A maior rede de estudos do Brasil

Quais as diferenças entre a tecnica Cripr-Cas 9 e a tecnologia do dna recombinante?


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Leilane Lopes Verified user icon

Há mais de um mês

A tecnologia de edição genômica chamada CRISPR/Cas9 (um acrônimo derivado da expressão complicada em inglês Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats/ CRISPR associated 9). Esse mecanismo pode ser utilizado para editar o genoma de células de qualquer organismo. A tecnica consiste em desenhar moléculas de RNA guia capazes de localizar genes que se queira editar, os genes-alvo, e a inserir nesses guias, em conjunto com a endonuclease Cas9 bacteriana, na célula do organismo em questão. O mecanismo de ação envolve o gene-alvo sendo localizado pelo RNA guia e a endonuclease gera quebras em locais específicos da dupla fita de DNA. Em seguida, entra em ação o sistema de reparo de DNA, já presente em todas as células, que é capaz de consertar essa quebra. Esse sistema também pode ser utilizado para corrigir um defeito genético. A sequencia do “RNA guia”, dirige o local da modificação no genoma que pode ser pontual e/ou específica ou pode ser espalhada pelo genoma em regiões com a mesma sequência do RNA guia. Já a tecnica do DNA recombinante consiste na técnica de clonagem molecular. onde o processo pode ser resumindo em isolar um fragmento de DNA, que contém o gene de interesse. O gene de interesse, agora isolado, é colocado em um meio com um fragmento de DNA bacteriano circular, o plasmídio e as enzimas de restrição. O plasmídio bacteriano possui a capacidade de inserir um fragmento de DNA externo ao seu próprio genoma. As enzimas de restrição vão cortar uma determinada região do plasmídeo, onde será ligado ao fragmento de DNA de interesse. O fragmento de DNA isolado irá unir-se com o DNA bacteriano, através das enzimas de ligação, ligases. Nesse momento, é originado o DNA recombinante. Logo após o DNA recombinante será inserido em bactérias vivas ou diretamente em meio de cultura contendo as bactérias de interesse, que lo após a incorporação do DNA recombinante, as bactérias serão capazes de produzir um nova proteína, conforme os genes do fragmento de DNA isolados inicialmente. 

A tecnologia de edição genômica chamada CRISPR/Cas9 (um acrônimo derivado da expressão complicada em inglês Clustered Regularly Interspaced Short Palindromic Repeats/ CRISPR associated 9). Esse mecanismo pode ser utilizado para editar o genoma de células de qualquer organismo. A tecnica consiste em desenhar moléculas de RNA guia capazes de localizar genes que se queira editar, os genes-alvo, e a inserir nesses guias, em conjunto com a endonuclease Cas9 bacteriana, na célula do organismo em questão. O mecanismo de ação envolve o gene-alvo sendo localizado pelo RNA guia e a endonuclease gera quebras em locais específicos da dupla fita de DNA. Em seguida, entra em ação o sistema de reparo de DNA, já presente em todas as células, que é capaz de consertar essa quebra. Esse sistema também pode ser utilizado para corrigir um defeito genético. A sequencia do “RNA guia”, dirige o local da modificação no genoma que pode ser pontual e/ou específica ou pode ser espalhada pelo genoma em regiões com a mesma sequência do RNA guia. Já a tecnica do DNA recombinante consiste na técnica de clonagem molecular. onde o processo pode ser resumindo em isolar um fragmento de DNA, que contém o gene de interesse. O gene de interesse, agora isolado, é colocado em um meio com um fragmento de DNA bacteriano circular, o plasmídio e as enzimas de restrição. O plasmídio bacteriano possui a capacidade de inserir um fragmento de DNA externo ao seu próprio genoma. As enzimas de restrição vão cortar uma determinada região do plasmídeo, onde será ligado ao fragmento de DNA de interesse. O fragmento de DNA isolado irá unir-se com o DNA bacteriano, através das enzimas de ligação, ligases. Nesse momento, é originado o DNA recombinante. Logo após o DNA recombinante será inserido em bactérias vivas ou diretamente em meio de cultura contendo as bactérias de interesse, que lo após a incorporação do DNA recombinante, as bactérias serão capazes de produzir um nova proteína, conforme os genes do fragmento de DNA isolados inicialmente. 

User badge image

Jordana

Há mais de um mês

Genética, Dna, Genes.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas