força macroevolutiva, pois promove ampla substituição taxonômica no registro fossilífero. 

 

    Representam o fim do processo evolutivo. 

 

    Representam o declínio do processo evolutivo. 

 

    Constituem-se em importante força microevolutiva, pois promove pequena substituição taxonômica no registro fossilífero. 

 

    Selecionam espécies de grande porte. 

 


9

Sobre os vertebrados viventes, é correto afirmar que:

Peso: 1.0

 

    Os mamíferos têm experimentado um processo tênue de diversificação de suas ordens e famílias. 

 

    Os peixes teleósteos têm experimentado intenso declínio de sua diversidade específica. 

 

    Os mamíferos são o grupo de tetrápodos com maior riqueza de espécies. 

 

    Os peixes teleósteos têm experimentado uma grande expansão de sua diversidade. 

 

    Todos os vertebrados estão em declínio de sua diversidade. 

 


10

Em face dos processos extincionais decorrentes da ação antrópica atual, os táxons com maior probabilidade de sucesso de recolonização pós-catástrofe apresentam as seguintes características:

 

Peso: 1.0

 

    desenvolvimento embriológico precoce, indivíduos pequenos, abrangência geográfica ampla, generalistas e constituintes de comunidades simples. 

 

    desenvolvimento embriológico tardio, indivíduos grandes, abrangência geográfica restrita, especialistas e constituintes de comunidades complexas. 

 

    desenvolvimento embriológico precoce, indivíduos de pequeno porte, abrangência geográfica restrita, especialistas e constituintes de comunidades complexas. 

 

    desenvolvimento embriológico tardio, indivíduos grandes, abrangência geográfica restrita, especialistas e constituintes de comunidades complexas. 

 

    desenvolvimento embriológico tardio, indivíduos grandes, abrangência geográfica ampla, generalistas e constituintes de comunidades complexas. 

1 resposta(s)

User badge image

Lisandro Leal

Há mais de um mês

O que adianta publicar sem gabarito.

 

O que adianta publicar sem gabarito.

 

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes