A maior rede de estudos do Brasil

A excelência moral é um meio-termo entre duas formas de deficiência moral uma pressupondo excesso e outra pressupondo falta"Tal pensamento é

"A excelência moral é um meio-termo entre duas formas de deficiência moral, uma pressupondo excesso e outra pressupondo falta". Tal pensamento é advindo da filosofia moral de
 
    Marx
    Hegel
    Kant
    Platão
    Aristóteles

Filosofia

ESTÁCIO


6 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Para responder esta questão vamos precisar avaliar rapidamente a filosofia moral de cada um dos pensadores oferecidos para poder indicar qual deles escreveu a citação.
Primeiramente, Marx não possui uma filosofia moral delineada, o que faz ser difícil falar de moral em Marx. Este filósofo, majoritariamente, trata de assuntos relativos à economia, história, luta de classes e política. Portanto, essa alternativa está errada.
Hegel, por sua vez, entende que a moralidade de alguém está vinculadada a sua vontade, por isso a filosofia moral de Hegel é individual e subjetiva, fazendo com que este filósofo também não seja uma alternativa adequada.
Kant, por sua vez, entende que a moralidade é quando agimos pelo dever, ou seja, não importa as consequências de uma ação, importa que as coisas sejam feitas do modo que elas devem ser. Sua filosofia moral não fala de meio-termo e nem de excelência moral, o que faz com ele não seja a opção correta.
Para Platão, a filosofia moral se baseia na procura da virtude, que pode ser encontra pelo conhecimento. Neste sentido, não é a opção certa porque ele não acha que a virtude se encontra entre dois extremos.
Finalmente, temos Aristóteles, justamente o filósofo cuja filosofia moral preconiza que o ser humano deve encontrar o justo-meio, aonde se encontra o equílibrio e a excelência. Deste modo, buscando o meio-termo, os homens poderiam se aprimorar cada vez mais e serem virtuosos.
Para responder esta questão vamos precisar avaliar rapidamente a filosofia moral de cada um dos pensadores oferecidos para poder indicar qual deles escreveu a citação.
Primeiramente, Marx não possui uma filosofia moral delineada, o que faz ser difícil falar de moral em Marx. Este filósofo, majoritariamente, trata de assuntos relativos à economia, história, luta de classes e política. Portanto, essa alternativa está errada.
Hegel, por sua vez, entende que a moralidade de alguém está vinculadada a sua vontade, por isso a filosofia moral de Hegel é individual e subjetiva, fazendo com que este filósofo também não seja uma alternativa adequada.
Kant, por sua vez, entende que a moralidade é quando agimos pelo dever, ou seja, não importa as consequências de uma ação, importa que as coisas sejam feitas do modo que elas devem ser. Sua filosofia moral não fala de meio-termo e nem de excelência moral, o que faz com ele não seja a opção correta.
Para Platão, a filosofia moral se baseia na procura da virtude, que pode ser encontra pelo conhecimento. Neste sentido, não é a opção certa porque ele não acha que a virtude se encontra entre dois extremos.
Finalmente, temos Aristóteles, justamente o filósofo cuja filosofia moral preconiza que o ser humano deve encontrar o justo-meio, aonde se encontra o equílibrio e a excelência. Deste modo, buscando o meio-termo, os homens poderiam se aprimorar cada vez mais e serem virtuosos.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas