A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
ARA1098_4

Pré-visualização | Página 1 de 1

PSICOLOGIA DA PERSONALIDADE - ARA1098
Semana Aula: 4
O construto de personalidade na perspectiva de Jung
Tema
2. O CONSTRUTO PERSONALIDADE E AS ABORDAGENS PSICANALÍTICAS
Objetivos
Discorrer sobre o papel de Jung na teoria da personalidade; 
Apresentar os conceitos centrais que estão relacionados com a personalidade segundo 
Jung.
Tópicos
2.2 O CONSTRUTO DE PERSONALIDADE NA PERSPECTIVA DE JUNG
Procedimentos de Ensino-Aprendizagem
O docente deve iniciar a aula falando que Jung rejeitou a visão de Freud da importância 
primária dos impulsos sexuais inconscientes e que, em vez disso, ele se dedicou ao estudo 
e explicação dos impulsos primitivos do inconsciente de forma mais positiva. Deve 
destacar que Jung defendeu que os impulsos primitivos do inconsciente representavam 
uma força vital mais positiva que abrange um impulso inato que motiva a criatividade e a 
resolução mais positiva dos conflitos. Por fim, o docente deve discorrer sobre os 
principais conceitos da perspectiva junguiana: o inconsciente coletivo e os arquétipos, de 
modo a discuti-los pontuando sua importância para a perspectiva junguiana voltada à 
explicação da personalidade. 
Situação-problema: Explanar sobre o construto da personalidade na perspectiva de Jung 
de acordo com as teorias da personalidade. Considerando que arquétipos são 
representações simbólicas universais de uma pessoa, objeto ou experiência particular 
(como o bem e o mal), como você acha que eles estão relacionados ou influenciam a 
formação da nossa personalidade?
Metodologia: realizar um brainstorming e relacionar as respostas do aluno em um mapa 
conceitual. O professor poderá provocar a participação dos alunos pedindo para que 
descrevam o papel do inconsciente coletivo na formação da personalidade. Utilizando as 
respostas dos alunos e exemplos práticos citados por eles, realizar a exposição das 
respostas em formato de mapa mental.
Atividade verificadora de aprendizagem: A partir dos conceitos abordados nas aulas 3 e 
4, dividir a turma em dois grupos e orientá-los a criar dois murais no site 
www.padlet.com, um grupo deve criar um mural que sintetize a aprendizagem da aula 3 
sobre Freud e o outro deve fazer o mesmo mas sobre a aula 4, baseada em Jung. Após 
esse tempo cada grupo deve eleger um integrante para apresentar o mural, que deve ser 
discutido com mediação do professor.
Avisar aos alunos que essa atividade comporá parcialmente a nota da AV1 (0,0 a 3,0). O 
professor poderá avaliar o trabalho e as apresentações realizadas em grupo em função dos 
conceitos trabalhados.
Recursos Didáticos
Sala de aula equipada com quadro branco, piloto, apagador, computador e projetor 
multimídia. Desejável wi-fi para os alunos e professor acessarem as TICs empregadas 
pelo modelo de ensino.
Leitura Específica 
Leia o texto: Como os arquétipos de Jung explicam a personalidade humana. Disponível 
em: https://www.hipercultura.com/arquetipos-jung-personalidade/. Acesso em: 05/05/21.
Aprenda +
Assista ao vídeo "Inconsciente coletivo", onde você conhecerá os conceitos de 
inconsciente pessoal e inconsciente coletivo desenvolvidos por Jung. Disponível em: 
https://www.youtube.com/watch?v=FUG3DXZcvks (Acesso em: 05/05/21).
Atividade Autônoma Aura
Olá, seja bem-vindo(a)! Sabemos que você quer aprender mais, por isso, selecionamos 
duas questões que revisitam o tema/tópico ministrado nesta aula. Você deve resolvê-las, 
completando, assim, sua jornada de aprendizagem do dia.
Questão 1:
Jung considerava que arquétipos específicos têm um papel essencial na formação da 
nossa personalidade, dentre eles a persona, arquétipo cujo significado origina-se da 
palavra latina: 
a) metáfora
b) metanoia
c) medida
d) máscara
e) mistura
Questão 2:
A abordagem Junguiana sugere que nascemos com uma herança psicológica e uma 
herança biológica, sendo ambas determinantes essenciais do comportamento e 
experiências. Nessa conjuntura, o inconsciente coletivo inclui materiais psíquicos que: 
a) provêm, totalmente, da experiência pessoal. 
b) não provêm da experiência pessoal. 
c) provêm, predominantemente, de aquisições individuais.
d) não provêm de imagens primordiais.
e) não provêm dos arquétipos.