A maior rede de estudos do Brasil

Teoria dos exploradores de caverna


2 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

Inglês Verified user icon

Há mais de um mês

É um relato fictício, porem baseado em fatos reais. Essa teoria foi elaborada por Fuller e serve de subsidio a hermenêutica de casos judiciais. Nessa história homens estavam explorando uma caverna quando aconteceu um desmoronamento fechando a entrada da caverna e impedindo que socorristas pudessem resgatá-los. Ao findar de alguns dias, sem nada para comer e já desnutridos chegaram a um acordo, neste haveria um sorteio para ver quem seria sacrificado para assim alimentar os outros na tentativa de alguém se salvar. Quando conseguiram ser resgatados, eram quatro homens. Eles foram levados ao júri, mas foram condenados à morte por enforcamento

É um relato fictício, porem baseado em fatos reais. Essa teoria foi elaborada por Fuller e serve de subsidio a hermenêutica de casos judiciais. Nessa história homens estavam explorando uma caverna quando aconteceu um desmoronamento fechando a entrada da caverna e impedindo que socorristas pudessem resgatá-los. Ao findar de alguns dias, sem nada para comer e já desnutridos chegaram a um acordo, neste haveria um sorteio para ver quem seria sacrificado para assim alimentar os outros na tentativa de alguém se salvar. Quando conseguiram ser resgatados, eram quatro homens. Eles foram levados ao júri, mas foram condenados à morte por enforcamento

User badge image

Bianca Duran

Há mais de um mês

O caso dos exploadores de caverna dentro da área do direito aborda questões relativas ao alcance do direito positivo e sobre a teoria de um direito natural, eterno, universal e imutável. De acordo com a primeira ideia eles respondem por homicídio de acordo com as leis vigentes normalmente (considerando logicamente questões como privilégios, qualificadoras ou atenuantes); já de acordo com a segunda ideia eles seriam absolvidos pois estavam fora do contexto social que viviam devido ao isolamento e por isso somente à luz do direito natural.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas