A maior rede de estudos do Brasil

explique o desenvolvimento das estruturas neurais encefálicas até o desenvolvimento completo do sistema nervoso central.

Anatomia Humana I

EE Antonio Carlos


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

A formação do complexo Sistema Nervoso Central do corpo humano leva muitos anos para ser concluído. Vamos dividi-la em etapas, para facilitar a compreensão. Começaremos com o que conhecido como evento-chave para o desenvolvimento do SNC: A neurulação. Ela vai acontecer no momento em que a medula espinhal primitiva envia um sinal aos tecidos que a protegem para que se tornem mais espessos, o que vai formar a placa neural. Essa placa dará origem ao sulco neural. As pregas dentro desse sulco se fundem, formando o tubo neural, e parte do tecido dessas pregas origina a crista neural, que será o futuro Sistema Nervoso Periférico.


Nos primeiros dias que sucedem a concepção, o feto nada mais é do que um aglomerado de células. A inexistência do sistema nervoso significa que não é ainda, de fato, um ser humano. O desenvolvimento do cérebro e do SNC começa apenas a partir da terceira semana de gestação, com o processo descrito anteriormente. O tubo neural, também já citado, encontra-se cheio de líquido amniótico, e ele se tornará o encéfalo e a medula espinhal.

O encéfalo começa a se desenvolver a partir da quarta semana, na forma de um pequeno bulbo localizado na extremidade superior do tubo neural; a medula é formada pela parte inferior do tubo. As principais partes cerebrais serão formadas apenas a partir da sétima semana e só então o cérebro começará a se desenvolver.


Durante a formação do tubo neural, formam-se também os olhos e as vesículas do ouvido. Com sete semanas de gestação, as circunvoluções do tubo neural se tornam o tronco encefálico. O cérebro e o cerebelo tornam-se visíveis e os nervos cranianos e sensoriais começam a se desenvolver. Com onze semanas, o cérebro se torna maior, os olhos e ouvidos amadurecem e se movem para suas posições finais no corpo.

Após o nascimento, o cérebro ainda continua a se desenvolver, pois o bebê não nasce plenamente desenvolvido mesmo após 40 semanas de gestação. Os sulcos e giros aumentam em complexidade e o bebê tem o mesmo número de neurônios de um adulto, porém ainda não amadurecidos.

A formação do complexo Sistema Nervoso Central do corpo humano leva muitos anos para ser concluído. Vamos dividi-la em etapas, para facilitar a compreensão. Começaremos com o que conhecido como evento-chave para o desenvolvimento do SNC: A neurulação. Ela vai acontecer no momento em que a medula espinhal primitiva envia um sinal aos tecidos que a protegem para que se tornem mais espessos, o que vai formar a placa neural. Essa placa dará origem ao sulco neural. As pregas dentro desse sulco se fundem, formando o tubo neural, e parte do tecido dessas pregas origina a crista neural, que será o futuro Sistema Nervoso Periférico.


Nos primeiros dias que sucedem a concepção, o feto nada mais é do que um aglomerado de células. A inexistência do sistema nervoso significa que não é ainda, de fato, um ser humano. O desenvolvimento do cérebro e do SNC começa apenas a partir da terceira semana de gestação, com o processo descrito anteriormente. O tubo neural, também já citado, encontra-se cheio de líquido amniótico, e ele se tornará o encéfalo e a medula espinhal.

O encéfalo começa a se desenvolver a partir da quarta semana, na forma de um pequeno bulbo localizado na extremidade superior do tubo neural; a medula é formada pela parte inferior do tubo. As principais partes cerebrais serão formadas apenas a partir da sétima semana e só então o cérebro começará a se desenvolver.


Durante a formação do tubo neural, formam-se também os olhos e as vesículas do ouvido. Com sete semanas de gestação, as circunvoluções do tubo neural se tornam o tronco encefálico. O cérebro e o cerebelo tornam-se visíveis e os nervos cranianos e sensoriais começam a se desenvolver. Com onze semanas, o cérebro se torna maior, os olhos e ouvidos amadurecem e se movem para suas posições finais no corpo.

