A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Fisiologia - CARDIO

Pré-visualização | Página 1 de 1

SCV – TESTE DE FISIOLOGIA E BIOQUIMICA
Analisando o traçado de um ECG sabemos que o complexo QRS está relacionado com a despolarização e conseqüente sístole ventricular. Baseando-se no ciclo cardíaco (ventrículo esquerdo), comente sucintamente sobre as modificações que ocorrem no volume e na pressão ventricular (1,5 pontos)
Baseando-se nos conhecimentos sobre a microcirculação e as forças de Starling, responda:
Porque pacientes com extensas e graves queimaduras podem evoluir até o quadro de hipovolemia? (1,0 ponto)
Na queimadura, se tem uma destruição da membrana capilar, assim aumenta a permeabilidade capilar levando a perda de proteínas plasmáticas ( menor concentração de proteína plasmática ) e levando a perda adicional de liquidos do sistema vascular levando a hipovolemia.
A hemofilia clássica está relacionada à deficiência ou anormalidade do Fator VIII de coagulação sanguínea. Explique a importância deste fator no processo de coagulação sanguínea. (1,0 ponto)
Sem o fator VIII não se tem a produção do fator IX da coagulação e sem este não se tem a produção do fator X. o fator X com a ajuda do cálcio é muito importante para a coagulação já que este ativa a protrombina que ira sintetizar a trombina. Sem esse fator, não se tem a produção da protrombina conseqüentemente não tem a produção da trombina que iria converter o fibrinogênio em fibrina dando fim a coagulação plaquetaria. ( eu acho que o fator VIII só age sobre o X e não sobre o IX...) 
Cite e explique um fator fisiopatológico no desenvolvimento de um quadro de edema. (1,0 ponto)
Problemas na produção de albumina (como cirrose hepática ou disfunção renal levando a albuminúria) fazem com que a pressão oncótica diminua, assim, quando o liquido for para o interstício ele não retorna porque não se terá uma pressão oncotica alta para que reabsorva esse liquido no interstício levando a edema.
Cite e explique um mecanismo de regulação da pressão arterial a longo prazo. (1,5 pontos)
Um mecanismo a longo prazo seria o sistema renina angiotensina aldosterona que regula de forma direta a pressão arterial. Quando a pressão está baixa, tem uma menor volemia e isso é ‘’observado’’ pelas arteriolas eferentes e aferentes nos rins. Essas arteriolas vão produzir renina que vão ser direcionadas para o fígado onde ira atuar na conversão de angiotensinogenio em angiotensina I que é um fraco vasoconstrictor, mas outra enzima a ECA irá converter essa angiotensina I em angiotensina II que é um potente vasoconstrictor aumentando assim a resistência vascular periférica e aumentando a PA (em hipertensos, medicamentos bloqueiam a ECA para não haver angiotensina II e não ter vasoconstricção). Esse aumento da RVP vai atuar* nas glândulas supra renais que vão produzir a aldosterona que vai estimular a abertura dos canais de sódio-água nos túbulos distais e coletor dos rins aumentando assim a reabsorçao de sódio e água, diminuindo a diurese e aumentando a volemia levando a uma PA normal. (não é a RVP q age sobre as supra renais.. eh a angiotensina II. Quando chega a produzir a angiotensina II o problema da pressão já foi resolvido, daí soh falta normalizar a questão da volemia, daí a necessidade da via de estimulo da aldosterona)
Explique a importância dos antioxidantes na prevenção da disfunção endotelial. (1,0 ponto)
Antioxidantes são importantes para que não ocorra a oxidação do excesso de colesterol (LDL) circulante no sangue. Com a oxidação deste colesterol lesiona o endotélio do vaso. Esse colesterol por sua vez penetra na no endotélio e estimula a vinda de macrófagos que irão reconhecer e fagocitar o colesterol oxidado, com isso, esses macrófagos tornam se espumosos, sem mobilidade e estimula a vinda de outros macrófagos. Então, ali começa a ter um agregado de células espumosas devido a fagocitose desse colesterol criando placa de ateroma.
Explique o controle bioquímico-fisiológico (não farmacológico) da ativação e inibição da enzima chave na síntese de colesterol, a HMG-CoA redutase. (1,5 pontos)
A HMG-CoA redutase ela sintetiza o colesterol, assim, após uma refeição e produção de insulina pelo pâncreas irá ativar esta enzima que por sua vez ira produzir colesterol, uma pessoa que já possui um nível elevado de LDL no organismo, é prejudicial que esta enzima produza mais colesterol. Assim, medicamentos que competem com o sitio ativo dessa enzima auxiliam para a diminuição do colesterol no organismo já que esses medicamentos se ligam de maneira irreversível a HMG-CoA redutase fazendo com que a enzima HMG-CoA liase atue produzindo corpos cetônicos. (é não medicamentoso! 
Eu acho que seria isso... quando se tem mta glicose, logo mais insulina hah a ativação da HMGCoA redutase, e quando se tem pouca glicose, menos insulina.. e mais glucagon hah inativação da HMGCoA redutase e ativação da HMGCoA liase)
Explique a(s) importância(s) das apoproteinas na composição estrutural das lipoproteínas plasmáticas. (1,5 pontos)
Células poderem reconhecer a apoproteina das lipoproteínas. Cada lipoproteína é especifica para cada órgão alvo. As lipoproteínas podem ser quilomicron, quilomicron remanescente, VLDL, IDL, LDL, HDL. Um exemplo seria a VLDL que possui 3 apoproteinas ( 2 mais superficiais as apoproteinas E e C ) e uma interna que é a B-100. ela carrega TAG endógeno e pouco de colesterol. A VLDL sai do fígado e distribui o TAG para a musculatura esquelética que tem receptores para as apoproteinas C e E. quando o VLDL vai perdendo essas apoproteinas pela distribuição de TAG na musculatura, a VLDL se transforma em LDL que só possui agora a apoproteina B-100, distribuindo agora colesterol que tem como órgão alvo todos os tecidos, mas em excesso ele pode oxidar e lesionar endotélio. (eu não colocaria por essa vertente... eu falaria da questao de ser responsável pelo reconhecimento sim, mas falaria tbm da questão do aumento ad solubilidade)

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.