A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
51 pág.
Apostila Teoria e Pratica da Redacao Juridica 2012 (2)

Pré-visualização | Página 2 de 18

para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL.
 
Distante da harmonia social preconizada pela Carta Magna, surpreendemo-nos com práticas que visam à segregação dos negros, parcela da sociedade que não se desvencilhou da imagem de inferioridade, acentuada pela manutenção da exclusão sócio-econômica. Júlio César Ribeiro foi, portanto, vítima de um crime aviltante, mas comum e, para conter a sua banalização, é imprescindível a aplicação da lei, de maneira exemplar. Não se podem tolerar atos de preconceito racial, que tanto ferem a dignidade humana. Sim, vale lembrar que negros também são seres humanos, apesar de, em um período vexatório da nossa história, terem sido equiparados a coisas ou animais, tendo lhes sido negados direitos sociais e afetivos. A cada atitude de preconceito racial o Brasil deve responder com a lei.
 
Jamyr Adelino Machado, considerando-se investido de um alto poder, como síndico do prédio, resolveu determinar que a circulação de Júlio César Ribeiro deveria limitar-se à lixeira e à caixa do correio. É oportuno registrar que embora possa alegar que tal determinação não teve motivação preconceituosa, é inegável que limitar a circulação de apenas um morador, além de extrapolar as suas atribuições, constitui prática claramente discriminatória. Qual razão poderia ser considerada justificável para essa atitude? Com que direito um morador, síndico ou não, limita a circulação de outro?
 Cabe assinalar que são fartas as leis aplicáveis ao caso, partindo do artigo 3o. da Constituição, que inclui entre os objetivos fundamentais deste país a promoção do bem de todos, “sem preconceito de raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação”. Podem ser citadas, ainda, as leis no.7.716, de 05/11/1989 e no. 9.459, de 13/05/1990. (Falta relacionar a lei ao caso.)
 Mister se faz complementar que a Lei Afonso Arinos, (lei no. 7.437, de 20/12/1985) inclui entre as contravenções penais a prática de atos resultantes de preconceito de raça, de cor, de sexo. Em seu artigo 2o. dispõe: “Será considerado agente da contravenção o diretor, gerente ou empregado do estabelecimento que incidir na prática referida”. (Falta relacionar a lei ao caso.)
 Evidencia-se que Júlio César Ribeiro foi ferido em seu direito de ir e vir, direito à igualdade. Cumpre-nos ressaltar que foi humilhado, teve sua dignidade ofendida, razões suficientes para apresentação de notícia crime contra Jamyr Adelino Machado, pois, conforme o Código Penal, em seu artigo 140, injúria é crime que ofende a dignidade ou o decoro, não admitindo retratação. Não há que se relevar, nem mesmo atenuar a culpabilidade do crime ilícito e antijurídico cometido, analisado como um fato típico com todas as suas características necessárias à condenação. O acusado é imputável, teve conduta ilícita, obteve resultado como nexo causal e os crimes cometidos estão tipificados na legislação do nosso país.
III – CONCLUSÃO 
 Ex-positis, pelas razões de fato e de direito anteriormente aduzidas, entende-se que Jamyr Adelino Machado deva ser condenado pela prática de injúria.
	É o parecer. 
 
 Rio de Janeiro, 01 de agosto de 2001.
 João da Silva 
METODOLOGIA DA EMENTA DO PARECER
Professora Claire Neib Ferrari Guimarães
	Essa exposição tem como objetivo apresentar a didática utilizada para ministrar as aulas referentes à ementa da Parecer Formal, documento que integra a programa de Hermenêutica Textual – Português III do Curso de Direito da Universidade Estácio de Sá. Essa proposta foi resultado de análise de pareceres, exercícios realizados com os alunos e pesquisa, embora seja rara bibliografia sobre o assunto.
	Como adverte Campestrini ( 1994 ), as ementas devem ser elaboradas antes de se passar à redação do texto, haja vista que ela não deve ser considerada resumo do documento e sim delineadora dele, servindo de fio condutor da exposição, pois isso obriga o parecerista a definir claramente o seu ponto de vista.
	Deve-se advertir o aluno de que é essencial, que a ementa seja bem elaborada, tendo em vista que ela é a primeira a ser consultada, por isso é relevante o reconhecimento das principais características dessa etapa do Parecer:
 é composta por palavras-chave;
 apresenta de forma coesa e coerente os fatos e questões principais que nortearão todo o processo;
 é o fio condutor da exposição;
 é síntese;
é composta por frases nominais;
 constitui um só parágrafo composto por segmentos separados por travessões, ocorrendo ponto apenas no final;
 não faz desenvolvimento de idéias;
não utiliza elos coesivos;
não faz qualquer destaque gráfico;
CAMPESTRINI, Hildebrando. Como redigir ementas. São Paulo: Saraiva, 1994.
EXERCÍCIOS REFERENTES A EMENTAS
1 – Modifique as orações em destaque, transformando-as em sintagmas nominais:
O advogado de defesa pediu que as testemunhas colaborassem.
O promotor advertiu o acusado que o crime era grave.
É provável que mantenham a sua proposta.
É necessário que todos ajudem na recuperação do jovem.
Ele não se lembra de que fora chamado pelo juiz.
É mister que lutemos pela justiça. 
O advogado ajudou para que os funcionários públicos comprem sua casa própria.
É provável que existam outras pessoas envolvidas na fraude.
A solução é que o bandido confesse os seus crimes.
É conveniente que os bens deixados pelo falecido sejam arrolados.
2 – Transforme a oração em destaque, colocando o verbo no particípio:
O livro que comprei é ótimo.
Os crimes a que o bandido se referiu causaram apreensão em todos.
Na entrevista que o governador concedeu à imprensa ele destacou os problemas da violência.
O preço que combinamos não foi respeitado.
A resposta que prometeram não chegou.
3 – Substitua os termos em destaque por orações equivalentes, iniciadas por conectivos, fazendo as adaptações necessárias: 
O promotor pediu a condenação do réu.
Com a colaboração da testemunha, poderemos inocentar o réu. 
A notícia da fuga dos presos foi confirmada. 
Para a alegria da família, os noivos marcaram o casamento.
O advogado alertou-o da importância do seu testemunho.
Ementas para análise
Disputa por premiação – Compras efetuadas com cartão de crédito adicional, inclusive compras pessoais – Direito ao preenchimento do cupom pela empregada – Oportunidade de enriquecimento – Parecer favorável à confirmação do prêmio à sorteada.
Morte de criança em conseqüência de queda de apartamento – Ausência de grades ou telas para proteção – descaracterização de homicídio culposo – Fatalidade – Parecer favorável à absolvição da mãe.
Queda e morte de criança deixada pela mãe sob os cuidados do irmão menor – Negligência na atenção ao menor - Dor e abalo emocional dos pais superiores a qualquer punição – Parecer favorável ao perdão judicial.
Queda e morte da criança deixada pela mãe aos cuidados do irmão de oito anos – Ausência de grades e telas de proteção em apartamento no 26º andar – Negligência na atenção ao menor – Excesso de confiança – Inobservância dos deveres inerentes ao pátrio poder – Parecer favorável à condenação dos responsáveis por homicídio

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.