Após o nascimento, o cérebro ainda continua a se desenvolver, pois o bebê não nasce plenamente desenvolvido mesmo após 40 semanas de gestação. Os sulcos e giros aumentam em complexidade e o bebê tem o mesmo número de neurônios de um adulto, porém ainda não amadurecidos.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A formação do complexo Sistema Nervoso Central do corpo humano leva muitos anos para ser concluído. Vamos dividi-la em etapas, para facilitar a compreensão. Começaremos com o que conhecido como evento-chave para o desenvolvimento do SNC: A neurulação. Ela vai acontecer no momento em que a medula espinhal primitiva envia um sinal aos tecidos que a protegem para que se tornem mais espessos, o que vai formar a placa neural. Essa placa dará origem ao sulco neural. As pregas dentro desse sulco se fundem, formando o tubo neural, e parte do tecido dessas pregas origina a crista neural, que será o futuro Sistema Nervoso Periférico.


Nos primeiros dias que sucedem a concepção, o feto nada mais é do que um aglomerado de células. A inexistência do sistema nervoso significa que não é ainda, de fato, um ser humano. O desenvolvimento do cérebro e do SNC começa apenas a partir da terceira semana de gestação, com o processo descrito anteriormente. O tubo neural, também já citado, encontra-se cheio de líquido amniótico, e ele se tornará o encéfalo e a medula espinhal.

O encéfalo começa a se desenvolver a partir da quarta semana, na forma de um pequeno bulbo localizado na extremidade superior do tubo neural; a medula é formada pela parte inferior do tubo. As principais partes cerebrais serão formadas apenas a partir da sétima semana e só então o cérebro começará a se desenvolver.


Durante a formação do tubo neural, formam-se também os olhos e as vesículas do ouvido. Com sete semanas de gestação, as circunvoluções do tubo neural se tornam o tronco encefálico. O cérebro e o cerebelo tornam-se visíveis e os nervos cranianos e sensoriais começam a se desenvolver. Com onze semanas, o cérebro se torna maior, os olhos e ouvidos amadurecem e se movem para suas posições finais no corpo.

Após o nascimento, o cérebro ainda continua a se desenvolver, pois o bebê não nasce plenamente desenvolvido mesmo após 40 semanas de gestação. Os sulcos e giros aumentam em complexidade e o bebê tem o mesmo número de neurônios de um adulto, porém ainda não amadurecidos.

User badge image

Andre Smaira

Há mais de um mês

A formação do complexo Sistema Nervoso Central do corpo humano leva muitos anos para ser concluído. Vamos dividi-la em etapas, para facilitar a compreensão. Começaremos com o que conhecido como evento-chave para o desenvolvimento do SNC: A neurulação. Ela vai acontecer no momento em que a medula espinhal primitiva envia um sinal aos tecidos que a protegem para que se tornem mais espessos, o que vai formar a placa neural. Essa placa dará origem ao sulco neural. As pregas dentro desse sulco se fundem, formando o tubo neural, e parte do tecido dessas pregas origina a crista neural, que será o futuro Sistema Nervoso Periférico.


Nos primeiros dias que sucedem a concepção, o feto nada mais é do que um aglomerado de células. A inexistência do sistema nervoso significa que não é ainda, de fato, um ser humano. O desenvolvimento do cérebro e do SNC começa apenas a partir da terceira semana de gestação, com o processo descrito anteriormente. O tubo neural, também já citado, encontra-se cheio de líquido amniótico, e ele se tornará o encéfalo e a medula espinhal.

O encéfalo começa a se desenvolver a partir da quarta semana, na forma de um pequeno bulbo localizado na extremidade superior do tubo neural; a medula é formada pela parte inferior do tubo. As principais partes cerebrais serão formadas apenas a partir da sétima semana e só então o cérebro começará a se desenvolver.


Durante a formação do tubo neural, formam-se também os olhos e as vesículas do ouvido. Com sete semanas de gestação, as circunvoluções do tubo neural se tornam o tronco encefálico. O cérebro e o cerebelo tornam-se visíveis e os nervos cranianos e sensoriais começam a se desenvolver. Com onze semanas, o cérebro se torna maior, os olhos e ouvidos amadurecem e se movem para suas posições finais no corpo.

Após o nascimento, o cérebro ainda continua a se desenvolver, pois o bebê não nasce plenamente desenvolvido mesmo após 40 semanas de gestação. Os sulcos e giros aumentam em complexidade e o bebê tem o mesmo número de neurônios de um adulto, porém ainda não amadurecidos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas