Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
CLASSIFICAÇÃO DAS AFASIAS - Semiologia e Diagnóstico em Linguagem II

Pré-visualização | Página 1 de 1

ETIOLOGIA:
- AVC;
- Traumatismo Crânio Encefálico;
- tumores do SNC;
- doenças infecciosas (meningites);
- intoxicações (droga, álcool, metais
pesados);
Classificação das Afasias
- pode ser definida como alteração do
conteúdo na forma e no uso da linguagem e
de seus processos cognitivos subjacentes, tais
como percepção e memória. Essa alteração é
caracterizada por redução e disfunção, que
se manifestam tanto no aspecto expressivo
quanto no receptivo da linguagem oral e
escrita, embora em diferentes graus em cada
uma dessas modalidades (Chapey, 1996).
FATORES DE RISCO
PARA O AVC:
- hipertensão arterial sistêmica
- diabetes melittus;
- fibrilação atrial;
- tabagismo;
- hipercolestolemia;
- consumo excessivo de álcool;
- estenose carotídea assintomática;
- ataque isquêmico transitório;
- doença cardíaca;
- inatividade física;
- idade avançada;
- sexo masculino;
- raça e etnia;
- hereditariedade;
- enxaqueca;
- uso de contraceptivos orais (trombose,
embolia);
- drogas ilícitas;
- estresse e obesidade.
AFASIAS PODEM
SER:
- expressiva: dificuldade para usar
palavras, enunciados, narrativas;
- receptiva: dificuldade em
compreender a fala dos demais;
- mista: problemas relacionados tanto à
compreensão quanto à expressão;
*variam de grau e forma conforme a
extensão, tipo e localização da lesão
neurológica;
HABILIDADES
LINGUISTICAS:
- fluência verbal;
- compreensão verbal;
- nomeação;
- repetição;
- leitura;
- escrita;
COMPORTAMENTOS
LINGUÍSTICOS:
- jargão (fala ininteligível);
- parafasias
- neologismos;
- esteriotipias;
- ecolalia;
- paralexia (emissão);
- paragrafia (escrita);
- perseveração;
- logorreia (fala muito e sem sentido);
- logopenia (diminuição na fala);
- agramatismo (fala agramática);
- dissintaxia.
HABILIDADES
LINGUÍSTICAS:
fluentes e não fluentes;
- fluência verbal: quantidade de
palavras, precisão articulatória, esforço
produtivo, comprimento de frases,
prosódia e acesso ao léxico;
- critério utilizado na divisão das
afasias (mais comum);
- não fluentes: emissão reduzida no
número de palavras, imprecisão
articulatória, frases curtas ou
inexistentes, esforço produtivo,
prosódia alterada e visível dificuldade
de acesso ao léxico;
- fluentes: grande quantidade de
palavras sem alteração articulatória,
sem esforço produtivo, frases longas,
hiperprosódia. Há produção exagerada
de palavras (inteligíveis e ininteligíveis -
jargão);
- repetição: um dos mecanismos mais
elementares da linguagem humana.
Demanda análise auditiva,
segmentação fonológica, memória
lexical, memória semântica e
programação motora;
COMPORTAMENTOS
LINGUÍSTICOS:
*a dificuldade da pessoa em repetir pode
ocorrer de modo que:
- não compreende a palavra;
- não registra a palavra na memória
fonológica e lexical;
- não segmenta fonologicamente a palavra;
- não consegue programar motoramente a
palavra;
- nomeação: capacidade de reconhecer
visualmente o estímulo e resgatar a memória
semântica e lexical do nome do objeto;
- anomia: dificuldade ou inabilidade em
evocar nomes dos objetos, ocasionando
restrição do vocabulário;
- compreensão: função complexa decorrente
da decodificação dos sons da fala. Decorre
quando os conceitos associados às palavras
são ativados e selecionados;
*da compreensão depende toda a entrada de
estímulo auditivo que vai influenciar na
recuperação do afásico.
- neologismos: palavra criada ou empregada
com intenção e significado (biscoito -
bimenal);
- perseveração: tendência de manter ou
repetir uma palavra, ato ou ação não
apropriada para a qual a resposta foi
requerida (copo, caneta, óculos - copo,
caneta, copo/caneta);
- parafasia: troca de uma palavra para outra
ou de um som por outro (fonêmica,
semântica,formal) - (cadeira -> sentador).
- ecolalia: comportamento verbal de repetição
sistemática de palavras;
*ex: T - quantos anos a senhora tem?
 P - quantos anos a senhora tem? eu sou
do sul, eu sou do sul...;
- circunlocução: emissão correta de palavras
com uma manifestação característica da
dificuldade de nomeação (afasia anômica);
*ex: "este objeto aqui serve para... para cortar,
cortar papel, pano, linha... é uma, é uma, é
uma te... tesoura";
- estereotipia: são segmentos linguísticos
automaticamente repetidos todas as vezes
que o paciente tenta se comunicar oralmente;
*pode ser uma palavra/frase (lexical) ou não
ter significação linguística (não lexical);
*possui uma fluência muito grande com
variação de entonação;
- jargão: alteração no nível do discurso
caracterizada pela prosódia normal, ritmo
acelerado, substituição de uma palavra pela
outra, presença de palavras ininteligíveis,
levando a uma ausência de conteúdo
significado;
*ex: P - este é um homem requerido com
direções e mamolados para usunchar o vento
tramado;
- logorréia: ritmo de fala acelerado, volume
grande de palavras (o discurso pode vir sem
sentido) - afasias de recepção, fluentes;
- logopenia: ritmo de fala mais reduzido que o
normal;
- agramatismo: alteração de estrutura
sintática, caracterizada pela omissão de
elementos da frase, como artigos,
preposições, conectivos, ou seja, palavras
gramaticais;
*afasias não fluentes, expressivas.
NA LINGUAGEM
ESCRITA:
- paralexias: distorções ou substituições de
palavras na leitura (literal, grafêmica e verbal);
- paragrafias: distorções ou substituições na
escrita (literal, grafêmica, verbal);
- jargografia: produção escrita contendo
numerosas paragrafias, dissinatxias e
neologismos;
- dissintaxias: falhas em produzir palavras
essenciais à frase. Há violação de regras de
morfossintaxe.
CLASSIFICAÇÃO DAS
AFASIAS:
1. Afasia Transcortical Motora (TCM);
- lesão na área pré frontal;
- apresenta dificuldade de iniciativa e
espontaneidade da linguagem;
- fala reduzida;
- preservação da nomeação e repetição ;
- boa compreensão oral e escrita (quando se
tem essas duas, dá para trabalhar na terapia);
3. Afasia Global:
- lesão variável e extensa que ocasiona um
quadro com dificuldades em todos os
aspectos da linguagem, não fluência e
alteração de compreensão, produção,
repetição, leitura e escrita;
2. Afasia de Broca:
- lesão no lobo frontal, no centro da imagem
motora da palavra, centro de fala ou área de
Broca;
- não fluência;
- agramatismo com presença de fala
telegráfica;
- dificuldade de repetição e escrita;
- anomia;
- relativa compreensão preservada;
- possível apraxia;
4. Afasia Transcortical Mista:
- possui similaridade com a global, porém
com preservação da repetição;
5. Afasia Transcortical Sensorial:
- lesão no lobo parietal inferior ou perieto-
occiptal. Resulta na desconexão da área
sensorial auditiva com a área semântica;
- dificuldades na leitura, escrita,
compreensão, nomeação;
- parafasias verbais e semânticas;
- repetição preservada;
*site recomendado: https://afasia.com.br/
6. Afasia de Wernicke (mais complexo
prognóstico)
- lesão no lobo temporal;
- comprometimento da decodificação
auditiva;
- dificuldade na compreensão, leitura, escrita
e repetição;
- discurso fluente;
- anomia + parafasias > esquece o nome e
substitui a palavra por outra, ex: copo >
xícara;
- jargão;
- neologismos;
7. Afasia de Condução
- lesão nas fibras associadas do lobo parietal;
- proporciona alteração no nível fonêmico;
- dificuldade de repetição;
- parafasias literais;
- leitura, escrita e nomeação com alterações;
- compreensão preservada;
- possível apraxia;
8. Afasia Anômica
- lesão no lobo parietal;
- repetição, leitura, escrita e compreensão
preservados;
- maior dificuldade na nomeação;
- circunlocução (rodeios sem conseguir falar o
nome);
- parafasias verbais;
- prognóstico bom;