A maior rede de estudos do Brasil

DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA

A sociedade XYZ, com capital social de R$ 50.000,00, e constituída pelos sócios A e B, cada um com 50% das quotas e com poderes de administração, contraiu um empréstimo de R$ 100.000,00, em 01 de fevereiro de 2017, perante a instituição financeira Bom Empréstimo S/A, com vencimento em 01 de fevereiro de 2018.  

 

Passado o prazo do vencimento, a instituição Bom Empréstimo S/A tentou realizar a cobrança da dívida, através de Execução com base em título extrajudicial, sendo que ao procurar o estabelecimento da sociedade XYZ, constatou que a mesma não mais funcionava no endereço indicado no contrato social.

 

Além disso, ao buscar informações no Registro de Imóveis da sede da empresa, obteve informações de que os sócios A e B adquiriram, cada um, terreno no valor de R$ 50.000,00, sendo que os mesmos pagaram à vista referidos valores.

 

Com base nos fatos acima apresentados, como seria possível desconsiderar a personalidade jurídica da empresa XYZ, para buscar a responsabilização dos sócios.

Empresarial I

FEEVALE


1 resposta(s)

User badge image

Priscila Santos

Há mais de um mês

No caso o emprestimo nao foi revertido em favor da empresa, e sim dos sócios como pessoas físicas, o que com certeza caracteriza confusão patrimonial e desvio de finalidade, que são dois requisitos que autorizam a desconsideração da pessoa jurídica.

No caso o emprestimo nao foi revertido em favor da empresa, e sim dos sócios como pessoas físicas, o que com certeza caracteriza confusão patrimonial e desvio de finalidade, que são dois requisitos que autorizam a desconsideração da pessoa jurídica.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes