nema ascaris e ent e trichuris alek 16 03 09

Disciplina:Parasitologia Médica156 materiais1.174 seguidores
Pré-visualização1 página
*

*

S. mansoni adult pair. Micron, 35 (2004): 361–390

 Taenia crassiceps. Micron, 35 (2004): 361–390
Wuchereria bancrofti Oliveira-Menezes et al., 2007

*

Filo Platyhelminthes
	Classe Trematoda
		Schistosoma mansoni
		Fasciola hepatica

	Classe Cestoda
		Taenia solium , T. saginata
		Echinococcus granulosus

Filo Nematoda
	 Ascaris lumbricoides
		Trichuris trichiura
		Enterobius vermicularis
	 Ancylostoma duodenale
		Necator americanus
		Strongyloides stercoralis
		Wuchereira bancrofti
		Onchocerca volvulus	
				

*

Filo Platyhelminthes

	Morfologia geral
(Rey, 2001)

*

Nematoda
- Características gerais:
* Corpo cilíndrico;
* Extremidades afiladas;
* Abertura oral;
* Simetria bilateral;
* Dimorfismo sexual

*

Nematoda: Considerações Estruturais

 Epicutícula
 Camada cortical
Camada média
 Camada fibrosa
- Cutícula
Biochemistry and Molecular Biology of Parasites (1995). Academic Press Inc

*

 Hipoderme
 Camada muscular
Cutícula
- Parede do Corpo
Nematoda: Considerações Estruturais
Biochemistry and Molecular Biology of Parasites (1995). Academic Press Inc

*

- Tipos de infecção
 passiva
 Ativa

Nematoda

*

Nematóides de Transmissão Passiva
- Ascaris lumbricoides
- Enterobius vermicularis
- Trichuris trichiura

*

Geo-helmintos
Fatores epidemiológicos
Nematóides de Transmissão Passiva


*

*

*

*

*

Geo-helmintos Infecção
Fatores epidemiológicos
Nematóides de Transmissão Passiva



*

 Parasitoses Intestinais

 GEOHELMINTÍASES

 Ascaridíase – Ascaris lumbricoides

 Ancilostomíases – Ancilostoma duodenale
 Necator americanus
 Estrongyloidíase – Strongyloides stercoralis
 Enterobíase – Enterobius vermicularis
 Trichuríase – Trichuris trichiura

*

 Ascaris lumbricoides
 Ampla distribuição geográfica

1,5 bilhões de pessoas infectadas no mundo (OMS, 2000)
 
 400 milhões c/sintomas
 
 100 mil óbitos/ano

*

Características Gerais
Morfologia
30-40cm
15-30cm

*

Ciclo de Vida
L3
L3
L3- L4
L4
Larva eclode
Migra fígado
Coração Pulmão
L4
Faringe
Traquéia
Brônquios
PP= 67 a 76 dias
Ovo com L3

*

Ciclo de Vida

*

Patologia
   

PULMÕES

(Ciclo de Loss) 

"bronquite“
quadro pneumônico atípico
lesões pulmonares graves
pneumonia difusa bilateral
síndrome de Löeffler

- Fase de invasão Larvária

*

Vermes Adultos:
Patologia
-Casos sintomáticos
 .desconforto abdominal 
 . má digestão
 . falta de apetite
 . emagrecimento

*

Intestino delgado. Processo: Obstrução intestinal por A. lumbricoides.
Observa-se o enovelado de vermes adultos ocupando quase que totalmente a luz intestinal.
-Obstrução ou semi obstrução intestinal
Patologia

*

Patologia
 
-Obstrução ou semi obstrução intestinal
  
 . depende do nº de vermes no intestino   
crianças subnutridas               

competição por nutrientes             
(proteínas carboidratos, lipídios e vitamina A e C)

depauperamento físico e mental.

*

-Ação mecânica  
. enterite crônica e diarréia
. má absorção de nutrientes
Ascaris lumbricoides
Obstruindo a papila duodenal

Patologia

*

-Localizações    ectópicas
 (vermes    adultos)
-apêndice  - apendicite
-canal pancreático - pancreatite aguda
-vias respiratórias-morte por asfixia

-Fígado
 -lesões traumáticas pela migração -infecções maciças  hepatite        
 
Patologia

*

Sintomatologia

-diarréia

-dores abdominais

-abdômen abaulado

-má digestão

-anorexia

-náuseas

-sinais de desnutrição

*

Diagnóstico Laboratorial 

- Diagnóstico clínico NÃO EXISTE, a não ser pela eliminação espontânea pela boca, narinas ou ânus.
    - Demonstração de larvas no escarro (Fase de migração larvária)
   - Métodos imunológicos pouco eficientes

*

Diagnóstico Laboratorial 
 Método de Sedimentação Espôntanea
- Demonstração de ovos nas fezes   muito eficaz : cada fêmea  põe  200.000 ovos POR DIA !                           - Infecção unissexuada por fêmeas- somente ovos inférteis nas fezes.

*

- Infecção unissexuada por machos- só pelo RX contrastado
Diagnóstico Laboratorial 

*

Tratamento
- Piperazina

Bloqueador neuromuscular despolarizante, produzindo uma contração repentina seguida de paralisia dos helmintos, e estes perdem a capacidade de se manterem no lúmen intestinal, sendo expelidos pelas fezes.
 Pamoato de Pirantel
 MECANISMO DE AÇÃO

*

Tratamento
-Mebendazol

DIMINUIÇÃO DA ENTRADA DE GLICOSE
Albendazole has larvicidal effects in necatoriasis {01} {06} {32} and ovicidal effects in ascariasis, ancylostomiasis, and trichuriasis. {01} {06}

*

Toxocara catti
Toxocara cannis
2 milhões de ovos/dia
Larva Migrans Visceral
Zoonose
Doenças transmissíveis dos animais para o homem

*

Toxocara catti
Toxocara cannis

*

2 milhões de ovos/dia

 * Sintomas
- Sindrome de Loeffler

Larva Migrans Visceral



*

*

Chang, S. et al. Am. J. Roentgenol. 2006;187:W622-W629
-larva migrans visceral Hepática

*

* Diagnóstico
* Tratamento
- Tiabendazol 10 mg/Kg
 * Controle

*

Enterobius Vermicularis
Ampla distribuição geográfica
Países
clima temperado
 ricos
com elevado nível de saneamento

*

Morfologia:
3 a 5 mm   
 8 a 12 mm   
55 X 25 µm
Asa cefálica
E.C
B

*

Ciclo de Vida
PP= 2 meses

*

Gastrointestinal
 náuseas, vômitos, dores abdominais.

-Sintomas gerais
 nervosismo, insônia, anorexia, etc.

- Eosinofilia 
	
Sintomatologia

*

Sintomatologia
Prurido anal
 hipersensibilidade aos produtos metabólicos do parasita

-Em meninas
 migração das fêmeas para o aparelho genital- Vulvovaginite
 (Prurido vulvar)
	

*

Patologia
E. vermicularis
Vídeo endoscopia

*

Patologia

*

DIAGNÓSTICO LABORATORIAL
 - Graham ou swab anal ( Hora da coleta de manhã)
   

TRATAMENTO  
MEBENDAZOL  - 100 mg 2 X DIA
 

*

Trichuris trichiura

*

Características morfológicas do adulto

*

Características morfológicas do ovo

*

Ciclo biológico
INGESTÃO DE OVOS EMBRIONADOS
ECLOSÃO
 DE LARVAS
 INTESTINO
LARVAS →
CÓLON
V. ADULTOS
CÓLON
OVOS NÃO EMBRIONADOS
OVOS EMBRIONAM
SOLO
PP de 2 a 3 meses

*

Sintomatologia
Maioria dos pacientes são assintomáticos
 2 – 10 v. adultos

Poucos pacientes apresentam sintomas.
     Número de vermes adultos
 Condições do paciente
 

*

Patologia

*

*

Jenkins, 1970. Parasitol

*

 Lee and Wright, 1978, Can J Zool
Trichuris sp na mucosa intestinal (MEV)

*

Histopatologia de Trichuris sp
na mucosa intestinal

*

Lee and Wright, 1978, Can J Zool
Trichuris sp na mucosa intestinal (MET)

*

 Prolapso Retal
COMPLICAÇÃO
Patologia

*

 
 

 TRATAMENTO
mebendazol  - 100 mg 2 x dia, durante 3 dias
 
DIAGNÓSTICO LABORATORIAL

Demonstração de ovos nas fezes Métodos: Sedimentação espontânea
 Método de Willis