A maior rede de estudos do Brasil

Fórum Farmacologia Geral

Os erros de medicação nos hospitais Medicina & Bem-Estar. Istoé Edição 2525 11.05. O problema mundial é tema de estudo no Brasil, um estudo realizado pela Universidade de São Paulo (USP Ribeirão Preto), analisou a administração de cerca de cinco mil doses de medicação e os cientistas detectaram erros em 30% dos casos. A pesquisa mostra que 77,3% dos enganos são relativos ao horário da administração dos medicamentos e erros de dosagem correspondem a 14,4% dos casos, seguidos de trocas na via de administração (6,1%), medicamento não autorizado (1,7%) e troca de paciente (0,5%). O responsável pelo estudo destaca que “Uma alteração de miligrama para micrograma, aparentemente banal, dependendo do remédio, pode colocar o doente em coma, por exemplo”. Nos Estados Unidos, uma vítima famosa do problema foi o ator Dennis Quaid durante a internação de suas filhas, gêmeas, no Cedars-Sinai Hospital, em Los Angeles. As meninas haviam acabado de nascer e estavam internadas na unidade de terapia intensiva e receberam uma c e por pouco não perderam a vida. O erro foi de uma enfermeira, que confundiu a embalagem do remédio para criança com a de adulto. O ator processou a companhia fabricante do medicamento e também o hospital. Além disso, iniciou uma cruzada contra enganos do mesmo gênero. O fato ocorrido teve repercussões e fortaleceu um movimento que alerta os profissionais sobre erros que podem ter sido cometidos – The National Alert Network for Serious Medication Errors System. Diante disso, discorra a respeito.

Farmacologia I

UNINGÁ


1 resposta(s)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes