A maior rede de estudos do Brasil

Quais as 5 escolas dos jesuítas?

História

UNISANTA


4 resposta(s) - Contém resposta de Especialista

User badge image

RD Resoluções Verified user icon

Há mais de um mês

Os jesuítas atracaram no Brasil e começaram o processo de catequisação por meio da fundação da escola em Salvador. A segunda vaga aconteceu em 1550 na armada de Simão de la Gamma. O primeiro bispo chegou em 1552 e em 1553 contribuiu com José de Anchieta no exército de Duarte Góis. Cinquenta anos depois, eles já tinham escolas ao longo da costa, de Santa Catarina ao Ceará. Quando foram expulsos em 1759 , havia 670 por todo o país, distribuídos em aldeias, missões, escolas e conventos. Os grandes nomes são evidentemente os de Manuel de la Nóbrega, José de Anchieta e Antônio Vieira. Você não pode esquecer Leonardo Nunes, Vicente Pires ou Padre João de Azpilcueta Navarro. Os observadores cuidadosos, os jesuítas descrever suas aventuras entre índios e colonos, procissões na selva, conversões, vazamentos, cenas de canibalismo, os milagres, a construção de igrejas e casas, cercado expedições perigo. A objetividade e simplicidade das cartas - que deliciaram os leitores quinhentistas - as transformaram em sucesso editorial à medida que foram traduzidas para diferentes idiomas.
Os jesuítas atracaram no Brasil e começaram o processo de catequisação por meio da fundação da escola em Salvador. A segunda vaga aconteceu em 1550 na armada de Simão de la Gamma. O primeiro bispo chegou em 1552 e em 1553 contribuiu com José de Anchieta no exército de Duarte Góis. Cinquenta anos depois, eles já tinham escolas ao longo da costa, de Santa Catarina ao Ceará. Quando foram expulsos em 1759 , havia 670 por todo o país, distribuídos em aldeias, missões, escolas e conventos. Os grandes nomes são evidentemente os de Manuel de la Nóbrega, José de Anchieta e Antônio Vieira. Você não pode esquecer Leonardo Nunes, Vicente Pires ou Padre João de Azpilcueta Navarro. Os observadores cuidadosos, os jesuítas descrever suas aventuras entre índios e colonos, procissões na selva, conversões, vazamentos, cenas de canibalismo, os milagres, a construção de igrejas e casas, cercado expedições perigo. A objetividade e simplicidade das cartas - que deliciaram os leitores quinhentistas - as transformaram em sucesso editorial à medida que foram traduzidas para diferentes idiomas.
User badge image

Jaqueline Oliveira Soares

Há mais de um mês

 1°Companhia de Jesus no Brasil, Então fundaram um colégio e iniciaram a catequese dos índios.

Os jesuítas chegaram ao Brasil em 1549 e começaram sua catequese erguendo um colégio em Salvador da Bahia, fundando a Província Brasileira da Companhia de Jesus. Vinham na armada de Tomé de Sousa, chefiados por Manuel da Nóbrega, e eram eles Leonardo NunesJoão de Azpilcueta Navarro, Vicente Rodrigues, Antonio Pires e o irmão Diogo Jácome. A segunda vaga aconteceu em 1550 na armada de Simão da Gama. O primeiro Bispo chegou em 1552 e em 1553 aportou José de Anchieta na armada de Duarte Góis. Também em 1553, os jesuítas do Brasil passaram a ser organizados enquanto Província da Companhia, independente da Província Jesuítica de Portugal, foi a primeira província jesuítica a ser estabelecida no continente americano[2].

Cinquenta anos mais tarde já tinham colégios pelo litoral, de Santa Catarina ao Ceará. Quando foram expulsos em 1759[3], eram 670 por todo o país, distribuídos em aldeias, missões, colégios e seminários.

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos especialistas