A maior rede de estudos do Brasil

sobre a classificação e diagnóstico em psicopatologia, podemos dizer que:

Sobre a classificação e diagnóstico em psicopatologia, podemos dizer que:


A - os erros ocorridos no diagnóstico derivam da crença médica de que a humanidade é multideterminada, necessitando-se fazer uma avaliação global e holística do sujeito, portanto, apenas os critérios dos manuais seriam suficientes para a boa prática profissional de reconhecimento dos transtornos e julgamento do que é normal ou patológico.

B - a imprecisão do diagnóstico psiquiátrico deve-se ao fato de o paciente, alienado de si, trazer inconsistências e devaneios no seu discurso que não podem ser adequadamente avaliados pelos instrumentos médicos e racionalidade científica.

C- os sistemas de classificação são muitas vezes instrumentos imprecisos e tendenciosos, que refletem unicamente a visão capitalista da indústria farmacêutica e não oferecem utilidade alguma ao campo da avaliação psicológica.

D- apesar dos manuais diagnósticos serem instrumentos limitados, a avaliação do paciente depende do binômio instrumento-profissional, que ao mesmo tempo que retira do instrumento o poder de decidir sobre um diagnóstico, transformando o profissional em um aplicador de técnica, oportuniza a humanização da prática profissional, a partir da justa medida entre a escuta subjetiva do outro e os critérios dos manuais.

E - as transformações constantes no campo da psiquiatria, uma vez que temos inúmeras versões e revisões tanto do DSM quanto da CID, inviabilizam a validade e a precisão diagnóstica, tornando assim, extremamente difícil encontrar um padrão de comportamento observável útil para uma boa avaliação diagnóstica.

Psicopatologia2

ESTÁCIO


2 resposta(s)

Essa pergunta já foi respondida por um dos nossos estudantes