Buscar

Conceitos de Saúde e Doença Ocupacional

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 7 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

Doenças Ocupacionais
Aula 2: Introdução às Doenças Ocupacionais
Apresentação
Nessa aula, abordaremos os conceitos de doença, saúde e doença ocupacional.
Entenderemos as origens do termo ocupacional, e sua utilização nas áreas da saúde e saúde do trabalhador.
Objetivo
De�nir os conceitos de doença, saúde e doença ocupacional;
Identi�car no processo histórico do trabalho a origem do termo ocupacional.
A doença
Toda vez que mencionamos a palavra doença falamos de um mal que assola a existência humana. Isso tem a ver com nossas
experiências individuais de adoecimento dentro do nosso contexto cultural. Porém, no campo da Saúde, as doenças têm
algumas de�nições conceituais.
 Fonte: stevepb / Pixabay.
São muitas as de�nições no campo da Saúde, mas geralmente a ideia de doença é:
"uma alteração ou desvio do estado de equilíbrio de um
indivíduo com o meio ambiente.”
MS, 1987
Ou seja, qualquer interferência no padrão ideal de funcionalidade do organismo humano pode ser considerada um
adoecimento.
Entende-se de uma maneira geral que doença está ligada à patologia, como a�rma a autora Albertina Bonetti:
"Historicamente, doença, patologia e anormalidade
representam um único estado, enquanto a terminologia
normalidade signi�ca saúde.”
BONETTI, 2004
Essa compreensão foi revisitada por George Canguilhem em sua obra Normal e Patológico:
"Na vida existem dois fenômenos, o estado de saúde e o
estado de doença, divididos em duas ciências diferentes, a
�siologia e a patologia, respectivamente.”
CANGUILHEM, 2006
As dimensões de um ser humano no mundo não são de�nidas pelo corpo orgânico, ou seja, pelo corpo e suas divisões (células,
tecidos, órgãos e sistemas), mas sim por toda uma complexidade da existência. Um ser humano tem algumas dimensões,
como por exemplo: Orgânica/física, biológica, mental, social, psíquica etc, podendo adoecer em cada uma delas.
Inevitavelmente, ao se conceituar doença, estamos colocando em perspectiva a saúde. A saúde é entendida
contemporaneamente como um fenômeno complexo, e não mais como “ausência de doença”, como propôs na década de
1970 o �lósofo e médico Cristopher Boorse.
Saiba mais
Cristopher Boorse fazia parte dos estudiosos que tinham princípios da corrente �losó�ca naturalista. A ideia naturalista se opôs
ao existencialismo, incorpora várias dimensões do humano, e não apenas o biológico, como o naturalismo.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) já havia proposto ideia contrária a essa, muito antes de Boorse, em 1947: “Saúde
não é apenas a ausência de doença, mas um completo bem-estar físico, mental e social”. Porém, à essa ideia da OMS também
temos muitas críticas contemporâneas, já que a utopia da frase “completo bem-estar”, além das três únicas dimensões da vida
humana citadas, é o grande objeto de discordância conceitual.
Atualmente, no Brasil, ao falarmos em saúde e doença, levamos em consideração uma ampliação das concepções do conceito
de saúde:
1
Atenção! Aqui existe uma videoaula, acesso pelo conteúdo online
https://stecine.azureedge.net/webaula/estacio/go0691/aula2.html
"Em seu sentido mais abrangente, a saúde é resultante das
condições de alimentação, habitação, educação, renda, meio
ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liberdade,
acesso e posse da terra e acesso a serviços de saúde. [...] A
saúde não é um conceito abstrato.”
Anais da 8a CNS, 1986
A ampliação do conceito de saúde, incluindo o trabalho, pode ser motivo de um indivíduo ter menos acesso à saúde, logo, há
maior vulnerabilidade para doenças e agravos.
Para Buss e Pellegrini Filho, determinantes sociais de saúde:
"Expressam com maior ou menor nível de detalhe o conceito
atualmente generalizado de que as condições de vida e
trabalho dos indivíduos e dos grupos da população estão
relacionadas à sua situação de saúde.”
BUSS e PELLEGRINI, 2007
Já a CNDSS (Comissão Nacional de Determinantes Sociais de Saúde) e a OMS de�nem como:
Clique nos botões para ver as informações.
“Fatores sociais, econômicos, culturais, étnicos/raciais, psicológicos e comportamentais que in�uenciam a ocorrência de
problemas de saúde e de seus fatores de risco na população”.
CNDSS 
A OMS de�ne como “condições sociais em que as pessoas vivem e trabalham”.
OMS 
Comentário
Todos os estudos sociais que balizaram a ampliação do conceito de saúde, e que se esforçaram para de�nir o que determina a
saúde de um indivíduo, entenderam que a saúde é complexa e que envolve fatores individuais e coletivos. Muitos estudiosos do
campo da saúde olharam para os DSS para compreender como eles incidem sobre a vida das pessoas.
Dahlgren e Whitehead (CDSS, 2008) elaboraram um modelo que organiza os determinantes da saúde dispostos em diferentes
níveis, sendo o centro do modelo os indivíduos, com as características individuais de idade, gênero e fatores genéticos.
 Modelo: Dahlgren e Whitehead. Fonte: CDSS, 2008.
No primeiro nível encontram-se os fatores relacionados com os estilos de vida (com potencial para serem alterados por
ações baseadas em informação). No nível seguinte estão as redes de apoio sociais e comunitárias, indispensáveis para a
saúde da sociedade.
A seguir, estão representados os determinantes em nível macro (macro determinantes), relacionados com aspetos
econômicos, ambientais e culturais da sociedade em geral.
Essa de�nição deu base para as políticas públicas no Brasil, além de ser esse o modelo principal que norteou os estudos no
relatório da CNSS em 2008.
Olhando para esse modelo podemos observar que condições de trabalho e
ambiente de trabalho são fatores que determinam se um indivíduo vai
produzir condições de saúde ou de doença. Sendo assim, o trabalho é um
dos aspectos centrais na vida de um ser humano.
Doença Ocupacional
 Fonte: Pintura da imagem do médico cientista Bernardino Ramazzini. Fonte:
Wikimédia.
Agora que já esclarecemos os termo doença e saúde,
vamos compreender melhor o conceito “ocupacional”. Um
pouco antes da Revolução Industrial (1760 – 1840), um
médico italiano chamado Bernardino Ramazzini se dedicou
a listar algumas doenças adquiridas por ofício.
Atenção! Aqui existe uma videoaula, acesso pelo conteúdo online
A lista trazia em torno de 50 doenças. No ano 1.700, Ramazzini publicou sua obra: De Morbis Arti�cum - As doenças dos
trabalhadores. Ele perguntava aos pacientes sua ocupação e, desde então, se popularizou não apenas o nome ocupacional,
mas principalmente o entendimento de que algumas doenças podem ser adquiridas por uma determinada atividade.
Com o crescimento do trabalho industrial, 60 anos após a publicação de Ramazzini, essas concepções foram mais aceitas.
É importante lembrar que as modi�cações na forma de se trabalhar aconteceram de forma gradual. Aos poucos as pessoas
foram introduzindo produtos químicos ao processo de manufatura na produção de ferro, por exemplo, encontraram maneiras
de usar o vapor da água como energia, substituíram a madeira pelo carvão, até chegar na elaboração de máquinas que
substituíram grande parte da mão de obra.
Saiba mais
Porém, essas primeiras fábricas que surgiram na Inglaterra - e posteriormente se disseminaram em toda a Europa, Estados
Unidos e América do Norte (e que deram início à Revolução Industrial) - não eram localizadas em ambientes adequados, sendo as
condições de trabalho muito ruins.
Além disso, a utilização de mão de obra infantil e feminina era rotina. O resultado desse cenário foi um enorme número de
doenças, acidentes de trabalho, mutilações e mortes.
 Indústria de tecelagem, início do século XX, onde trabalhadores atuavam sem nenhum equipamento de proteção. Fonte: Conhecimento Científico.
Esse processo de expansão das fábricas e do aumento das doenças e mortes em decorrência do trabalho deram notoriedade
às doenças ocupacionais.
O conceito atual de doenças ocupacionais pode ser compreendido
como doenças que são adquiridas ou desencadeadas pelo trabalho,
ou seja, pela ocupação que uma pessoa desempenha no trabalho.
Segundo o Artigo 20, inciso I, daLei 8.213, de 24 de julho de 1991, doença ocupacional ou pro�ssional é de�nida como “a
enfermidade produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar a determinada atividade”.
Atualmente, o adoecimento no ambiente de trabalho é objeto de muitos avanços no mundo cientí�co, além de contar com uma
enorme legislação que regula e protege o trabalhador.
Tanto as regulamentações jurídicas como as maneiras de se cuidar no trabalho (que protegem o trabalhador) são
constantemente revistas e atualizadas, visto que as formas de trabalho se modi�cam ao longo do tempo, bem como as
maneiras de adoecer e cuidar do trabalhador.
Atividade
1. Segundo o tema trabalhado nessa aula, as concepções de doença para um indivíduo se dão a partir de:
a) Um completo bem estar físico, mental e social.
b) Experiências individuais em um contexto sociocultural.
c) Um adoecimento no ambiente do trabalho.
d) Uma sensação de vida saudável.
e) Doenças desencadeadas pelo trabalho nas fábricas.
2. A saúde já foi entendida como ausência de doenças, mas hoje ela está interligada ao conceito de saúde ampliado. Esse
conceito se refere a:
a) Uma modificação do conceito de saúde, pois agora ela é entendida em outras dimensões, como a física, social e mental.
b) Uma modificação do conceito de saúde que entende que a saúde mental teve que ser incorporada.
c) A ampliação se deve ao entendimento de que só se tem saúde quando um indivíduo tem melhores condições de alimentação,
habitação, educação, renda, meio ambiente, trabalho, transporte, emprego, lazer, liberdade, acesso e posse da terra e a serviços de saúde.
d) A saúde é um conceito abstrato.
e) A ampliação de saúde se deu por entendimento de que a doença não é abstrata; pode-se notar um organismo doente.
3. Assinale a opção que se adequa à origem do termo ocupacional como campo de atuação pro�ssional na saúde.
a) Surgiu com um médico, Bernardino Ramazzini, logo a expressão ocupação é que dá surgimento ao nome ocupacional.
b) Foi um termo instituído pela Revolução Industrial, pois o trabalho modificou a mão de obra.
c) Esse termo não tem relação com a Revolução Industrial, mas com a Revolução Francesa.
d) Esse termo se refere atualmente ao campo da saúde do trabalhador.
e) Surgiu com o médico italiano Cristopher Boorse.
Notas
Organização Mundial da Saúde (OMS) 1
A OMS é uma agência internacional especializada nos assuntos do campo da saúde, criada em 1948, com sede em Genebra,
na Suíça.
Referências
BONETTI, A. O ser doente: uma visão à luz de Georges Canguilhem. Pensar a Prática, 7(1), 45-58, 2004. Disponível em:
https://www.revistas.ufg.br/fef/article/view/65/64. Acesso em 25 ago. 2020.
BRASIL, LEI Nº 8.213, DE 24 DE JULHO DE 1991. Dispõe sobre os Planos de Benefícios da Previdência Social e dá outras
providências. Disponível em:
http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8213cons.htm#:~:text=1%C2%BA%20A%20Previd%C3%AAncia%20Social%2C%2.
Acesso em 24 ago. 2020.
_______, Ministério da Saúde. Conferência Nacional de saúde, Anais/8, 1986:Centro de documentação do ministério da saúde,
Brasília, 1987. Disponível em: http://www.ccs.saude.gov.br/cns/pdfs/8conferencia/8conf_nac_anais.pdf. Acesso em 22 out.
2020.
_______, Ministério da saúde. Secretaria nacional de ações básicas de saúde coordenação de assistência médica e hospitalar.
Conceitos e de�nições em saúde. – Brasília, 1987
BUSS, P.M.; PELLEGRINI FILHO, A. A saúde e seus determinantes sociais. Physis [online]. 2007, vol.17, n.1, pp.77-93. Disponível
javascript:void(0);
javascript:void(0);
javascript:void(0);
javascript:void(0);
em: https://www.scielo.br/pdf/physis/v17n1/v17n1a06.pdf. Acesso em 24 ago. 2020.
CANGUILHEM, G. O normal e o patológico. 6.ed. Revista Forense Univesitárisa, 2006. Disponível em:
https://edisciplinas.usp.br/plugin�le.php/3114962/mod_resource/content/1/O_Normal_e_o_Patologico.pdf. Acesso em 25 ago.
2020.
FERRARINI, C.D.T. Conceitos e de�nições em saúde. In.: Revista Brasileira de Enfermagem, vol.30, no.3, Brasília, 1977.
Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71671977000300314. Acesso em 24 ago. 2020.
ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. Constituição da Organização Mundial da Saúde. Documentos básicos, suplemento da
45ª edição, outubro de 2006. Disponível em: https://www.who.int/eportuguese/countries/bra/pt/. Acesso em 22 out. 2020.
RELATÓRIO FINAL DA COMISSÃO NACIONAL SOBRE DETERMINANTES SOCIAIS DA SAÚDE (CNDSS), 2008. Disponível em:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/causas_sociais_iniquidades.pdf. Acesso em 22 out. 2020.
Próxima aula
Doenças ocupacionais;
Sistemas de Grupos da Classi�cação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID-10)
correspondentes.
Explore mais
Assista ao �lme “Tempos Modernos”, de Charles Chaplin
 
Leia o texto Processos de trabalho da manufatura à maquinaria moderna:
https://www.scielo.br/pdf/sssoc/n118/a02n118.pdf
Leia o texto O Artesanato como elemento impulsionador no Desenvolvimento Local:
https://www.aedb.br/seget/arquivos/artigos10/523_O%20Artesanato%20como%20elemento%20impulsionador%20no%20Desenvolvimento%20Local.pdf
Leia o texto Artesanato como processo político do trabalho: reconstruindo os caminhos da atividade criadora pelo viés da
educação ambiental transformadora
javascript:void(0);
javascript:void(0);
javascript:void(0);
javascript:void(0);
javascript:void(0);
javascript:void(0);
javascript:void(0);

Continue navegando